As principais religiões institucionalizadas reservaram sempre um lugar importante às almas dos seus entes queridos falecidos - o Culto dos Antepassados, venerando-os ou rendendo-lhes cultos utilizando diversos rituais.
Na Grécia Antiga, acreditava-se que os espíritos dos mortos habitavam o Hades (o mundo dos mortos), e que era possível entrar em contacto com eles. Na Odisséia de Homero, o herói chega ao Hades e realiza um ritual segundo indicações da feiticeira Circe. Deste modo, Ulisses logra falar com o espírito de sua mãe e dos seus companheiros que haviam falecidos em Tróia.
Na Idade Média, acreditava-se que os espíritos regressavam ao Mundo dos Vivos em certas ocasiões. Criaram-se superstições e usaram amuletos para obter proteção. Nesta altura, multiplicaram-se os relatos de aparições de espíritos (vulgarmente chamados de fantasmas) e de assombrações de edifícios e locais, de casos de possessão espírita e da necessidade de exorcismos. Em Hamlet, o dramaturgo inglês William Shakespeare apresenta o fantasma do rei assassinado demandando vingança ao protagonista, seu filho. Este tipo de aparição estava registrada em muitos relatos anteriores à época de Shakespeare, embora não se conste que houvesse uma prática mediúnica para facilitar a comunicação com os "mortos".
Os xamãs dos povos "primitivos" da Ásia e Oceania, também afirmam ter esse dom. Na população nativa americana, só o xamã (feiticeiro) tinha o poder de comunicar com os deuses e espíritos, fazendo a mediação - médium - entre eles e os comuns mortais. A principal função do xamã era a de assegurar a ajuda do Mundo dos Espíritos, incluindo o Espírito Supremo, para benefício da comunidade. Tal como os xamãs, os curandeiros na América Latina, são capazes de aceder ao Mundo dos Espíritos. A atuação a este nível, envolve não só o uso de orações, mas também a consulta de Guias Espirituais ou Espíritos Superiores.
Todas as religiões prometem um mundo melhor além-túmulo, em geral em contato próximo com o esplendor do Divino. O que o espiritismo tem de próprio, ainda que não seja um monopólio seu, é o fato de acenar com a certeza de que, no futuro, haverá outras vidas, quantas forem necessárias, para tirar as manchas da alma. "A doutrina católica não ensina aos fiéis como lidar com a dor que os mortos deixam nos vivos nem explica as injustiças da vida.
Durante o século XIX houve uma grande onda de manifestações mediúnicas nos Estados Unidos e na Europa. Estas manifestações consistiam principalmente de ruídos estranhos, pancadas em móveis e objetos que se moviam ou flutuavam sem nenhuma causa aparente. O cientista, cético até então, Hippolyte Léon Denizard Rivail, que mais tarde adotou o pseudônimo de Allan Kardec, pesquisou por vários anos a respeito de manifestações espirituais. Utilizando uma série de relatos de espíritos que foram psicografados por médiuns da época, publicou o Livro dos Espíritos.
Os fenômenos mediúnicos são registrados em todas os lugares e épocas da História, desde a Antiguidade, sob diversas formas. Como exemplo refere-se:

• a prática ancestral de culto aos antepassados, venerando-os ou rendendo-lhes homenagens por meio de diversos rituais;

• na cultura judaico-cristã encontram-se registrados no Antigo Testamento, nomeadamente a proibição de Moisés à prática da "consulta aos mortos" (evidência da crença judaica nessa possibilidade, uma vez que não se proíbe aquilo que não é praticado)[1] , e, no Novo Testamento, a comunicação de Jesus com Moisés e Elias no Monte Tabor (Mt, 17:1-9).

• Na cultura da Grécia Antiga, a crença em que as almas dos mortos habitavam o submundo e que era possível entrar em contacto com eles, cuja referência mais conhecida encontra-se na Odisséia. Ali Homero narra que Odisseu (Ulisses), rei de Ítaca realiza um ritual conforme indicações da feiticeira Circe, logrando conversar com as almas de sua mãe e dos seus companheiros, que haviam soçobrado durante a Guerra de Tróia. Em época posterior, registram-se os comentários de Platão sobre o "dáimon" ou gênio que acompanharia Sócrates.

• Os povos Celtas acreditavam que os espíritos regressavam ao mundo dos vivos em certas ocasiões ("Samhain"), crença essa que se encontra na origem das populares festas de "halloween".
Kardec, no preâmbulo de "O Que É o Espiritismo? ", afirma que ele "é uma ciência que trata da natureza, origem e destino dos espíritos, bem como de suas relações com o mundo corporal". Dentro dessa perspectiva, Kardec teria fundado o que naquele momento se chamou de "ciência espírita”, tendo como objeto de estudo o espírito e adotando uma postura teórico-metodológica própria, ou seja, não baseada no método científico. Na "Revistue Spirite", que publicou até a sua morte, analisa vários relatos de fenômenos aparentemente mediúnicos ou sobrenaturais, oriundos de diversas partes do mundo.
Kardec também fala de uma substância única que compõe todo universo a qual foi chamada pelos espíritos de fluido cósmico universal.
- Discorre sobre a princípio vital que vivifica a matéria orgânica.
- Ensina que a vida física é presidida pela vida espiritual.
- Que o homem é um ser dotado de corpo físico, perispírito e Alma.
- Que esta Alma é imortal e progride indefinidamente, evoluindo através de encarnações sucessivas.
Um fluido cósmico preenche todo universo e, sofrendo modificações, forma o corpo espiritual que sustenta o corpo físico através da energia que emana do espírito encarnado.
O fluido magnético ressurge com conceito mais consistente e enriquecido pela experimentação mediúnica.
A complexidade da mente e, como conseqüência, a imensidão das experiências retidas no inconsciente, são ampliadas na visão espírita. Nas idas e vindas de vidas sucessivas, o Espírito mantém a individualidade, ao passo que a personalidade se multiplica em experiências. O Espírito transita tanto como homem ou mulher, rico e pobre, senhor ou escravo, réu ou vítima, todas as grandezas e mazelas da jornada humana que não se restringe ao breve percurso entre o berço e o túmulo.
Espiritismo crê que a essência humana é baseada na existência de um espírito imortal, que pode estar entre os vivos ou não, admitindo vidas sucessivas (reencarnação) e a comunicação entre os vivos e os mortos, geralmente pelo intermédio de um médium.

Marcos Paterra

Exibições: 55

Comentar

Você precisa ser um membro de REDE AMIGO ESPÍRITA para adicionar comentários!

Entrar em REDE AMIGO ESPÍRITA

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/MNXxaaEwdz
Twitter43 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/6a8A1DWcoo
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/hPNjnFIrKb
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/iV0vqIOUSU
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
William Dionisio Aguiar curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
4 horas atrás
Walfrido Joaquim Monteiro Franco compartilhou o vídeo de Carlos Pretti - SCEE em Twitter
4 horas atrás
Walfrido Joaquim Monteiro Franco curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
4 horas atrás
DAVIDR REIMER curtiu a postagem no blog Selfies associadas às carências afetivas (Jorge Hesssen) de os pae
4 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog A “JUSTIÇA DIVINA” E A QUESTÃO DO “MERECIMENTO”. de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
5 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"A “JUSTIÇA DIVINA” E A QUESTÃO DO “MERECIMENTO”." em REDE AMIGO ESPÍRITA: https://t.co/N7cIzrezma
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
5 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Nosso mundo (Emmanuel) de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
5 horas atrás
Ícone do perfilTereza Viana de Souza Marques, Heimar Orlandi, Edvania Alves e mais 2 pessoas entraram em REDE AMIGO ESPÍRITA
5 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Nosso mundo (Emmanuel)" : https://t.co/4ljYo9N4GF
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
os pae curtiu a postagem no blog Selfies associadas às carências afetivas (Jorge Hesssen) de os pae
5 horas atrás
Tereza Viana de Souza Marques curtiram o perfil de Sérgio Thiesen
7 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
9 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
A vontade de servir - Evangelho na Rede com Cleusa Severino: https://t.co/LfnHlNODMX via @YouTube
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"A riqueza real (Emmanuel)" : https://t.co/J1mLPq3av1
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/M6SjcQESgL: "O Livro dos Espíritos" - João Korngold
Twitter12 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2018   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço