Médiuns e mediunidades

Antonio Cesar Perri de Carvalho (*)

Nas primeiras décadas do século XX Cairbar Schutel (1868-1938) foi um marco como grande divulgador do Espiritismo a partir do Centro Espírita Amantes da Pobreza e da Editora O Clarim, em Matão: assistência aos necessitados, palestras, polêmicas, jornal, revista, livros e programas radiofônicos.

Nos idos de Cairbar Schutel lançou seu livro Médiuns e mediunidades 1923. A mais recente edição, a décima primeira, conta com 133 páginas. Ao longo do tempo, cremos que essa obra tenha cumprindo um papel importante junto aos leitores principiantes em assuntos espíritas e aqueles que precisam de abordagens mais simples e diretas.

Schutel define claramente que se propôs fazer uma síntese de O livro dos médiuns, de Allan Kardec. Oportuna sua colocação: “Dirigimo-nos aos humildes e simples, ‘os que sabem que não sabem’ e precisam aprender, os que querem se conhecer, os que anseiam por uma solução categórica do problema da imortalidade e da vida futura.” Reafirma seu escopo: “auxiliar o estudante nos primeiros passos no vasto campo das manifestações espíritas”.

Dessa maneira, Schutel aborda em capítulos curtos a essência dos ítens da obra que o Codificador considerou como o “guia dos médiuns e dos evocadores”.

A definição de médium: “uma criatura humana, seja homem ou mulher, velho ou moço, que tem aptidões físicas e cujo corpo carnal é suscetível de sofrer a influência de outra criança, ou a de um Espírito”, é trabalhada também com várias citações ao “Doutor das Gentes”, como ele referiu ao apóstolo Paulo. Surgem comentários oportunos e interessantes sobre os trechos da 1ª Epístola aos Coríntios, a respeito da diversidade de dons. Anota Cairbar: “[Paulo] todos procurarem os melhores dons, vale dizer, mediunidades, e aponta o caminho mais excelente para sejam bons os resultados experimentais. É assim que, depois de um eloquente discurso sobre a Caridade, faz realçar esta virtude em sua forma mais espiritualizada, ou seja, caracterizada por benevolência, tolerância, humildade, paciência, perseverança, condições estas de que devem se revestir os médiuns.”

A prática e as finalidades da mediunidade são focalizadas em várias partes do livro. O autor ressalta que “a prática das virtudes é um excelente preservativo contra a influência dos espíritos inferiores”. Destaca que “o Evangelho é o fundamento sobre o qual se assentam as obras de Allan Kardec, ou seja, a grande, a incomparável filosofia Espírita”.

Os vários tipos de mediunidades abordados na Obra Básica de Kardec merecem capítulos com observações e recomendações objetivas. Mas, também elaborou capítulos que permitem uma visão de conjunto fazendo abordagens sobre as manifestações dos espíritos através dos séculos, e também um resumo sobre o ensino dos espíritos.

Um fato histórico, pouco lembrado na atualidade, é que Cairbar Schutel se dedicou também a algumas experiências, as chamadas sessões de mesinha, ou das mesas girantes. Nestas condições obteve inclusive a identificação de espíritos ligados ao seu grupo de trabalho. Opina que “a abstenção do estudo e da experimentação de um fenômeno, sob pretexto de perigo, não é consentânea com a razão, nem com a Ciência, como também é um entrave à lei do progresso e da Verdade”.

Em vários capítulos faz referência à questão da identificação de espíritos comunicantes, destacando “o dom do discernimento dos Espíritos, que também é uma das formas de mediunidade, segundo afirma o Apóstolo Paulo, em sua Epístola aos Coríntios” e cita o evangelista João: “não creais em todo Espírito...”

Na sua Conclusão, Schutel transcreve mensagem de Vicente de Paulo direcionada a Kardec, de onde destacamos trechos: “O mundo material e espiritual que conheceis tão pouco ainda, formam como que duas conchas da balança perpétua [...] chegar-se a Deus, amar, unir-se e seguir pacificamente o caminho cujos marcos se vêm com olhos da Fé e da Consciência”.

Cairbar Schutel reverencia o Codificador: “A obra de Allan Kardec é inexcedível. De fato, de todos os Espíritos que têm vindo à Terra, ele é o verdadeiro mensageiro de Jesus, sob cuja direção agiu”; “julgamos a Codificação dos ensinos Espíritas o mais grandioso, o mais admirável fato do Poder Espiritual, da verdade do Espírito Imortal”. E faz uma recomendação expressa: “Para a boa direção dos núcleos espalhados hoje por todas as cidades e vilas do Brasil, é indispensável que os seus fundadores se submetam aos Princípios Kardecistas, que constituem os fundamentos da Doutrina”.

O livro Médiuns e mediunidades teve um importante papel na época em que foi lançado e entendemos que, pelas abordagens diretas e objetivas para sintetizar, encontra-se atual e cabível em nossos dias.

Em nossos tempos há necessidade de livros espíritas mais direcionados para o público-alvo das preocupações de Cairbar Schutel: os humildes e simples.

(*) – O autor foi presidente da FEB, da USE-SP e membro da Comissão Executiva do CEI.

De: Revista Internacional de Espiritismo. Ano XCIII – no. 3. Abril de 2018. P.138-139.

Exibições: 266

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Casa de Jaco - Lar do idoso curtiu a postagem no blog “Karma” , uma fábula pré-histórica mal contada (Jorge Hessen) de os pae
5 horas atrás
Casa de Jaco - Lar do idoso curtiu a postagem no blog A fé racional da vida além da tumba é o melhor preservativo do suicídio (Jorge Hessen) de Codificador do Paracleto
5 horas atrás
Casa de Jaco - Lar do idoso curtiu o vídeo de os pae
5 horas atrás
Codificador do Paracleto compartilhou o post do blog de os pae em Facebook
10 horas atrás
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog “Karma” , uma fábula pré-histórica mal contada (Jorge Hessen) de os pae
10 horas atrás
Posts no blog por Nilton Cardoso Moreira
12 horas atrás
Posts no blog por os pae
12 horas atrás
os pae curtiu a postagem no blog “Karma” , uma fábula pré-histórica mal contada (Jorge Hessen) de os pae
12 horas atrás
Josue Oliveira comentou o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
13 horas atrás
Conceição Valadares comentou o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
17 horas atrás
Conceição Valadares curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
17 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
17 horas atrás
ARI DE SOUSA LIMA curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
19 horas atrás
Carlos Pretti - SCEE curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
23 horas atrás
ARI DE SOUSA LIMA curtiu o vídeo de os pae
ontem
Jaqueline Casado Carpigiani curtiu o vídeo de ROBERTO JOSÉ DAMASCENO
ontem
Jaqueline Casado Carpigiani curtiu o vídeo de ROBERTO JOSÉ DAMASCENO
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Carnaval. Bom, Bonito e Barato. Valores São Caros. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
ontem
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço