Momento Brasileiro – Orson Peter Carrara

Momento Brasileiro – Orson Peter Carrara

Diante de crimes hediondos, suicídios, tragédias provocadas (como atentados e sequestros dramáticos), e mesmo a insensibilidade reinante no governo diante da realidade brasileira, a perplexidade domina os círculos da sociedade humana.

É importante, de início, já informar: ninguém nasceu predestinado a matar (não se mata apenas com armas) ou a matar-se. Matar ou matar-se são resultantes da liberdade de agir. Estamos todos destinados ao progresso e o desajuste das emoções, do equilíbrio, é o grande responsável por tais tragédias. Estamos absolutamente convidados à harmonia na convivência, à solidariedade nas iniciativas. Da mesma forma, o dever dos que estão investidos de poder é usar a política em sua devida finalidade: gerir o tesouro nacional em favor da coletividade do país. A corrupção, em todos os níveis igualmente é um atentato à vida.

Referida liberdade de decisão – seja no caso dos crimes em geral ou mesmo numa gestão de poder –, no entanto, nos sujeita a reparações que virão a seu tempo. Isso por uma razão muito simples: somos responsáveis pelo que fazemos. A vida e suas leis determinam essa responsabilidade intransferível, deixando bem claro que toda lesão que causamos a nós mesmos ou a terceiros teremos que reparar. Não é castigo, mas apenas conseqüência. Isso vale nesses dramas que envolvem famílias ou na administração de valores que envolvem toda a sociedade.

E as vítimas? Como ficam essas pessoas? Por que sofrem atentados e se tornam vítimas de crimes passionais, etc? E mesmo uma nação enfrentando mal uso do poder com a corrupção reinante? Podemos acrescentar outras questões: Por que Deus permite? Por que uns se livram inesperadamente de determinados perigos, enquanto outros deles são vítimas? Por que ocorrem com uns e com outros não? Qual o critério para todas essas situações? E também, claro, por que os abusos do poder ou a insensibilidade gerada pelo egoísmo e pelo império do materialismo?

Apesar da dor e sofrimentos decorrentes, e da não justificativa – sob qualquer pretexto – de gestos que violentem a vida, as chamadas vítimas enquadram-se em quadros de aprendizados necessários ou de reparações conscienciais perante si mesmos, envolvendo, é claro, os próprios familiares. Racioncínio também cabível nos aprendizados de uma nação, como é o nosso caso, onde ainda negociamos os votos ou somos seduzidos por interesses que violentam os reais objetivos da pátria.

Por outro lado, os autores – apesar de equivocados e cruéis – são dignos de piedade, uma vez que enfermos. Quem agride está doente, desequilibrado na emoção e necessitado de auxílio, compreensão, tolerância e, mais ainda, de perdão. Inclusive na indiferença ou omissão do cargo investido, acrescente-se.

Cristãos que nos consideramos, sem importar a denominação religiosa que adotamos, a postura solicitada em momentos difíceis como o agora enfrentando pela mentalidade brasileira, é de compaixão com agressores e vítimas. Todos são dignos da misericórdia que norteia o amor ao próximo. A situação de quem agride é muito pior do que quem é agredido. O agredido (não se restrinja aqui a nomenclatura à agressão física) já se liberta de pendências que aguardavam o momento difícil ou faz importantes aprendizados; o agressor, por sua vez, abre períodos longos, no futuro, de arrependimentos e reparações que lhe custarão dores e sofrimentos.

Nada justifica a crueldade, mesmo que seja por indiferença ou omissão. Sua ocorrência coloca à mostra nossas carências e enfermidades morais expostas, demonstrando a necessidade do quanto ainda precisamos fazer uns pelos outros.Não podemos julgar. Não temos competência para isso. O histórico divulgado pela mídia já demonstra por si só as carências expostas, entre tantos outros fatos lamentáveis. Mas há a bagagem que não vemos…O momento é de vibrações e preces para que todos tenhamos equilíbrio. Todos somos filhos de Deus…

Exibições: 820

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA em 31 maio 2018 às 15:29

ESPÍRITAS E MORTE DO ESPIRITISMO

O Espiritismo pulsava livremente antes da 2° Guerra Mundial na antiga Tchecoslováquia. Depois os regimes políticos acabaram com o Espiritismo. O que sobreviveu ao Nazismo foi destruído pelo Comunismo.

El Espiritismo latía libremente antes de la 2ª Guerra Mundial en la antigua Checoslovaquia. Después los regímenes políticos acabaron con el Espiritismo. Lo que sobrevivió al Nazismo fue destruido por el Comunismo.

https://www.youtube.com/watch?v=leoEPr-xIpc

Josef Jackulak conta que no verão de 1989, ainda no tempo da “cortina de ferro”, havia planejado visitar a antiga Tchecoslováquia. Ele classificava essa iniciativa como um teste de coragem, pois como tcheco refugiado do comunismo, conhecia o risco e sabia da capacidade da polícia do regime.

Josef Jackulak cuenta que en el verano de 1989, aun en tiempo de la “cortina de hierro”, había planeado visitar la antigua Checoslovaquia. El clasificaba esa iniciativa con un test de coraje, pues el checo refugiado del comunismo, conocía el riesgo y sabia de la capacidad de la política del régimen.

https://www.youtube.com/watch?v=cz4zLLkxmRA

As religiões não eram bem vistas e eram consideradas inimigas do regime opressor utopista e materialista. As casas espíritas foram confiscadas e qualquer atividade espírita era proibida; algumas pessoas foram encarceradas, ou constantemente vigiadas.

Las religiones no eran bien vistas y eran consideradas enemigas del régimen opresor utopista y materialista. Las casas espiritas fueron confiscadas y cualquier actividad espirita era prohibida; algunas personas fueron encarceladas, o constantemente vigiladas.

https://www.youtube.com/watch?v=BHZ3yZNzkok

Os comunistas enlouqueceram sua esposa doente aplicando-lhe injeções no hospital e conseguiram produzir-lhe o ódio, contra o marido. Em seguida a obrigaram a denunciá-lo, destruindo seu casamento e a família.

Los comunistas enloquecieron a su esposa enferma aplicándole inyecciones en el hospital y consiguieron producir en ella el odio, contra el marido. Enseguida la obligaron a denunciarlo, destruyendo su casamiento y la familia.

Leia mais

O MATERIALISMO E A TAREFA DE VLADO. EL MATERIALISMO Y LA TAREA DE VLADO

http://www.oconsolador.com.br/ano10/508/ca7.html

http://orebate-jorgehessen.blogspot.com.br/2017/02/o-materialismo-e...

https://blogdobrunotavares.wordpress.com/2017/03/06/o-materialismo-...

https://rinconespirita.wordpress.com/dr-luiz-carlos-formiga-2017/

https://issuu.com/merchita/docs/el_materialismo_y_la_tarea_de_vlado

Comentário de Sheila Maria Rangel Marques em 29 maio 2018 às 19:09

Brilhe a vossa luz, recomenda Jesus! Época de transição, de saneamento...Como mudar se não mexermos nas nossas estruturas mais íntimas? Confiemos sempre em Jesus!

Comentário de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA em 27 maio 2018 às 6:43

A Palavra que Liberta.

Al final de su libro - La Ética y la Política bajo la Óptica de la Masonería - Zveiter reconoce la existencia de masones que enmarque el hermoso nombre de una organización profundamente espiritual.

No final de seu livro - A Ética e a Política sob a Ótica da Maçonaria  - Zveiter reconhece a existência de maçons que enxovalham o belo nome de uma organização profundamente espiritual.

 Sin embargo, cree en el futuro y dice que algunos aspectos indeseables del trabajo y organización masónicos deben desaparecer inevitablemente. Deben tener fin el apetito de los que buscan curiosidades, las maquinaciones políticas privadas y los incentivos puramente sociales y comerciales.

No entanto, acredita no futuro e diz que alguns aspectos indesejáveis do trabalho e organização maçônicos devem desaparecer inevitavelmente. Devem ter fim o apetite dos que procuram curiosidades, as maquinações políticas privadas e os incentivos puramente sociais e comerciais.

En la Audiencia Pública, el 9 de agosto de 2007, en el Auditorio Nereu Ramos de la Cámara de Diputados, organizada por el Consejo de Ética y Decoro Parlamentario, Zveiter es enfático:

"La ética debe ser un imperativo de la política y de la propia vida en sociedad."

Na Audiência Pública, 09 de agosto de 2007, no Auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados, organizada pelo Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, Zveiter é enfático:

“A Ética deve ser um imperativo da política e da própria vida em sociedade.”

La Palavra Que Libera

https://paespirita.blogspot.com.br/2017/09/a-palavra-que-liberta.html

https://rinconespirita.wordpress.com/dr-luiz-carlos-formiga-2017/

https://issuu.com/merchita/docs/la_palabra_que_libera_dr_luiz_carlo

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que apenas em setembro?

Por que apenas em setembro? 

 

O tema suicídio sempre me chamou atenção, tanto que, no ano de 2011, junto com dois amigos…

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Um tempo atrás, quando saía do centro espírita, um senhor me abordou para narrar curioso fato.

Aspas pra…

Por que ideias não espíritas são ensinadas nos centros espíritas?

Pode ser que ao ler o título deste texto você imagine que se trata de uma espécie de censura ou proibição a alguma ideia veiculada no centro espírita. Por isso, faço o convite para que prossiga na leitura, pois, adianto, não se trata de censura ou proibição de qualquer…

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO

Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa.
Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à…

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Últimas atividades

Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Postura Altamente Humanitária – Orson Peter Carrara

Toda cidade tem seu vulto histórico de destaque ou vários, a depender de sua história e origens no tempo. É comum que todos recordemos fatos da infância ou ainda que não tenhamos tido contato direto, até por questão cronológica, mas tenhamos conhecimento das ações e legado deixado por esses homens e mulheres que marcaram época, projetando suas ações no futuro.Vim de…Ver mais...
4 horas atrás
O evento de Carlos Pretti - SCEE foi destacado
Miniatura

“O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

22 setembro 2019 de 9 a 10:15
“O Talento Perdido!”, este será o tema da palestra do fotógrafo, pesquisador e orador espírita Rafael Brocco, de Colatina-ES, no próximo domingo 22 de setembro de 2019, de 09 às 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Rafael é um jovem talento da oratória espírita aqui de Colatina. Ele é evangelizador de juventude, estudante e trabalhador na área da…Ver mais...
4 horas atrás
Carlos Pretti - SCEE postou um evento
Miniatura

“O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

22 setembro 2019 de 9 a 10:15
“O Talento Perdido!”, este será o tema da palestra do fotógrafo, pesquisador e orador espírita Rafael Brocco, de Colatina-ES, no próximo domingo 22 de setembro de 2019, de 09 às 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Rafael é um jovem talento da oratória espírita aqui de Colatina. Ele é evangelizador de juventude, estudante e trabalhador na área da…Ver mais...
4 horas atrás
Posts no blog por os pae

Implicações da culpa (Jorge Hessen)

Jorge Hessenjorgehessen@gmail.comBrasília-DFMuitas crianças são induzidas a agir de forma sempre “correta”, conforme o padrão do seu meio ambiente, dos valores éticos, das pressões existentes. Quando a criança é obrigada a fazer as coisas dessa ou daquela maneira, todas as vezes que faz de forma diferente desenvolve a culpa. A…Ver mais...
4 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Procura-se urgentemente quem ouça. E ouça com atenção! de PATRIZIA GARDONA
12 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Dolorosa advertência de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
12 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog O MAU HUMOR MATINAL de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
12 horas atrás
Joao Iudes Nodari curtiram a discussão O Homem que fizer estas coisas viverás por elas - Estudo (67) Cartas de Paulo de Feeak Minas
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de luciane Duarte de souza
quarta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de André M
quarta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Alberto Neto
quarta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de André Psicologo
quarta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Evelyn Lima de Sousa
quarta-feira
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Fernanda M. A. Sequeira
quarta-feira
Joao Iudes Nodari curtiram a discussão Allan Kardec e John Huss - personalidades do mesmo Espírito de Feeak Minas
quarta-feira
Joao Iudes Nodari curtiu a postagem no blog PAPEL DEL ESPIRITISMO EN EL FUTURO DEL MUNDO (nueva conferencia) de MERCEDES CRUZ REYES
quarta-feira
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
terça-feira
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Procura-se urgentemente quem ouça. E ouça com atenção!

Este seria um cartaz que procura ansiosamente pessoas dispostas a doar sua atenção à quem precise desabafar.Espero que ele nunca seja divulgado, espero mesmo que nunca precisemos chegar a este ponto.Mas o fato é que realmente estamos carecendo de quem possa doar um pouquinho mais de seus ouvidos.Isso é caridade pura.Disse Allan Kardec que “Fora da caridade não há salvação”, e…Ver mais...
terça-feira
Auera do Rosario Neves curtiram o evento “Alegria de Viver”, com Valmia Ferrari de Carlos Pretti - SCEE
terça-feira
Joao Iudes Nodari curtiram a discussão É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
segunda-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço