Richard simonetti

Ah!… doutor!… Eu queria tanto ter saúde, a fim de ser um pou­quinho feliz!… — suspirava aquela senhora que se habituara a percorrer os consultórios médicos, presa de distúrbios diversos.

— Minha filha — responde bondosamente o experiente facultativo —, este é o erro de toda gente, porque não se trata de procurarmos ter saúde para ser feliz, e sim de procurarmos ser felizes para ter saúde. Somente as pessoas em paz com a vida, que guardam em seus corações a euforia de viver, é que desfrutam do equilíbrio físico e mental que todos almejamos.

— Mas doutor!… como manter a euforia de viver se a cada instante sou contrariada por aqueles que me rodeiam? Como sen­tir-me em paz com a existência se nunca alcancei a plena satisfa­ção de tudo aquilo com que sempre sonhei? É impossível ensaiar sorrisos, se pisamos espinhos!…

— Você não sabe o que é felicidade. Julga que ser feliz é ver atendidos todos os seus desejos e necessidades. Mas, ainda que isso acontecesse, continuaria infeliz, porque novos desejos e no­vas necessidades surgiriam. Quando nos acostumamos a pensar muito em nosso bem-estar, tornamo-nos insaciáveis.

A felicidade não é nenhuma oferta gratuita da vida. Ser feliz é uma verdadeira arte a exigir, como todas as artes, muito esforço e dedicação para que a dominemos. Raros o conseguem porque os homens ainda se portam como crianças acostumadas a bater os pés e reclamar, em altas vozes, quando não lhes dão o brinquedo desejado.

— Vejo — interrompe a cliente — que o senhor me situa nesse rol de crianças! Bem… Talvez ele tenha razão… E se for, como proceder para tornar-me adulta? Diga-me também o que revela a maturidade no indivíduo.

— É simples — explica o médico. — O nosso crescimento mental começa quando aprendemos a olhar para dentro de nós mesmos, esforçando-nos por eliminar o que há de errado em nosso íntimo.

Se formos sinceros e usarmos da mesma acuidade que nos permite enxergar facilmente as deficiências alheias, acabaremos por identificar o mal maior de nossa personalidade, o grande culpado de nossa infelicidade. Chama-se egoísmo — sentimento desajustante que nos faz pensar muito em nós mesmos, com total esquecimento dos outros; que faz exijamos respeito, afeto, com­preensão, sem nunca oferecê-los a ninguém…

A partir do instante em que, sentindo o imenso prejuízo que o egoísmo nos dá, nos esforçamos por eliminá-lo, começa­mos a ser adultos.

E o homem adulto — aquele que sabe ser feliz — é o que tem plena consciência de suas responsabilidades diante da vida e da sociedade em que vive, observando-as integralmente…

É o que jamais cogita em edificar um oásis particular, iso­lado do sofrimento e da miséria alheios, pois compreende que a solidariedade é um dever elementar, indispensável à edificação da paz no mundo, e à preservação da paz na consciência…

É, enfim, o que observa, plenamente, o velho ensinamento da sabedoria oriental: “Quando nasceste, todos sorriam e só tu choravas. Procura viver de forma que, quando morreres, todos chorem e só tu sorrias!”

***

Esta entrevista hipotética define bem o esforço pioneiro de alguns médicos esclarecidos, conscientes de que muito mais eficiente que prescrever medicamentos para o corpo é cuidar do espírito.

Os pacientes deixam seus consultórios com interessantes receitas: integrar-se em instituições de assistência social; parti­cipar de campanhas que visem ao bem-estar da coletividade; re­colher livros ou discos para hospitais e prisões; angariar fundos para instituições socorristas; visitar doentes; atender necessita­dos; adotar órfãos.

Estes médicos colocam em prática as lições inesquecíveis de Jesus, que há dois mil anos já ensinava que a fórmula mágica do equilíbrio e da alegria é fazermos ao nosso semelhante o bem que desejaríamos nos fosse feito.

Exibições: 93

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que apenas em setembro?

Por que apenas em setembro? 

 

O tema suicídio sempre me chamou atenção, tanto que, no ano de 2011, junto com dois amigos…

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Um tempo atrás, quando saía do centro espírita, um senhor me abordou para narrar curioso fato.

Aspas pra…

Por que ideias não espíritas são ensinadas nos centros espíritas?

Pode ser que ao ler o título deste texto você imagine que se trata de uma espécie de censura ou proibição a alguma ideia veiculada no centro espírita. Por isso, faço o convite para que prossiga na leitura, pois, adianto, não se trata de censura ou proibição de qualquer…

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO

Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa.
Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à…

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Últimas atividades

Ícone do perfilFranz Hippler Neto, José Maria Silva, Pedro Luiz Gianoto e mais 3 pessoas entraram em RAE
1 hora atrás
Casa de Jaco - Lar do idoso curtiu a postagem no blog O arrependimento como um convite à extração da pureza íntima para reparação do erro (Jorge Hessen) de os pae
2 horas atrás
os pae curtiu a postagem no blog O arrependimento como um convite à extração da pureza íntima para reparação do erro (Jorge Hessen) de os pae
11 horas atrás
Joao Iudes Nodari curtiu a postagem no blog Culpa e consciência (Jorge Hessen) de os pae
18 horas atrás
Joao Iudes Nodari curtiu a postagem no blog Culpa e consciência (Jorge Hessen) de os pae
18 horas atrás
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI

FÉ SEM OBRAS É MORTA

Certa vez, Chico Xavier chegou ao Centro Espírita e viu uma multidão na porta. Ele perguntou:- O que estas pessoas querem?- Eles vieram buscar passe. - respondeu um trabalhador da casa.Chico respondeu:- Eles não precisam de passe, precisam de "pá".Os ensinamentos de Jesus pedem "pá", ou seja, trabalho no campo do espírito: sacrifício, renúncia, esforço, força de vontade, transformação moral, atitude no bem comum.Precisamos aprender a não olhar para Deus, Jesus e outros espíritos iluminados…Ver mais...
19 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
19 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Lembretes para a Vida de PATRIZIA GARDONA
20 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog SILENCIO MENTAL de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
20 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O Poder e Sua Força Corruptora de PATRIZIA GARDONA
21 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O Poder e Sua Força Corruptora de PATRIZIA GARDONA
21 horas atrás
Posts no blog por os pae
ontem
os pae curtiu a postagem no blog O arrependimento como um convite à extração da pureza íntima para reparação do erro (Jorge Hessen) de os pae
ontem
os pae compartilhou o post do blog deles em Facebook
ontem
constancia mello de carvalho sou curtiram a discussão Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei) de Amigo Espírita
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Aparando as próprias rebarbas — Sidney Fernandes de PATRIZIA GARDONA
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Um materialista cristão de PATRIZIA GARDONA
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog As Drogas e suas Implicações Espirituais de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
"O que diz o psiquiatra Jorge Andréa em “Drogas, Mediunidade e Chico…"
ontem
ALJACYRO FIRMINO DE SOUZA talvez participe do evento de Carlos Pretti - SCEE
Miniatura

“GRATIDÃO”, com Stela Maris Sâncio Gonçalves em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

20 outubro 2019 de 9 a 10:15
“GRATIDÃO”, este será o tema da palestra da pedagoga e professora de língua italiana Stela Maris Sâncio Gonçalves de Santa Teresa-ES, no próximo domingo 20 de outubro de 2019, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Stela Maris é uma das fundadoras e está como dirigente da Casa Espírita Cristã Mensageiros de Luz, localizada no Centro de Santa Teresa. Se possível…Ver mais...
ontem
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Como Atuam os Médicos Espirituais? de PATRIZIA GARDONA
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço