Fotografia n.° 2 – Uma das 40 fotografias do espírito materializado de Katie King, tendo ao lado o Dr. Gully que a examinou anatomicamente.

Katie vestia de branco. Aquela noite, seu vestido era decotado e de mangas curtas, de sorte que se lhe podiam admirar o maravilhoso pescoço e os belos braços. A própria coifa que, como sempre, lhe envolvia a cabeça, estava ligeiramente afastada, deixando ver os seus cabelos castanhos. Os olhos eram grandes e brilhantes, de cor cinzenta ou azul escuro. Tinha a tez clara e rosada, os lábios rosados. Parecia inteiramente viva. Notando o prazer que experimentávamos em contemplá-la assim diante de nós, Katie redobrou os esforços para que tivéssemos uma boa sessão. Depois, quando acabou de pousar em frente do aparelho, passeou pela sala, conversando com todos, criticando os assistentes, o fotógrafo e seus dispositivos, completamente à vontade.
Pouco a pouco, aproximou se de nós, animando-se cada vez mais. Apoiou-se ao ombro do Sr. Luxmore, enquanto a fotografavam. Chegou mesmo, uma vez, a seguir a lâmpada para melhor iluminar o seu rosto.
Consentiu que o Sr. Luxmore e a Sra. Córner lhe passassem as mãos pelo corpo para se certificar de que trazia apenas um vestido. Depois, divertiu-se em apoquentar o Sr. Luxmore, dando lhe tapinhas, puxando-lhe os cabelos e tomando-lhe os óculos para com eles mirar os que estavam na sala. As fotografias foram tiradas à luz do magnésio. A iluminação permanente era dada por uma vela e uma lâmpada pequena. Retirada a chapa para a revelação, Katie deu alguns passos, acompanhando o Sr. Harrison, a fim de assistir a essa operação.
Outro fato curioso também se deu essa noite. Estando Katie a repousar diante do gabinete, à espera de se colocar em posição de ser fotografada, todos viram aparecer por sobre a cortina um grande braço de homem, nu até a espádua e a agitar os dedos. Katie voltou-se e repreendeu o intruso, dizendo que era muito mal feito vir outro espírito perturbar tudo, quando ela se preparava para lhe tirarem o retrato, e ordenou que sem demora se retirasse. No dia da sessão, declarou Katie que suas forças desfaleciam. Com efeito, suas forças haviam diminuído tanto que à luz, que penetrava no gabinete para onde se retirara, ela pareceu esvair-se. Todos então a viram achatar-se, destituída totalmente de corpo e com o pescoço tocar o chão. A médium se conservava ligada como no começo.
Chamamos muito particularmente a atenção do leitor para este último pormenor, que mostra, a toda evidência, que a aparição não é um manequim preparado, nem o médium com um disfarce. Sobre esse ponto, outro testemunho probante é o da Sra. Florente Marryat.
:
Perguntaram um dia a Katie King porque não podia mostrar-se sob uma luz mais forte.
(Ela só permitia aceso um bico de gás e esse mesmo com a chama muito baixa). A pergunta pareceu aborrecê-la enormemente. Respondeu assim: Já vos tenho declarado muitas vezes que não me é possível suportar a claridade de uma luz intensa. Não sei por que me é isso impossível;


entretanto, se duvidais de minhas palavras, acendei todas as luzes e vereis o que acontecerá.
Previno-vos, porém, de que, se me submeterdes a essa prova, não mais poderei reaparecer diante de vós. Escolhei. As pessoas presentes se consultaram entre si e decidiram tentar a experiência, a fim de verem o que sucederia. Queríamos tirar definitivamente a limpo a questão de saber se uma iluminação mais forte embaraçaria o fenômeno de materialização. Katie teve aviso de nossa decisão e consentiu na experiência. Soubemos mais tarde que lhe havíamos causado grande sofrimento.
O espírito Katie se colocou de pé junto à parede e abriu os braços em cruz, aguardando a sua dissolução. Acenderam-se os três bicos de gás. (A sala media cerca de dezesseis pés
quadrados).


Foi extraordinário o efeito produzido sobre Katie King, que apenas por um instante resistiu à claridade. Vimo-la em seguida fundir-se como uma boneca de cera junto de ardentes chamas.
Primeiro, apagaram-se-lhe os traços fisionômicos, que não mais se distinguiam. Os olhos enterraram se nas órbitas, o nariz desapareceu, a testa como que entrou pela cabeça. Depois,
todos os membros cederam e o corpo inteiro se achatou qual um edifício que se desmorona.
Nada mais restava do que a cabeça sobre o tapete e, por fim, um pouco de pano branco que também desapareceu, como se houvessem puxado subitamente. Conservamo-nos alguns
momentos com os olhos fitos no lugar onde Katie deixara de ser vista. Terminou assim aquela memorável sessão.
Com o exercício, o espírito adquirira maior força, pois que William Crookes pôde, a seguir, bater mais de quarenta chapas com auxílio da luz elétrica. Vimos antes que um espírito
tentara materializar-se ao mesmo tempo em que Katie. É que, com efeito, este último não era o único espírito a mostrar-se.

Fonte:MATERIALIZAÇÕES DE ESPÍRITOS PAUL GIBIER
E ERNESTO BOZZANO

Exibições: 141

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

ASSISTA AO VIVO


Clique no título para acessar o vídeo no Youtube

Ofensas e Ofensores - Evangelho na Rede com Carla Fabres

26/02 - 8:00 as 9:00h

Vontade Divina - (154) Cartas de Paulo (Carlos Alberto Braga)

26/02 - 19:30 as 20:45h

Palestra Ressurreição ou Reencarnação?

26/02 - 20:00 as 21:00h

Artigos Espíritas

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Últimas atividades

Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
2 horas atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
2 horas atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
2 horas atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
2 horas atrás
Carlos Alberto curtiram o perfil de Angie Monic
3 horas atrás
Carlos Alberto curtiram o perfil de Georgia
3 horas atrás
Antonio Carlos Navarro curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
6 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Desequilíbrio e Sofrimento de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Equilibrio. Leda Amaral depois de perder a visão e a sensibilidade nos dedos ocasionada pela “Lepra”, lia em Braille, com a ponta da língua. http://www.oconsolador.com.br/ano12/578/especial.html"
7 horas atrás
Luiz Otavio Lemos Bastos curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
10 horas atrás
Silvia Fernanda Nascimento curtiram o perfil de Silvia Fernanda Nascimento
17 horas atrás
Oscar Duarte Junior curtiram o perfil de Monica lucio
17 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
ontem
Roberto Rezende curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Roberto Rezende curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Roberto Rezende curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Ori Pombal Franco curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço