HANSENÍASE – Quando as chagas da alma manifestam no corpo.

A hanseníase[i],antes conhecida como “Lepra”[ii]é uma doença que acompanha a humanidade desde os primórdios terrenos sendo que há registros que datam de 600 a.C na Ásia e na África.

Devemos alertar de que a hanseníase[iii] é uma doença crônica e infectocontagiosa de notificação obrigatória no Brasil, assim como a tuberculose, a AIDS e outras doenças transmissíveis entre humanos. A hanseníase atinge pele e nervos periféricos podendo levar a sérias incapacidades físicas. Uma doença que hoje em cura graças a descoberta na década de 40 dassulfonas, oriundas da química sintética, ainda hoje o estigma do contágio ainda é predominante.

Muito embora desde a década de 60 não á mais necessidade de leprosários[iv], o que foi uma vitória em termos de humanização, já que essa doença sempre foi tratada com preconceito e repugnância, as pessoas com essa enfermidade eram excluídas da sociedade, abandonadasa própria sorte no período antecessor e durante o de Cristo, na idade média considerada doença proveniente do pecado, a o exilio ou a extinção era a solução para eliminar o mal naquele corpo[v].

Infelizmente não bastava o exilio e a exclusão, em muitos países nos casos mais graves os hansenianos eram executados.

“[...] a maioria das vezes o enfermo era preso em sua habitação, sendo queimado juntamente com seus pertences. [...]” (Mesgravis, 1976, p. 119).[vi]

Em1868, a bactéria causadora da moléstia foi identificada pelo norueguês Armauer Hansen, e as crenças de que a doença era hereditária, fruto do pecado ou castigo divino foram afastadas. Porém, o preconceito persistiu, e a exclusão social dos acometidos foi até mesmo reforçada pela teoria de que o confinamento dos doentes era o caminho para a extinção do mal.

Foram criados os leprosários[vii],mas não bastava os separar, se ocorresse uma morte no leprosário, o corposeria ali enterrado; no caso do “leproso” residir em uma cabana, era usual que se ateasse fogo à habitação para que o corpo fosse queimado juntamente com seus pertences.

Muito embora hoje hanseníase tenha cura eo tratamentoseja gratuito, oBrasil esta em 2º lugar no mundo e o 1º Lugar na América latina..[viii]

“O Maranhão também lidera em casos entre menores de 15 anos - são cerca de 400 por ano, ou 12% do total do Estado.[...] No Brasil, essa participação das crianças em novos casos fica em torno de 7% a 8%, o que mostra quão ativa a doença ainda é no país - uma criança doente indica em geral que há um adulto não tratado transmitindo hanseníase.(BBC BRASIL.)[ix]

O que o espiritismo diz? Bem poderíamos aqui falar sobre Eunice Weaver[x], que indiscutivelmente foi um ícone dentre o tratamento aos hansenianos, e conforme Divaldo Franco ela era "mãe dos filhos dos hansenianos" eevitou que milhares de crianças se contaminassem. Após desencarnar, apareceu radiosa para Divaldo,onde escreveu a mensagem "Marcados na Alma", onde faz uma análise dos portadores da hanseníasemoral, que é a enfermidade entrando, e dos portadores da hanseníase física, que são aqueles que tem aenfermidade saindo; pode-se afirmar que os que hoje estão marcados na alma, pelos danos praticados contra si mesmos, através do seu próximo,a quem prejudicaram em vidas passadas, e, inevitavelmente serão os portadores da hanseníase, dasdegenerescência cancerígena de hoje ou de amanhã.

Sob esse prisma, destacamos e convergimos duas informações de relevância:

1-      Evangelho Segundo o Espiritismo no Cap.VII – “BEM AVENTURADOS OS POBRE DE ESPÍRITOS”[xi], onde  percebemos que a reencarnação é a única maneira de purificarmos a alma, desembaraçando-nos dos males do passado, onde o objetivo tornarmo-nos mais pobres(humildes)[xii] de espírito.

2-      E JésusGonçaves, (1902-1947), pessoa de bom coração e de história de vida sofrida,desencarnou por complicaçõesreflexas da hanseníase, e, que de ateu convicto, tornou-se espirita fervoroso, a ponto de Funda em 1945 no Hospital-Colônia de Pirapitingui a “Sociedade Espírita Santo Agostinho”, e,  após seu desencarne, comunicou-se com Chico Xavier e Divaldo Franco, revelando em vidas anteriores, ter sido Alarico, o Grande (Seculos IV e V) e Armand Jean duPlessisRichelieu, o poderoso Cardeal Richelieu, nos séculos XVI e XVII.

Alarico eRichelieu foram pessoas perversas e violentas, e em suas encarnações matavam e queimavam suas vítimas para simbolizar o poder, conforme Jésus, Alarico era soberbo e vaidoso, dono de uma crueldade sem igual, comandou a sangrenta invasão de Roma em 410 que resultou em milhares de mortes.

Richelieu,sob a batuta religiosa da época, foi o mais poderoso homem da França, destacou como político e estadista, tornando –se  uma das mais notáveis figuras do regime monárquico francês, cujas mãos duras e inteligentes detiveram o poder político da França, acima mesmo do rei Luis XIII.

Seu zelo excessivo e terrível pelo seu país e pelo seu governo foi capaz de justificar aos olhos dos homens, que o temiam e o admiravam, as guerras internas e externas pelas quais a França, enveredou em nome de ideais fanáticos, colocados acima de todos os ideais humanos, proporcionando espetáculos de sangue e deixando muitos povos na miséria.

Jésus, ficou órfão de mãe aos três anos e do pai aos quinze, aos dezesseis teve de se sustentar como trabalhador braçal, aos vinte anos casou-se com Theodomira de Oliveira, que era viúva e já tinha 2 filhas. Mesmo assim ainda tiveram mais 4 filhos. Nesta época empregava-se como Tesoureiro da Prefeitura.

Em 1930 sua esposa desencarna de uma tuberculose. Apesar das enormes dificuldades em criar suas 6 crianças casou-se novamente, com Anita Vilela, vizinha que lhe ajudava a cuidar das crianças; aos 27 anos foi acometido pela Hanseníase. Anita era espírita e tentava, em vão, esclarecer a mente do ateu Jésus.

 Em 1933, o Serviço Sanitário recolhe-o, internando-o no Asilo-Colônia Aymorés. Percebendo o destrato e rotina do local, fundou o jornal interno "O Momento", a "Jazz Band de Aymorés" e a equipe de futebol. Por não receberem grupos artísticos no asilo, fundou também o grupo teatral interno.

 Em 1943 falece Anita Vilela, de câncer no útero.Jésus ateu convicto questiona Deus, às voltas com suas dores no fígado, resolveu chamar aquele "Deus", e o desafiou, tirando um pouco de água e colocando em um copo.

"- Se Deus existe mesmo, dou 5 minutos para que coloque nesta água um remédio que me alivie as dores que sinto". E contou no relógio.

Quando bebeu a água sentiu que estava totalmente amarga. Chamou um companheiro que confirmou a alteração da água...Após 2 minutos nada mais sentia em dores.

Jésus passou a crer, e tornou-se espírita, anos depois fundoua“Sociedade Espírita Santo Agostinho”.

Convergindo os dados, percebemos que a doençade Jésus, foi sua expiação após ter  vivenciado em outras vidas atitudes cruéis.

Salientamos que estamos em transição planetária, e muitos espíritos buscam resgate e purificação de suas almas.

“[...] Sucede, meus filhos, que as regiões de sofrimento profundo estão liberando seus hóspedes que ali ficaram, em cárcere privado, por muitos séculos e agora, na grande transição, recebem a oportunidade de voltarem-se para o bem ou de optar pela loucura a que se têm entregado.”(FRANCO/2011)[xiii]

As causas das enfermidades nem sempresão expiações, também podem ser provas ou missões, sob esse prisma  afirmamos que  em todos os casos, sempre é para a evolução do espírito.



[i] Hanseníaseé uma doença infecciosa crónica causada pelo bacilo de Hansen, cujo nome científico é Mycobacterium leprae. 

[ii]  O nome “lepra” foi substituído por hanseníase somente em 1995, com a Lei nº 9.010, de 29 de março de 1995. No entanto, desde a publicação da Portaria nº 165, de 14/05/1976, do Ministério da Saúde, estava proibido o uso do termo “lepra” e seus derivados nos documentos oficiais do órgão.

[iii]  O nome Hanseníase passou a ser reconhecido oficialmente desde 1976, em homenagem ao seu descobridor, o cientista norueguês GehardAmauer Hansen, que a descobriu em 1868, em Bergen, na Noruega.

[iv] “Em 1962, o decreto 968, de 7 de maio, pôs fim ao isolamento obrigatório dos doentes no Brasil. No entanto, o Departamento de Profilaxia de São Paulo continuou isolando portadores da doença até 1967”

[v] Após o concílio de Trento, reforça-se a ideia da punição divina, estreitando-se a correlação entre a ideia de doença e pecado.

[vi] MESGRAVIS, L. A Santa Casa de Misericórdia de São Paulo 1599-1884: contribuição ao estudo daassistência social no Brasil. São Paulo: Conselho Estadual de Cultura, 1976. (Coleção Ciências Humanas, 3).

[vii] Leprosários: Nome atribuído a estabelecimentos para os quais as pessoas contaminadas com hanseníase (lepra) eram enviadas, a fim de isolá-las do resto da população, com o intuito de conter a contaminação pela doença.

[viii] Dados fornecidos pela OMS (Organização Mundial de Saúde) e Sociedade Brasileirade Hansenologia, http://www.sbhansenologia.org.br/.

[ix] Fonte: Por que algumas regiões do Brasil não conseguem vencer a hanseníase? https://saude.terra.com.br/por-que-algumas-regioes-do-brasil-nao-co...

[x][x] Eunice Sousa Gabi Weaver (19902/1969) dedicou aos cuidados aos hansenianos.

[xi] KARDEC, Allan.  O Evangelho segundo Espiritismo. Tradução de J. Herculano Pires. Ed. Lake. São Paulo 2003.

[xii][xii] Tradução efetuada por Severino Celestino -SILVA, Severino Celestino da. Analisando as Traduções Bíblicas: refletindo a essência da mensagem bíblica. João Pessoa: Editora Núcleo Espírita Bom Samaritano, 2000

[xiii]Mensagem psicofônica de Bezerra de Menezes (espírito) transmitida por Divaldo Francoem 23/10/2011

 

Exibições: 394

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/zYtsJOByKY
Twitter49 minutos atrás · Responder · Retweet
ELIZABETH RUFINO curtiu o vídeo de Feeak Minas
49 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/Tlfmqc0Aqp
Twitter53 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"Entra e Coopera" - Evangelho na Rede com Carla Fabres: https://t.co/LGIpovYDir via @YouTube
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/wVkSiIyk83
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
mauricio de assis padilha curtiu a postagem no blog NÃO REVIDAR “Auto de Fé de Barcelona” de Alfredo Zavatte
5 horas atrás
Ícone do perfilJohny Mcgregor, ONESIMO CAPOBIANCO RODRIGUES, sandro martins noronha e mais 3 pessoas entraram em RAE
6 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"NÃO REVIDAR “Auto de Fé de Barcelona”" : https://t.co/r1nZlWHZso
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por Alfredo Zavatte
6 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Entra e Coopera" - Evangelho na Rede com Carla Fabres: https://t.co/iF5GHKRsVE via @YouTube
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Divaldo Franco canta com Andréa Bien a "Oração de São Francisco": https://t.co/eCIHyKr6Qa via @YouTube
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/4fMrNn1vlS Franco canta com Andréa Bien a "Oração de São
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/98WAAkgUjj"Um Tributo a Paz" - Palestra de Divaldo Pereira Franco em
Twitter12 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/DASujDTquA
Twitter22 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Quem guarda para si riquezas, não é rico para com Deus - Orlando Ribeiro: https://t.co/yPPstJzp3i via @YouTube
Twitter23 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/iFL3PWpkxr
Twitterontem · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço