A imagem pode conter: uma ou mais pessoas

Na última sexta-feira que Jesus esteve na Terra: os membros da corte, que não podiam sentenciar ninguém a morte, levaram Jesus amarrado para Pilatos, o governador romano. Astutamente eles acusaram o Cristo de trair a lei romana. E não a judaica.
Pilatos interrogou Jesus perguntando:
- Você é o rei dos judeus?
E Jesus respondeu:
- Você é quem está dizendo isso.
Pilatos interrogou novamente:
- Nada tens a responder? Vê de quanta coisa te acusam!
Mas Jesus não respondeu mais nada, e Pilatos fica impressionado e diz aos sacerdotes e para o povo:
- Não acho nele crime algum . . .
Pilatos não sabia o que fazer. Ele não achava que Jesus era um traidor. Mas se o soltasse, sabia que os lideres judeus iriam se revoltar e o imperador poderia culpá-lo. Por fim, descobre um modo de resolver o problema e se sair bem. Vendo a multidão, ele resolveu deixar o povo resolver. Havia uma lei que dava poder ao povo, na época da páscoa, de escolher um prisioneiro para ser solto. Mas o que Pilatos não sabia é que os líderes haviam jogado o povo contra o Cristo. Então, Pilatos disse:
- É nosso costume soltar um prisioneiro na páscoa. Quem devo soltar? Jesus, o Cristo ou Barrabás, o assassino?
O povo logo gritou:
- Barrabás! Solte Barrabás!
Pilatos fica atônito e pergunta:
- Que mal fez ele?
Eles responderam gritando:
- Seja crucificado!
Pilatos viu que nada conseguia, e que poderia haver uma revolta. Mandou trazer água, lavou as mãos diante da multidão, e disse:
- Eu não sou responsável pelo sangue desse homem. É um problema de vocês.
Pilatos manda chicotear Jesus, achando que o povo, talvez ficasse satisfeito vendo Jesus castigado. Depois os soldados fazem uma coroa de espinhos e põem em sua cabeça. Pilatos apresenta Jesus ao povo, esperando que eles tivessem compaixão Dele ao vê-lo ferido. Mas o povo continuou pedindo sua morte. Enojado, Pilatos solta Barrabás, e entrega Jesus para ser crucificado. E escreve estas palavras numa placa para ser colocada no topo da cruz: “Jesus de Nazaré, rei dos judeus.” Esta seria sua vingança. Ele sabia que os lideres judeus iriam se irritar ao ver aquelas palavras na cruz de um homem condenado a morte.
Então Judas, o traidor, ao ver que Jesus fora condenado, sentiu remorso, e foi devolver as trinta moedas de prata aos chefes dos sacerdotes e anciãos, dizendo:
- Pequei, entregando a morte sangue inocente.
Responderam eles:
- E o que temos nós com isso? O problema é seu.
Judas jogou as moedas no santuário, saiu, e foi enforcar-se.
Jesus fica nas mãos dos soldados romanos. Eles põem a cruz sobre seus ombros e o forçam a carrega-la até um morro chamado Calvário. Lá, eles pregam mãos e pés de Jesus naquela cruz. Jesus, olha para o céu e diz:
- Pai, perdoa-lhes porque não sabem o que fazem!
E nos instantes finais disse:
- Pai, em tuas mãos entrego meu espírito.
Um homem chamado José de Arimatéia, que era membro da corte, foi falar com Pilatos:
- Quero o corpo de Jesus para enterra-lo antes que comece o sábado (dia sagrado para os judeus).
Com todo cuidado José tira o corpo de Jesus da cruz e com a ajuda de Nicodemos o envolve em panos de linho e colocam num túmulo de seu jardim. Como Jesus disse que depois de 3 dias ia ressuscitar, os sacerdotes pedem para Pilatos colocar soldados guardando o túmulo. Pois tinham medo que os discípulos roubassem o corpo e dissessem que Ele reviveu. Os soldados, então, ficam de guarda.

Observação: Jesus foi, injustamente, condenado a morte. Por contrariar sacerdotes e fariseus estes planejaram sua morte. Infelizmente, até hoje convivemos com esta intolerância. O que será que aconteceria se Jesus estivesse entre nós? Hoje não há crucificação, mas há linchamento, emboscada, sequestro, etc. Pensemos nisso. Sua vinda mudou totalmente o comportamento dos cristãos?

Jesus não viveu para nos salvar, mas para mostrar o caminho da salvação....se Ele tivesse levado o pecado do mundo, o mundo não estaria tão desequilibrado.....Ele está esperando que salvemos o mundo com nossa conduta em relação ao próximo, ao planeta e a nós mesmos usando os ensinamentos Dele.
Como estamos tratando o próximo da família consanguínea? Da escola? Do trabalho? Da via pública? E o planeta: os animais, as florestas, o ar?

Por Grupo de Estudo Allan kardec 

Exibições: 91

Comentar

Você precisa ser um membro de REDE AMIGO ESPÍRITA para adicionar comentários!

Entrar em REDE AMIGO ESPÍRITA

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
O Poder dos melhores - Ary Dourado: https://t.co/gf95QCMkSp via @YouTube
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Ser "Espírita" é.... (Jorge Hessen) de os pae
2 horas atrás
Rosana Rochas de Carvalho curtiram o evento II Encontro Fraternidade sem Fronteiras de Amigo Espírita
4 horas atrás
Rosa e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
7 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/DirtEfilaI
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/ruUtSozWGX
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/ifP8TQcSHh
Twitter8 horas atrás · Responder · Retweet
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog Ser "Espírita" é.... (Jorge Hessen) de os pae
9 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Onde está a felicidade?" : https://t.co/nDtCQ3Fch2
Twitter15 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por Antonio Carlos Navarro
16 horas atrás
Ícone do perfilClóvis Antonio Brighenti, Gilzete Ribeiro, Eva Maria Martins Terra e mais 1 pessoas entraram em REDE AMIGO ESPÍRITA
16 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Ser "Espírita" é.... (Jorge Hessen)" : https://t.co/3TEDImwk4q
Twitter16 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por os pae
16 horas atrás
Sheila Maria Rangel Marques respondeu à discussão O Espírita e a Política: uma reflexão a respeito das manifestações em redes sociais de Amigo Espírita no grupo Artigos Espíritas
20 horas atrás
Sheila Maria Rangel Marques curtiram a discussão O Espírita e a Política: uma reflexão a respeito das manifestações em redes sociais de Amigo Espírita
20 horas atrás
Regina Máris compartilhou um perfil em Facebook
20 horas atrás
Regina Máris compartilhou um perfil em Facebook
20 horas atrás
Regina Máris curtiram o perfil de Carlos Pretti - SCEE
20 horas atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Murilo
20 horas atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Eva Maria Martins Terra
20 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2018   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço