Na Gênese de Alan Kardec item; 48 cap. XV Editora I. D. E.

A multiplicação dos pães é um dos milagres que mais tem intrigado os comentaristas, ao mesmo tempo em que entreteve a verve dos incrédulos. Sem se darem ao trabalho de sondarem seu sentido ALEGÓRICO, estes últimos nisso não viram senão um conto pueril, mas a maioria das pessoas sérias viu, neste relato, embora sob uma forma diferente da forma comum, uma parábola comparando o alimento da alma ao alimento do corpo. Pode-se ai ver, entretanto, mais do que uma figura, e admitir, sob certo ponto de vista, a realidade de um fato material, sem para isso recorrer ao prodígio. Sabe-se que uma grande preocupação de espírito, a atenção firme dada a uma coisa, fazem esquecer a fome. Ora, aqueles que seguiam a Jesus eram pessoas ávidas de ouvi-lo, não há, pois, nada de espantoso que, fascinados pela sua palavra e talvez também pela poderosa ação magnética que exercia sobre eles, não hajam sentido a necessidade material de comer.

Jesus, que previa esse resultado, pôde, pois, tranqüilizar seus discípulos dizendo, na linguagem figurada que era habitual, admitindo-se que se haja realmente levado alguns pães, que esses pães bastariam para saciar a multidão. Ao mesmo tempo dava a estes uma lição... Daí vós mesmos de comer, dizia ele, ensinava-lhes, por aí, que poderiam alimentar pela palavra...

Assim ao lado do sentido alegórico-moral, pôde se produzir um efeito fisiológico natural muito comum. O prodígio, neste caso, está no ascendente da palavra de Jesus, bastante poderosa para cativar a atenção de uma multidão imensa, ao ponto de fazê-la esquecer de comer, Essa força moral testemunha a superioridade de Jesus, bem mais do que o fato puramente material da multiplicação dos pães, que deve ser considerado como uma alegoria...

Estas explicações, aliás, se encontra confirmada pelo próprio Jesus nas passagens seguintes... Muita paz a todos (as) principalmente aqueles espíritas que procura na Doutrina a verdade da Codificação...

Exibições: 1702

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de Fernando Urias Horn em 26 fevereiro 2013 às 22:13

Jesus de Nazaré não falou para o corpo, não se dirigiu a parte material do ser temporária e sujeita as transformações celulares pela morte, mas á mente do homem capaz de entender suas idéias e raciocinar, refletindo sobre os conteúdos que nos legou... Léon Tolstoi...

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

augusta curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
ontem
augusta curtiram o perfil de Nadia Rosangela
ontem
ANDREA REGINA DE SA curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Ao tentar processar o Porta dos Fundos, por retratar Jesus como um gay, igreja teve um prejuízo de R$ 82…"
sábado
Madelon Fonseca curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
sexta-feira
Joao Iudes Nodari respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"A Marlene apresentou uma realidade constatada diariamente no processo de palestras ministradas nos centros e unidades espíritas. Está-se chegando numa fase onde a ênfase oratória pergaminha atitudes emocionais e…"
sexta-feira
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Espiritismo e Evangelho

Grupo destinado a estudos do Evangelho a Luz da Doutrina EspíritaVer mais...
sexta-feira
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Estudo: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"

Estudo Interativo da Série: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"Áudios  e vídeos da Sala de Conferência Estudando EspiritismoAo vivo semanalmente as 20h00 pelo link…Ver mais...
sexta-feira
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Marlene, Grato pelo seu comentário. Deus a abençoes . Precisando de qualquer informação estamos a disposição.."
sexta-feira
MARIO FONTES curtiram o perfil de Marlene Matias da Silva
sexta-feira
Raimundo Luís Godinho Costa entrou no grupo de Acacia Maria Picoli
Miniatura

Meimei - Espirito de Luz

Grupo criado com o objetivo de divulgar as lindas mensagens e preces de MeimeiVer mais...
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
sexta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço