INSTINTOS DO PASSADO

Pois já os meus olhos viram a tua salvação.

Lucas, 2:30

Em magnífico trabalho denominado Cérebro – Agente ou Gerente do Espírito?, Richard Simonetti faz referência ao reflexo condicionado como parte do processo evolutivo da alma.

Dirigindo-se aos contestadores da reencarnação, que a consideram inútil por não nos recordarmos do passado, argumenta que a ausência de lembranças de vidas anteriores não impede nosso aprimoramento na vida atual.

Espírito que no passado abusou do sexo – exemplifica – nesta vida terá depressão, frigidez sexual, esterilidade ou doenças relacionadas com seus órgãos de reprodução. Com o sofrimento, o Espírito vai aprender, por reflexo condicionado, que a promiscuidade sexual não é interessante. Vai reexaminar seus procedimentos.

Mesmo sem se lembrar dos erros cometidos em outras vidas, o indivíduo que sofre tem a intuição de que as dores desta vida têm uma causa justa.

O papel do condicionamento na psicologia do comportamento (reflexo condicionado) foi estudado pelo fisiólogo russo Ivan Petrovich Pavlov.

É clássica a história do cão que, acostumado a ouvir uma sineta antes de suas refeições, salivava toda vez que ouvia tal som, independentemente de sua ração ser servida ou não.

Pavlov descobriu que algumas respostas comportamentais são inatas, enquanto outras podem ser aprendidas, criadas ou removidas, em seres humanos e animais.

A expressão gato escaldado tem medo de água fria mostra bem como nosso comportamento muda quando passamos por uma situação traumatizante.

A dor oriunda dos desvios morais e espirituais sinaliza a necessidade de mudança de comportamento do indivíduo. Ela nos relembra a fim de não repetirmos os mesmos erros do passado.

 

E quando, mesmo sob o guante da dor, ignoramos a necessidade da renovação, adiando as providências necessárias ao processo evolutivo?

Kardec responde: Cedo ou tarde, o Espírito sente a necessidade de progredir. Todos têm que se elevar; esse o destino de todos.

O Livro dos Espíritos, Questão 333, Allan Kardec

 

Se nossos reflexos podem ser condicionados, por que o comportamento também não o seria?

Esta indagação, feita por um dos pesquisadores que estudaram os trabalhos de Pavlov, vem ao encontro da necessidade do aprimoramento moral de que nos falam os mentores espirituais.

 

A nossa transformação moral passará, necessariamente, pela aquisição de novos hábitos. Precisamos vencer os caracteres arraigados na personalidade do Espírito, que arrastamos quais correntes que nos aprisionam aos nossos instintos do passado.

É preciso, como diz Kardec, desenvolver a arte de formar os caracteres, a que incute hábitos, porquanto a educação é o conjunto dos hábitos adquiridos.

Questão 685, O Livro dos Espíritos, Allan Kardec

Somente com o esforço, com a persistência, a concentração no dever de progredir, nos libertaremos dos condicionamentos perniciosos, que acabam por requisitar a dor e a carência, para que nos abalancemos na continuidade do nosso processo evolutivo.

Depende exclusivamente da nossa vontade!

Exibições: 65

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

Elizete Lima Morgado entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
3 horas atrás
ANTONIO CARLOS DA CUNHA curtiram a discussão HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier de Amigo Espírita
4 horas atrás
Thaynah Paloma e Suzana Paula Andrade agora são amigos
10 horas atrás
Rosana Andrade curtiram a discussão HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier de Amigo Espírita
11 horas atrás
Rosana Andrade curtiram a discussão HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier de Amigo Espírita
11 horas atrás
Amigo Espírita adicionou uma discussão ao grupo Artigos Espíritas
Miniatura

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me…Ver mais...
12 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Vai, e não Peques mais! de PATRIZIA GARDONA
"Pior. Foi curado, mas “de nada valeu ser curado”. Um espírito materializado deu aula prática a médicos encarnados. Ele fez cirurgia, sem hemorragia, sem utilizar instrumentos cortantes e anestesia…"
21 horas atrás
gil carlos silva curtiram o perfil de gil carlos silva
ontem
Stephanie Sens Fuziy curtiram o perfil de Stephanie Sens Fuziy
ontem
Ícone do perfilMonica, CARLOS ANTONIO RAFAEL DE MESQUIT, Luiz Roberto Figueiredo de Souza e mais 13 pessoas entraram em RAE
ontem
Julia Nezu agora é amigo de Márcio Pereira de Souza e Renê Alexandre Galetti
terça-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Ante o Convid-19 empreguemos a disciplina mental e os recursos da prece (Jorge Hessen) de os pae
"Ante o COVID-19 empreguemos a disciplina mental e os recursos da prece. Entrego-me em tuas mãos, Senhor, confio que Tua solução será o melhor para mim, por isso aceito, que seja feita a Tua Vontade e não a minha.…"
terça-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço