Toda vez em que se aborda o tema da reencarnação, os mais ferrenhos estudiosos dos Evangelhos, que se detêm na forma da mensagem antes que no seu conteúdo, opõem à necessidade do nascer de novo na carne, a que se referiu Jesus, a concessão da “graça”, como mecanismo de salvação, em decorrência da divina misericórdia do Pai.
A salvação pela graça, sem dúvida, constitui uma dádiva arbitrária, que viola as leis do equilíbrio universal, a uns beneficiando, em detrimento de outros, em flagrante injustiça por parte do Soberano Criador.
Igualmente, o conceito apresentado, em referência ao “ao sangue de Cristo” salvando as criaturas, deve ser entendido como a lição preciosa que o Mestre nos deu, demonstrando que, mesmo Ele, sendo puro, não se furtou ao holocausto da própria vida, num extremo ato de amor, a fim de que nos não evadamos à doação plena e total, quando chegado o momento do sacrifício pessoal.
Ensejar-se a um endividado revel a oportunidade de resgatar os débitos, constitui-lhe uma graça.
Conceder-se, ao trânsfuga do dever, o ensejo de reabilitação, torna-se para ele uma graça imerecida.
Facultar-se, ao enfermo, recursos de renovação e saúde é-lhe uma graça auspiciosa.
Proporcionar-lhe, ao delinqüente, o afastamento da sociedade, a reeducação e o retorno à comunidade, torna-se-lhe uma graça bendita.
Agraciar-se, porém, o agressor esquecendo-lhe a vítima é um ato de injustiça.
Liberar-se o algoz, sem facultar o mesmo a quem lhe padeceu a perversidade, faz-se uma forma de estimular o crime.
O amor e a justiça cooperam em favor da reabilitação do devedor, que libera a consciência da engrenagem do erro, encontrando a felicidade anelada.
O amor verdadeiro não beneficia uns, olvidando outros.
“Nenhuma das ovelhas que o Pai me confiou se perderá” – disse Jesus. Isto equivale a afirmar que todos se salvarão mediante as conquistas realizadas durante as sucessivas existências.
A reencarnação é a graça que o Pai concede aos que se comprazem no erro e na delinqüência, a fim de desfrutarem a salvação, essa conquista que nos cumpre lograr a esforço próprio e com sacrifício pessoal.
A vida é única, no seu processo de crescimento e perfeição, em que o berço e o túmulo representam portas de entrada e de saída para cada existência física.
A carne nasce, morre e renasce inúmeras vezes, inclusive numa mesma existência corporal, mas a vida não cessa nunca.
Utiliza-te, portanto, da concessão feliz dos renascimentos físicos, a fim de cresceres em direção ao bem e à liberdade que o Mestre te acena, enquanto te aguarda, reabilitando-te dos erros cometidos, evitando incidir em outros e edificando-te no bem para o bem de todos.
Livro: Oferenda – pelo espírito Joanna de Ângelis
Psicografia de Divaldo Pereira Franco

Exibições: 115

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

Amilton Gomes de Souza e ISA SOARES agora são amigos
12 horas atrás
ISA SOARES entrou no grupo de Ari Carrasco Silveira
Miniatura

Reforma Intima

"CONHECE-TE A TI MESMO"Textos de reflexão para a reforma íntimaVer mais...
ontem
ISA SOARES entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Mensagens de Reflexão

Mensagens, frases e pensamentos para reflexão iluminando nossas vidas.
ontem
ISA SOARES entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Espiritismo e Evangelho

Grupo destinado a estudos do Evangelho a Luz da Doutrina EspíritaVer mais...
ontem
Ori Pombal Franco curtiram o evento Votação para escolha do Projeto Médicos do Bem no Prêmio Euro de Marcílio Dias Henriques
sexta-feira
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
sexta-feira
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"DEPOIS DA MORTE Em 1965, Yvonne Pereira diz que “o Evangelho é imortal, uma vez que sempre existirão cérebros e corações necessitados de renovação." Ela fala também sobre “uma…"
quarta-feira
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
6 Jul
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
6 Jul
Helena Padilha de Meneses curtiram o perfil de Helena Padilha de Meneses
6 Jul
Ícone do perfilNilton Cardoso deu um presente para José Ricardo Fernandes
4 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço