Sobrepairavam sombras intensas sobre aquelas cercanias... Aquela era a Galiléia dos amores em festa, dos homens simples, onde pululavam flores de inúmeras cores, convidando as criaturas ao encontro com o Criador. Vetustos arvoredos bailavam ao lado de sicômoros e pétalas perfumavam o ar que agora parecia balsamizante, para o refazimento dos viajores.

https://blogdobrunotavares.wordpress.com/2019/05/14/o-limiar-da-tra...

As sombras da tempestade avizinhavam-se dos corações, quando um séquito de sofredores esfarrapados adentrava as primeiras ruelas, entre as casas singelas, fazendo esbater a multidão, espavorida.

"- Afastai-vos da direção do vento ! Lepra ! " Exclamavam, revoltas e amedrontadas, as vozes ignorantes dos tempos pregressos.

Partiam todos no turbilhão desesperado, entrechocando-se e o pânico, o medo da morte – que não pode ocorrer – faziam-nos fugir espetacularmente daquele grupo de desgraçados mendicantes que tinham corações vergastados por indefiníveis aflições, que lhe caiam sobre as almas quais punhais afiados, fazendo sangrar.

Não eram mais que cinco pessoas. Duas mulheres, mãe e filha, o esposo e duas pequenas crianças, que choravam a dor do abandono dos que apregoavam o amor ao Deus que os havia liberto do Egito, mas que ainda não os havia libertado das iniquidades, do puritanismo sem pureza, da ignorância infeliz e deprimente, como se não fosse a criatura a responsável por suas escolhas.

Corriam as criaturas, fitavam os olhos súplices daquela família, mas não logravam vencer o preconceito, nem tão pouco a repulsa instintiva. Não podiam socorrer os imundos ou imundos tornar-se-iam, da mesma forma.

Jerusalém era-lhes a moradia para onde se deveriam dirigir, o cárcere entre as rochas do vale da morte, um sepulcro ao ar livre para os esquecidos pela hipocrisia, que seria desperta, igualmente, pela dor, mais tarde.

Caiam aqueles seres ao solo da degradação humana, sem teto, sem amigos, sem dignidade, sofridos, com os peitos oprimidos pela pungente, mas já esperada, decepção. Faziam recordar o antigo texto moisaico que prescrevia: "Ai do homem que confia no homem. " Aqueles eram dias de brutalidade e de desencontros, de dificuldades e de desconsideração para a alma do sofredor da estrada.

Foi neste instante que Ele surgiu. Era, então, um menino de onze anos, que saia da carpintaria, de junto de seu pai, a quem auxiliava com devoção, colocando-se na direção daqueles seres.

Sua mãe, algo apreensiva, olhava-O com algum receio, mas calava, pois sabia intimamente que Ele não pertencia ao plano terrenal das conquistas fúteis e dos homens ricos de conflitos.

O pequeno Yoshua aproximava-se deles, lentamente, como a suave aragem da manhã, que faz bailar as flores do campo, lançando o pólen da esperança, na multiplicação da vida.

A túnica era alvinitente e leve, seus passos eram carinhosos e o olhar meigo resplandecia uma luz indefinível e inesquecível, que fazia chorar.

O pai de família tombou, neste instante de angústias, vencido pelas cruciantes feridas, cansado e soterrado pela desolação.

O jovem menino aproximou-se-lhe e disse:

"- Homem, meu Pai me enviou para falar-vos de que o momento da transformação está próximo e de que o filho do homem há de restaurar na lei dos homens o pensamento divino, há muito vilipendiado e corrompido, violado e esquecido."

O pai infortunado contemplou aquele jovem. Como poderia falar com tal propriedade, em muito superior aos doutores da lei, na clareza e na sublimidade ?

"- Aproximai-vos de mim. Vinde até aqui. "

E a família acercou-se do pequeno, que então lhes falou :

"- Bem aventurados os que tem coragem para prosseguir com o coração ultrajado, mas repleto de fé, certos de que o amparo virá de cima, a maneira do Sol que ilumina e retempera os corações para a forja da luta redentora. Meu pai não anela a dor e o sofrimento, neste mundo de tormento. Ele deseja que o Seu Reino e o meu reino, de amor e de paz se multiplique no imo de cada ser, de cada filho do Seu amor soberano e onipresente. Ide ! Vós estais curados ! "

Uma única frase ... As feridas foram-se.

Não era a primeira vez e nem seria a última.

A família contemplou o jovem, agora envolvido por sua mãe e por seu pai, Yussef e Myrian, José e Maria, que se lhe aproximaram por de trás, pondo-lhes as mãos sobre os ombros que sustentariam, mais tarde, a indigência da humanidade.

Ele, então, finalizou, dizendo:

" – Prossegui, na jornada, certos de que não foi a carne curada senão porque as almas assim o foram por efeito da vossa fé e da pureza que guardais em vossos corações. Não vos equivoqueis, pois muitos serão renovados na carne e volverão ao pranto, corromper-se-ão, mas o filho do homem veio para os sedentos da cura integral. Ide em paz. "

A família compreendeu e partiu serena e agradecida. Dias após, eram todos encontrados entre os necessitados, servindo-os amavelmente na sementeira com Jesus. Haviam compreendido e sentido o momento da transformação, que se iniciara na consolação, no consequente entendimento da vida, na conversão, para que o trabalho ilumine definitivamente a vida com amor e caridade.

Iniciava-se a nova era, naqueles dias. Quem O visse ou fosse por Ele tocado, jamais seria o mesmo. Aquele era o limiar da transformação.

Esta mensagem do Espírito Filipe, faz parte das memórias do NEU-RJ na WEB. Ela foi colocada na sua página inicial, onde existe a informação de que “o trabalho do NEU é a divulgação dos postulados espíritas no ambiente universitário, acreditando que se estará contribuindo para elevar o nível de consciência da comunidade acadêmica”

Os que valorizam “memórias” encontrarão mais detalhes na história do NEU-Fundão, o primogênito de uma família universitária que foi numerosa, naqueles dias da década de 1990. (1, 2)

Filipe psicografou através do médium Marcelo Jorge Nazareth, acadêmico de medicina, 20 anos, que nos autorizou a divulgação, em 1994.

Nos dias de hoje, podemos ampliar informações sobre o médium e Psiquiatra através da página de seu livro “Convites à Reflexão”, Espírito Fernando de Luna, da Editora Novo Ser, Rio de Janeiro. (3)

O Limiar da Transformação foi escrito no dia 26 de março do ano 2000, numa reunião do Centro Espírita Filhos de Deus, no grande terreno onde se situa o Hospital Estadual de Dermatologia Sanitária, conhecido “Curupaiti”.

Era nesse Centro Espírita que trabalhava um dos maiores exemplos de superação e fraternidade que tive a honra de conhecer: Amazonas Hércules, (4) que depois de desencarnado continua a oferecer a sua solidariedade. (5)

 

Fontes

  1. http://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2011/01/espiritismo-na-univ...

2a  http://portalespirito.com/neurj/neurj.htm

2b  http://juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=1987995

3a  http://candeia.com/sub/amostra/novoser-convitesareflexao.pdf

3b. https://www.candeia.com/convites-a-reflexao/p

  1. http://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2015/09/suicidio-e-resilien...
  2. http://ueak10.blogspot.com/2012/08/amazonas-hercules-1912-2004.html

 

Exibições: 42

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA em 3 junho 2019 às 20:44

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo)

Espiritualidade em comportamento de crise

Por Jane Maiolo

 

Então disseram os fariseus entre si: vede que nada é proveitoso! Eis…

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Últimas atividades

Conceição Valadares respondeu à discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita no grupo Artigos Espíritas
"Grata por este lindo artigo  Vede que nada é proveitoso! Eis que o mundo vai atrás dele”, prossigamos, mesmo que em crises, buscando Jesus, o Cristo, para nossa real transformação. Gratidão!"
59 minutos atrás
Conceição Valadares entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Artigos Espíritas

Grupo destinado a divulgação de ARTIGOS da DOUTRINA ESPÍRITA através dos nossos articulistas. Não são aceitas postagens de trechos de livros e outros textos.."Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"Ver mais...
59 minutos atrás
Conceição Valadares curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
1 hora atrás
Antonio Carlos Navarro curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
1 hora atrás
luis conforti junior respondeu à discussão É lícito pedir para não deixar-nos cair em tentação, mas livrar-nos do mal? de Marcelo Pimentel
"Ao amigo André Goes; apenas uma pergunta: se tudo é uma questão de escolha, porq as escolhas são tão diferentes se, segundo a doutrina, todos somos criados perfeitamente iguais? O q é q desfaz aquela…"
2 horas atrás
Marlete Rodrigues dos Santos curtiu a postagem no blog Trajes nos recintos espíritas (Jorge Hessen) de os pae
6 horas atrás
ZELIA D SILVA ROBERTO GIOMETI curtiram a discussão A Transição Planetária - Joanna De Ângeles de Rosemary Cler da Silva
6 horas atrás
ZELIA D SILVA ROBERTO GIOMETI curtiram a discussão ESPIRITUALIDADE E REGENERAÇÃO de Maurício de Araújo Zomignani
6 horas atrás
ZELIA D SILVA ROBERTO GIOMETI curtiram a discussão O TITANIC ESPÍRITA NA TRANSIÇÃO PLANETÁRIA de Maurício de Araújo Zomignani
6 horas atrás
ZELIA D SILVA ROBERTO GIOMETI curtiu a postagem no blog SINÔNIMOS ESPÍRITAS de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
7 horas atrás
ZELIA D SILVA ROBERTO GIOMETI curtiu a postagem no blog TIPOS DE MEDIUNIDADE. de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
7 horas atrás
Tassiely Karine Passos curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
7 horas atrás
ZELIA D SILVA ROBERTO GIOMETI curtiram a discussão Questão 124 de "O Livro dos Espíritos" de Marco Túlio Ferreira Silva
7 horas atrás
Zezilda Gomes Santana curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
9 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
18 horas atrás
Diovani Souza curtiu a postagem no blog O OFENDIDO - pelo espírito Emmanuel de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
19 horas atrás
Diovani Souza curtiu a postagem no blog PERANTE OS PROBLEMAS DO LAR - (Bezerra de Menezes) de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
19 horas atrás
Diovani Souza curtiu a postagem no blog O Hábito de Rotular Pessoas de PATRIZIA GARDONA
19 horas atrás
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
19 horas atrás
Jeferson Fraga curtiram a discussão Espiritualidade em comportamento de crise (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
20 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço