Humanização nos CEs – Organizando a inclusão

Ao falarmos em humanização nos centros espíritas, visando a inclusão, devemos levar em conta que  nossa sociedade ainda não é inclusiva. Há grupos de pessoas discriminadas, inclusive nas denominações que recebem... Exemplos: inválido, excepcional, deficiente, mongol,  manco, ceguinho, aleijado, demente, e etc.

Essas palavras revelam preconceito, e, através delas, estamos dizendo que essas pessoas precisam mudar para que possam estar convivendo na sociedade.

Hoje temos a Lei Brasileira de Inclusão (Lei nº 13.146), que estabelece regras e diretrizes de inclusão, e os centros espíritas devem se adequar a esse contexto, não só pela lei e suas regras, mas por tratarmos com “Seres humanos”, e esse fato por si só  já nos deveria tornar inclusivistas.

 No do espiritismo, aprendemos que o corpo nada mais é que uma casca onde habita-se o espírito, mas na pratica do dia a dia, percebemos que esse conhecimento não é absorvido na pratica, e muitas vezes o preconceito, ou racismo, ou mesmo a indiferença, parecem sobrepor os ensinamentos da doutrina

Houve muitos avanços graças às novas tecnologias, e encontramos mais facilmente muitos livros adaptados para o Braile ou “áudio-books”, muitas  instituições  para melhor acessibilidade de seus frequentadores fizeram  adaptações das estruturas físicas das instituições para que possam receber cadeirantes; todavia, sabemos que ainda há muito a ser feito. E dentre as coisas a serem feitas, o pensar e aceitar é prioritário com relação às deficiências.

Joanna de Ângelis (espírito) através  Divaldo Franco  na obra “Novos Rumos para o Centro Espírita”[i] nos alerta que devemos : “Espiritizar, qualificar e humanizar” o centro espírita.

Nessa obra Joanna de Ângelis  nos explica que :   

Espiritizar tem,  o sentido de resgate, de atrair as pessoas que frequentam o Centro  Espírita para que se tornem praticantes, aceitando o Espiritismo e não querendo ser adotados por ele, permitindo que o Espiritismo entre neles e não apenas eles entrem no Espiritismo. É viver a Doutrina como ela é, na sua essência, sem adulterações, ou adaptações.

Qualificar significa adquirir conhecimento necessários à tarefa do bem; é saber o que fazer e como realizar; como nos diz Divaldo Franco : "[...] buscar a qualificação

espírita é tentar saber realmente o que é o Espiritismo... procurar melhorar as qualidades morais, sociais, familiares, funcionais e as de trabalhador da Casa Espírita..."

   Humanizar é a caridade na sua mais pura expressão. Humanizar é o oferecer-se, o despersonalizar-se, libertando-se do ego dominador para se dedicar ao próximo, é a percepção de que tudo o que se faz visa o ser humano, espírito imortal, rumo à perfeição.

Sob essa perspectiva, para que possamos ter instituições “humanizadas”, precisamos “qualificar” os trabalhadores, torna-los aptos a lidar com as diversas e complexas situações de atendimento, orientação, e atenção aos frequentadores.

O ato de “espiritizar”, ultrapassa o pensamento equivocado de “recrutar” frequentadores, para que os tornem trabalhadores, é na oferta de qualificação que se vê os candidatos, e, em suas atuações nos cursos que perceberemos suas vocações, sob esse prisma  destacamos que é ele ( o frequentador da casa), que vai se ofertar  aos trabalhos quando sentir-se apto.

A casa deve sempre ofertar o trabalho, mas nunca o pressionar para que o faça,  devidamente qualificados, os trabalhadores devem saber lidar com a inclusão das minorias, nesse quesito,  podemos propor cursos externos e que depois  efetuar adequação desses  cursos nas CEs, pode-se citar a exemplo o curso de  LIBRAS.

Muitos deficientes auditivos deixam de frequentar instituições, ir a palestras ou mesmo eventos de maior porte por não haver interpretes.

Nas bibliotecas das federações ter uma seção de livros em Braile e/ou áudio-books, no auditório ou salão, ter espaço para cadeirante, e ter trabalhadores que saibam  conduzir o cadeirante.

Hoje no MEB, percebem-se duas correntes contrarias ao dialogo a esse tema, a primeira, quer restringir-se a inclusão social; acham-se satisfeitos com a distribuição de sopa, material de higiene ou mesmo amparo com roupas para bebês,  o que é muito bom e realmente é um tipo de caridade  a qual as instituições não devem se abster, outra vertente diz que a quantidade de deficientes é pouca para que tenha de “qualificar” trabalhadores nas instituições, pois não haveria publico para isso.

As duas vertentes estão certas nas afirmações e erradas em seu julgamento, As mesmas instituições que distribuem caridosamente aos menos favorecidos sopas, cestas básicas e etc. podem receber publico de baixa renda, mas também deficientes.

E aos que afirmam não terem frequentadores deficientes, devemos ter em mente que a inclusão é para as “Minorias”, e, portanto se um entrar em na  casa espírita ,  a  instituição não saberá o receber. Além do fato que pode-se pensar o inverso, ou seja, não há frequentadores deficientes, porque a casa não oferta pessoal qualificado e nem condições físicas para isso.

O planejamento de políticas sociais e educacionais na estrutura doutrinária e práticas inclusivas nas evangelizações garantem a vinda e permanência de pessoas com deficiência.

A formação de qualidade, ofertando a igualdade de oportunidades e o reconhecimento das diversas e complexas deficiências assim como  orientações sexuais e  identidades de gênero [e étnico-raciais], contribuem para a melhoria das instituições espíritas.

“O espiritismo é a nossa escola, a nossa oficina, é nosso o hospital, nosso santuário e também nosso lar. O lar da fraternidade universal, onde todos nos encontramos para demonstrar que é possível viver em sociedade, sem agressividade; que é possível viver-se fraternalmente, sem estarmos a ferir-nos uns aos outros, e, quando isso acontecer, a tolerância virá em nosso socorro, a humanização virá para auxiliar-nos, a qualificação nos dirá que não temos mais o direito de permitir-nos erros, e a espiritização nos alçará à condição de verdadeiros espíritas, mínimas qualidade do Homem de Bem, precisamente definidas em O Evangelho Segundo o Espiritismo.” ( FRANCO. 1998) [ii]

 

 

Referencias:

[ii] FRANCO, Divaldo P. Novos Rumos para o Centro Espírita. 1.ed., Salvador, BA: LEAL, 1998

 

Exibições: 134

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei)

Vaidade ou inveja?

Vladimir Alexei

Belo Horizonte das Minas Gerais,

15 de fevereiro de…

Colavida e a perseverança na divulgação

A perseverança de Fernández Colavida na divulgação do espiritismo na Espanha

Simoni Privato Goidanich

A escassez de material de estudo e de divulgação do espiritismo era uma limitação importante na Espanha.…

Educação para quê? Por Jane Maiolo

Educação para quê?

Por Jane Maiolo

 

A EDUCAÇÃO, SE BEM COMPREENDIDA, É A CHAVE DO PROGRESSO MORAL¹

 

A humanidade é, genuinamente, produtora de conhecimentos, desde os primórdios o…

Últimas atividades

Carla Rezende curtiu a postagem no blog Mediunidade e Ciências Biomédicas de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
3 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"VITÓRIA SOBRE A DEPRESSÃO": https://t.co/ExvTQHjqGp
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
5 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Mediunidade e Ciências Biomédicas": https://t.co/DTeMXYyikI
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA

Mediunidade e Ciências Biomédicas

Um cientista pode ser também médium? Pasteur, que visualizou “o mundo invisível” dos micróbios, era médium?Perguntas foram feitas, em 1998, ao Núcleo Espírita Universitário. Já se passaram mais de 20 anos e estamos voltando ao assunto. Uma delas foi sobre a utilização de instrumentos cirúrgicos por médiuns, não médicos. (1)Ainda neste milênio, a medicina será exercida por…Ver mais...
7 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog O PERISPÍRITO E SUAS MODELAÇÕES de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
19 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog O ESPÍRITO DA MALDADE de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
19 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog REFLEXÕES SOBRE A HUMILDADE de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
19 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Vacina contra a Obsessão – por Sidney Fernandes de PATRIZIA GARDONA
19 horas atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram a página Regras de Conduta de Amigo Espírita
19 horas atrás
Maria Fernanda Franco A.Pessanha curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
19 horas atrás
Maria Fernanda Franco A.Pessanha curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
19 horas atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiu a postagem no blog REFLEXÕES SOBRE A HUMILDADE de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
20 horas atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiu a postagem no blog REFLEXÕES SOBRE A HUMILDADE de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
20 horas atrás
Ícone do perfilRafael Gurgel Valente Papa, Wellington Oliveira Silva, Antonio Carlos Campos e mais 2 pessoas entraram em RAE
20 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Vacina contra a Obsessão – por Sidney Fernandes": https://t.co/FGOu4cAWM2
Twitter20 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Vacina contra a Obsessão – por Sidney Fernandes

Vacina contra a Obsessão – por Sidney FernandesFinalmente Jerônimo encontrou seu velho inimigo, Fabrício, depois de décadas de procura, e agora iria se vingar do mal que ele causara, em vida anterior.Lembrava-se muito bem dos longos anos que passara na prisão, determinada por Fabrício, ao decretar a longa pena, oriunda de processo criminal.De nada adiantaram os…Ver mais...
20 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Intuição - Palestra com Marco Sá assista pelo youtube https://t.co/6mTzJ3BLRJ https://t.co/jcH5JpV1Dr
Twitter20 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Afeições no além túmulo - Qs 294 a 297/Livro dos Espíritos com Carlos Alberto Braga / assista no youtube… https://t.co/FkxfAMMtLD
Twitter20 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
O que queres que eu te faças? - Zilda Mello - assista pelo youtube https://t.co/qU9A0Woy5y https://t.co/FCbU3BhjB7
Twitter21 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço