Não existe no mundo ninguém totalmente mau


Não existe no mundo ninguém totalmente mal; Na ótica Espírita...

(Livro dos espíritos Q:115.)

Uns Espíritos foram criados bons e outros maus? R: Deus criou todos os Espíritos simples e ignorantes, ou seja, sem conhecimento. Deu a cada um deles uma missão, com o fim de os esclarecer e progressivamente conduzir a perfeição, pelo conhecimento da verdade e para os aproximar Dele. (A felicidade eterna) e sem perturbações, eles a encontrarão nessa perfeição. Os Espíritos adquirem o conhecimento passando pelas provas que a lei de Deus indica o caminho. Uns aceitam essas provas com submissão e chegam mais prontamente ao seu destino; outros não conseguem sofrê-las sem lamentação, e assim permanecem, por sua culpa, distanciados da perfeição e da felicidade prometida.

Verdadeiramente fomos criados simples e ignorantes, contudo, as qualidades espirituais perfeitas estavam vibrando, e vibram ainda, em nós esperando o momento de desabrochar para a libertação definitiva. Os caminhos do Espírito são inúmeros, em todas as direções que à lei de Deus determinou, entretanto, o peso é o mesmo para cada criatura. Aquele que trilha caminhos incompatíveis com o bem o faz somente pela ignorância e desde quando conhece a verdade se liberta do que chamamos de erro. Quando o Espírito recebe, por misericórdia de Deus, o livre arbítrio, juntamente com ele recebe também, a inteligência para escolher os caminhos que lhe agradam, roteiros esses que lhe trazem felicidade ou a decepção.

A ignorância pode ser uma falta de conhecimento, sabedoria e instrução sobre determinado tema, ou mesmo crença em falsidades. Em situação em contrapartida o ignorante estabelece critérios que desclassifiquem o conselho alheio, em prol da sua falta de conhecimento, busca estabelecer ideias falsas sobre si mesmo e o mundo que o cerca de forma errônea, que desagrade aqueles com quem convive ...

A onisciência de Deus evidencia que Ele já conhece antecipadamente os caminhos da alma, em toda a sua jornada de despertamento espiritual. Sendo assim, sabe antecipadamente dos nossos acertos e desacertos, e as nossas tendências comprovam as diferenças entre nós. Quem conhece o Amor, jamais envereda pelas trevas do ódio. Portanto, quem permanece odiando, vingando, caluniando, mentindo e perseguindo os semelhantes, é por desconhecer os efeitos do verdadeiro Amor, sendo ainda comandado pelo modo que foi criado, dentro da simplicidade, mas pela força da ignorância.

Em o Livro dos Médiuns: item: IV

Se Deus envia os espíritos a instruir os homens, e para que estes se esclareçam sobre seus deveres, é para lhes mostrarem o caminho por onde poderão abreviar suas provas e, conseguintemente apressar o seu progresso. Ora, do mesmo modo que o fruto chega a madureza, também o homem chegará a perfeição. Porém, de par com espíritos bons, que desejam o vosso bem, há igualmente os espíritos imperfeitos, que desejam o vosso mal. Ao passo que uns vos impelem para a frente, outros vos puxam para trás. A saber distingui-los é que deve aplicar-se toda a atenção. É fácil o meio; trata-se unicamente de compreenderdes que o que vem de um espirito bom não pode prejudicar a quem quer que seja e que tudo o que seja mal só de um mal Espírito pode porvir. Se não escutardes os sábios conselhos dos espíritos que vos querem bem, se vos ofenderdes pelas verdades, que eles vos digam, evidente é que são maus os espíritos que vos inspiram. Só o orgulho pode impedir que vos vejais quais realmente sois. Mas, que, então, sois censurados pelos homens, que de vós se riem por detrás, e pelos espíritos (um espírito familiar)

Os caminhos dos Espíritos são diversos, mas, em todos eles se irradia a justiça e, se todos foram feitos iguais, por que a liberdade irá modificá-los nas atitudes? Os que não desejam mais errar os fazem por experiências que colheram nas ilusões, e os que permanecem de encontro às leis espirituais, é por faltar-lhes tempo na escola da educação. Espírito algum já nasceu das mãos do nosso Criador sábio e desperto. Nós todos recebemos o mesmo carinho, a mesma proteção, dentro da mesma justiça.

 Em- (O Evangelho Segundo o Espiritismo)

Quando estiverem cansados de sofrer devido ao mal, procurarão remédio no bem. A reação desses vícios serve, pois ao mesmo tempo, de castigo para uns e de provas para outros. É assim que do mal tira Deus o bem e que os próprios homens utilizam as coisas más ou as escórias... no item- 15-Sendo assim, dirão, o mal é necessário e durará sempre, porquanto, se desaparecesse, Deus se veria privado de um poderoso meio de corrigir os culpados. Logo, é inútil cuidar de melhorar os homens. Deixando, porém, de haver culpados, também desnecessário se tornariam quaisquer castigos. Suponhamos que a Humanidade se transforme e passe a ser constituída de homens de bem: nenhum pensará em fazer mal ao seu próximo e todos serão ditosos por serem bons. Tal a condição dos mundos elevados, donde já o mal foi banido; que virá a ser a da Terra, quando houver progredido bastante. Mas, ao mesmo tempo que alguns mundos se adiantam, outros se formam, povoados de Espíritos primitivos e que, além disso, servem de habitação, de exílio e de estância expiatória a Espíritos imperfeitos, rebeldes, obstinados no mal, que foram convidados a ser retirar dos mundos que se tornaram felizes.

Espíritos mais elevados, dos quais temos notícias, também passaram por diversos problemas, caindo e se levantando no grande aprendizado universal. Não chegaram à escala em que se encontram por simples atitudes, ou por quererem ser bons; sofreram na pele as agressões da própria vida, para o devido despertamento das suas qualidades. Essa é a verdade: em um pé de fruta podemos observar quantas amadureceram primeiro, por terem nascido primeiro; as que amadurecem por último nasceram, evidentemente, por último. Alma alguma cresce sem o guante da dor, sem o sacrifício de si mesma, e sem variados problemas, que se transmutam em qualidades espirituais. Todos passamos pelos testemunhos necessários ao nosso adiantamento espiritual. O que é bom hoje não foi bom ontem, e o que é ruim hoje, amanhã será bom. Ninguém foge desta lei, que nos ampara a todos.

Em (Mateus 5 :39) está assim "Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal” mas se alguém te bater na face direita, oferece- lhe também a outra... Jesus.

Os expoentes da má-fé costumam interpretar falsamente as palavras do Mestre, com relação à resistência ao mal.

Não determinava Jesus que os aprendizes se entregassem, às correntes destruidoras.

Aconselhava a que nenhum discípulo retribuísse violência por violência.

Enfrentar a crueldade com armas semelhantes seria perpetuar o ódio e a desregrada ambição no mundo.

O bem é o único dissolvente do mal, em todos os setores, revelando forças diferentes.

Em razão disso, a atitude requisitada pelo crime jamais será a indiferença e, sim, a do bem ativo, enérgico, renovador, vigilante e operoso.

Em todas as épocas, os homens perpetraram erros graves, tentando reprimir a maldade, filha da ignorância, com a maldade, filha do cálculo. E as medidas infelizes, grande número de vezes, foram concretizadas em nome do próprio Cristo.

Guerras, revoluções, assassínios, perseguições foram movimentados pelo homem, que assim presume cooperar com o Céu. No entanto, os empreendimentos sombrios nada mais fizeram que acentuar a catástrofe da separação e da discórdia, mas nunca determinação de Jesus.

Tem um trecho que eu copiei de um livro do Baccelli: Na casa de meu Pai

A respeito do mal: deve servir para o fortalecimento do Bem! Por este motivo, não esperemos conviver com pessoas que não nos criem problemas, pois, sem os problemas que elas criem, nós não evoluiremos! Essas pessoas são o nosso material de trabalho; para melhoramos, precisamos suporta-las, a fim de que, com base em nossos exemplos, elas próprias se melhorem...

Fomos criados simples e ignorante e Deus nos deu o livre-arbítrio e jamais vamos compreender o que é caridade, amor, indulgência sem estudar. A doutrina é uma enorme enciclopédia de conhecimentos e transformar-se sem estudar, sem conhecer; é impossível sua prática. A prática é uma consequência do saber. Jesus ensinava porque sabia; praticava, porque compreendia, entendia e tinha conhecimento profundo das causas e consequências das coisas, principalmente da alma humana. Conhecia profundamente nossas fraquezas, fragilidades e necessidades. Entender e praticar estão sempre interligados ao conhecimento. A maioria de nós está ainda no estágio de aprender, de aluno. Mas que possamos fazer um esforço pelo pouco que sabemos, colocando em prática o que já aprendemos, principalmente dentro da Comunidade.

Não nos iludamos, não vamos a lugar nenhum sem estudo. A nossa transformação depende do aprendizado constante, metódico e reflexivo sobre a doutrina, sobre nós e sobre o mundo. 

Se, queremos ser espíritas, reflitamos um pouco sobre (O Livro dos Espíritos) na

Pergunta: 876 – Fora do direito consagrado pela lei Humana, qual a base da justiça fundada sobre a lei natural? - O Cristo vo-la deu: Desejai para os outros os que quereis para vós mesmos. Deus colocou na consciência do homem a regra de a verdadeira justiça, pelo desejo de cada um de ver respeitar seus direitos. Na incerteza do que deve fazer em relação ao seu semelhante em uma dada circunstância semelhante: Deus não poderia dar um guia mais seguro que sua própria consciência (Q: 621 do Livro dos espíritos)

Muitos desejaram seguir Jesus, embevecidos com as maravilhas daquele reino a que Ele se referia. As narrativas evangélicas são exata nesse sentido. O jovem rico queria segui-lo, “mas”, ainda tinha alguns compromissos para resolver; outro, também queria segui-lo, “mas”, tinha que sepultar seu pai; muitos outros o queriam como rei, mas, o abandonaram em momentos decisivos e dolorosos; muitos até hoje desejam segui-lo, mas, os jogos de interesses do mundo atual, o apego demasiado à matéria, impedem tão importante decisão. Na verdade, é a “sombra”, o ego, o ser inferior na sua manifestação mais primitiva, que ainda necessita de mais experiências.

Desse modo, o Reino de Deus é uma construção interior, feita de perseverança, renúncia, dedicação e, acima de tudo, na autotransformação baseada em princípios divinos, éticos, morais, norteadores de conduta...

Espíritos imortais, por que tivemos começo mas não fim; eterno só Deus, somos criados simples, isto é com ausência de tendências para o bem ou para o mal e ignorantes, ou seja desconhecedores das coisas e das leis naturais, nos caracterizamos pelo predomínio dos instintos, pelo que resta da animalidade ainda atuantes em nossa essência, a revelar-se no modo de sentir pensar e agir. O que resta vão sendo eliminados nas diferentes oportunidades durantes as vidas sucessivas a que estamos sujeitos Da irracionalidade à angelitude há longa jornada. A Doutrina Espírita ensina que poderemos caminhar mais depressa, com mais segurança, com menos sofrimento, com menos problemas ou mais conflitos, dependendo isto do modo como cada um responde aos convites da vida. O chamado para o serviço do bem é a oportunidade que Deus oferece a todos para acelerar a caminhada rumo à perfeição. Podemos caminhar felizes e confiantes assim que nos disponhamos a desenvolver e a viver o conhecimento das Leis Divinas, através do estudo, e sentindo que devemos ser mais humanos, praticando o Bem. Tentar ser melhores do que fomos no sentido de apresentarmo-nos com a potencialidade perfectível dinamizada ao seu máximo, todos seremos um dia. Ficando bem claro que tal ápice jamais significará privilégios ou favores, mas sim, frutos de um trabalho pessoal e intransferível, que renovando o homem, desenvolve lhe através da ação consciente a potencialidade divina.

Refletir sobre Deus é mergulhar na essência da vida, afinal o que existe está mergulhado nele. Mesmo com nossas limitações de entendimento, estudar o criador nos faz despertar como criaturas, encontrando respostas necessárias a uma vida saudável. Desse entendimento depende nossa harmonização com toda a criação, permitindo assim, que vivamos integrados ao todo... Livro: Deus: Roosevelt Andolphato Tiago

“Não há efeito sem causa – disse Allan Kardec – e todo efeito inteligente tem forçosamente uma causa Inteligente.” Eis o princípio sobre o qual repousa o Espiritismo. Esse princípio, quando o aplicamos às manifestações de Além-Túmulo, demonstra a existência dos Espíritos. Aplicado ao estudo do mundo e das leis universais, demonstra a existência de uma causa inteligente no Universo... Léon Denis: Livro: O Grande Enigma

Ninguém recolhe o bem sem conquista-lo; e ninguém recebe o mal sem atrai-lo: Emmanuel Chico Xavier...

O bom não persegue o mau. Ajuda-o a melhorar-se.

Se somente a ignorância gera o erro, quando esta cessar, desaparecerá a predisposição para errar, e o bem dominará a alma, pela força do Amor. Precisamos meditar mais e estudar, com mais interesse de aprender, no clima da oração...

No planeta não existe ninguém totalmente mal porque fomos criado por Deus essência Divina; Filhos do Amor Celestial e nossa mãe natureza...

Tem muitas palavras que eu não adoto são como anjos para mim espíritos elevados, castigo ou pagar: reparação, e outras as pessoas vão procurando as palavras que mais se sente bem; porque eu tenho a certeza que nosso Pai Celestial não faz nada inútil tudo tem um motivo no nosso aprendizado, todos temos o livre arbítrio mas somos prisioneiros das consequências...Muita paz a todos que nosso irmão maior jesus nos abençoe no nosso caminhar para a evolução....

Exibições: 656

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

augusta curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
ontem
augusta curtiram o perfil de Nadia Rosangela
ontem
ANDREA REGINA DE SA curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Ao tentar processar o Porta dos Fundos, por retratar Jesus como um gay, igreja teve um prejuízo de R$ 82…"
sábado
Madelon Fonseca curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
sexta-feira
Joao Iudes Nodari respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"A Marlene apresentou uma realidade constatada diariamente no processo de palestras ministradas nos centros e unidades espíritas. Está-se chegando numa fase onde a ênfase oratória pergaminha atitudes emocionais e…"
sexta-feira
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Espiritismo e Evangelho

Grupo destinado a estudos do Evangelho a Luz da Doutrina EspíritaVer mais...
sexta-feira
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Estudo: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"

Estudo Interativo da Série: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"Áudios  e vídeos da Sala de Conferência Estudando EspiritismoAo vivo semanalmente as 20h00 pelo link…Ver mais...
sexta-feira
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Marlene, Grato pelo seu comentário. Deus a abençoes . Precisando de qualquer informação estamos a disposição.."
sexta-feira
MARIO FONTES curtiram o perfil de Marlene Matias da Silva
sexta-feira
Raimundo Luís Godinho Costa entrou no grupo de Acacia Maria Picoli
Miniatura

Meimei - Espirito de Luz

Grupo criado com o objetivo de divulgar as lindas mensagens e preces de MeimeiVer mais...
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
sexta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço