Facilmente observável é o fato de que os trabalhos desenvolvidos pelos Centros Espíritas no campo da cura dos males físicos têm procura mais acentuada que a busca pelos estudos, e até mesmo pelas palestras públicas que os Centros desenvolvem.

Isso acontece porque a nossa tendência maior ainda é buscar o socorro imediato, para recuperarmos a sensação de bem estar produzida pelo corpo físico.

Porém, é preciso dilatar nosso entendimento a respeito do assunto.

O corpo físico é benefício Divino concedido para a evolução do Espírito imortal, para que este consiga alcançar a perfeição, e traduz, em sua estrutura funcional a somatória de vários fatores, quais sejam, as provas e expiações inclusas no planejamento reencarnatório, e quando encarnado, o comportamento vicioso, seja mental, seja físico, ou ainda o desequilíbrio emocional de grande monta.

No Evangelho do Senhor Jesus  podemos observar a quantidade de doentes do corpo que O procuravam, e que após serem curados de seus males, em sua maioria, nem mesmo agradeciam a benção conseguida.

Também no Evangelho encontramos, tanto na passagem em que Jesus cura um jovem cego de nascença (1), quanto na do paralítico no Tanque de Betesda (2), a informação de que os erros morais cometidos pelo Espírito são revertidos em problemáticas debilitantes fisiológicas.

Mais modernamente, nas lições que o Consolador prometido por Jesus nos traz, o Benfeitor André Luiz esclarece:

“Toda queda moral nos seres responsáveis opera certa lesão no hemisfério psicossomático ou perispírito, a refletir-se em desarmonia no hemisfério somático ou veículo carnal, provocando determinada causa de sofrimento.” (3)

A imaturidade espiritual mantém o Espírito preso ao imediatismo terreno, atrelando-o a círculo vicioso de ações e reações negativas devido à ignorância sobre sua natureza e finalidade da vida física, fazendo-o agir sem pensar nas consequências para si mesmo ou para outrem.

Somente o esclarecimento espiritual e a consequente renovação moral permitirão que se adoeça menos, e em menor intensidade, em função da eliminação dos erros mentais e comportamentais e da aplicação da Lei de Amor nos menores atos da vida.

É evidente que podemos buscar soluções espirituais para nossas enfermidades, mas não nos iludamos, também é evidente que devemos nos esforçar para dilatar o entendimento de que a causa de nossos sofrimentos, sejam físicos ou espirituais, iniciam-se sempre na consciência do ser pensante que somos, já em nível de responsabilidade bastante acentuada pelo conhecimento que temos.

Os Benfeitores Espirituais, conquanto praticantes ativos da caridade, também têm seus afazeres pessoais, e se nós outros nos tornarmos “clientes de carteirinha” deles, mais não estaremos fazendo do que sobrecarregá-los desnecessariamente, o que, por si só, é falta de caridade de nossa parte para com eles.

Pensemos nisso.

Antônio Carlos Navarro

Exibições: 90

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
6 horas atrás
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog Deus é um imenso “inexistir”? (Jorge Hessen) de os pae
7 horas atrás
Marco Antonio Serra curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
ontem
Edson Luís da Silva Macedo curtiram a página Regras de Publicação de Amigo Espírita
sábado
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"QUARENTENA. MORTE. SENTIDO DA VIDA.  Quem decidiu sobre nossa existência, sobre o seu valor? Qual o sentido do Universo e da existência humana? Que é o homem? O fato de ser portador de um diploma, de conhecimentos, leva o…"
sábado
Ícone do perfilAurora, Marco Túlio Brito e Eliana entraram em RAE
sábado
Ariel Ale Anjo curtiram a página Regras de Conduta de Amigo Espírita
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Prêmio Nobel de Química diz que medidas de isolamento podem ter custado mais vidas do que salvo.  http://www.youtube.com/watch?v=0KfxOFsWwOk"
sexta-feira
Antonio Carlos G. Sarmento curtiram o perfil de Monica lucio
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Com precaução ninguém morre antes da hora. (1) A autópsia das pessoas que morreram em conexão com o coronavírus tinham pelo menos uma doença anterior. Todos eles teriam morrido no decorrer deste ano.…"
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Confiança em Deus. Há sempre um amanhã, diz o poeta. Você pode esperar. Um lindo amanhã há chegar. Há sempre um amanhã, pra quem vive a sofrer, não custa esperar, você vai ver. E…"
28 Maio
Nilton Cardoso Moreira comentou a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
"Muito bem colocado amigo Virgilio. Obrigado pelo comentário."
27 Maio

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço