Um aparente conto de fadas. Aparente. Uma mulher e um homem em constante conflito conjugal.O marido a traía.Ela tinha ciúmes.Ódio, morte.Violência, crueldade ao extremo.

Tenho acompanhado as opiniões dos leitores dos jornais a respeito desse caso.Curiosamente, observo as mulheres recriminando o comportamento da vítima,Marcos Matsunaga, que, mesmo após o casamento, mantinha amantes e, antes da morte, humilhou a esposa chamando-a de prostituta. Os homens, por sua vez, recriminam-o por ter casado com uma "mulher da vida", por esbanjar dinheiro com garotas de programa, etc.

Lembrei-me do caso bíblico em que Jesus, escrevendo no chão (uma das poucas coisas que Cristo escreveu quando encarnado) desafiou aqueles que ameaçavam apedrejar a mulher prostituta : " atirem a primeira pedra quem não tiver pecado".

Pecados a parte, assustador foi a forma como a acusada eliminou sua vítima. Aí entra a questão em que gostaria de ouvir a opinião de vocês: até que ponto nós, seres humanos, somos capazes de tomar atitudes cruéis movidos pelo ódio, pelo desespero (a vítima, pouco antes de morrer, ameaçou tirar-lhe a filha e jogá-la novamente na miséria).

O que leva uma pessoa aparentemente saudável (tinha sido boa aluna na escola, uma pessoa tranquila socialmente) a cometer tal crime hediondo? Doença mental? Obsessão espiritual ? Ódio? "Carma"? Ou uma mistura de todos esses fatores?

Exibições: 3406

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de Isabel Borges em 22 junho 2012 às 23:57

Para mim só há uma resposta falta de Deus no coração, tanto dela, quanto dele. Se a pessoa tem Deus no coração não pratica a falta de respeito na relação. Ele brigou e ameaçou por não ter Deus como direção e ela fez o que fez pelo msmo motivo

Comentário de Monica Dib em 21 junho 2012 às 19:07

Incrível como o Cristo responde nossas perguntas.Tudo está no evangelho.Lembrei desse caso e de tantos outros crimes que terminam de forma trágica quando reli Mateus.

Segue abaixo:

"Mateus 5:42-45

Olho por olho

38-42 A lei de Moisés diz: Se um homem arrancar um olho a outro, pagará com o seu próprio olho. Se um dente for arrancado por uma pancada, arranque-se de igual forma o dente de quem fez tal coisa. Eu porém, digo: Não oponham violência à violência! Se te derem uma bofetada numa das faces, oferece também a outra. Se fores levado a tribunal e te tirarem a camisa, dá-lhes também o casaco. Se um soldado te obrigar a carregar-lhe com a mochila um quilómetro, leva-a dois quilómetros. Dá a quem te pedir, e não fujas de quem te quiser pedir emprestado.

Ama os teus inimigos

43 Foi-vos dito: Ama os teus amigos. Despreza os teus inimigos. Q

44-45 Eu, porém, digo: Amem os vossos inimigos. Bendigam os que vos maldizem. Façam o bem aos que vos odeiam. Orem por quem vos persegue! Assim procederão como verdadeiros filhos do vosso Pai que está no céu. Porque ele faz brilhar o Sol tanto sobre os maus como sobre os bons, e manda a chuva cair tanto sobre justos como injustos."

 

Como ainda somos espíritos imperfeitos, fica difícil assimilar isso em toda a sua extensão, sem exceções

Comentário de Fatima Araujo de Carvalho em 20 junho 2012 às 23:05

Recomendo assistir a palestra inteira ou observar aos 54 minutos, a mensagem do querido Benfeitor Bezerra de Menezes, tão apropriada para os momentos dolorosos que estamos vivendo. Orar para os que perderam a direção de si mesmos.  O poder da oração com Divaldo Pereira Franco. http://www.youtube.com/watch?v=JImLafy6624  A mensagem nos ajuda a manter o equilíbrio e a serenidade diante de tantos sofrimentos. Orar pelos algozes, pelos que provocam dor, ajudando a mudar a psicosfera tóxica que envolve nosso planeta. Somos nós, espíritas, que precisamos buscar a harmonia por causa dos recursos e conhecimentos que dispomos. Muita paz a todos.

Comentário de Rosemary Alves Bueno em 20 junho 2012 às 11:07

Falta de JESUS no coração adicionado com o sensacionalismo da mídia.....é a minha opinião.

Comentário de Monica Dib em 19 junho 2012 às 22:28

O comentário do Luciano Dudu me fez lembrar de um trecho do livro "Diálogo com as Sombras", de Hermínio C. Miranda, que estou lendo no momento.Gostaria de compartilhar esse trecho do livro com vocês:

" (...) Como seres imperfeitos, temos, pois, de viver com o semelhante, também
imperfeito. Não há como fugir de ninguém e isolar-se em torres de marfim,
mosteiros inacessíveis, grutas perdidas na solidão. Nosso trabalho é aqui
mesmo, com o homem, a mulher, o velho, a criança, seres humanos como nós
mesmos, com as mesmas angústias, inquietações, mazelas e imperfeições. O
que enxerga um pouco mais, ajuda o cego, mas, talvez, este disponha de
pernas para caminhar e pode, assim, amparar o coxo. E quem sabe se o
aleijado dispõe de conhecimento construtivo que possa transmitir ao mudo?
Este, um dia, no futuro, voltará a falar, para ensinar e construir. Somos, pois,
uma tremenda multidão de estropiados espirituais, e a diferença evolutiva entre
nós, aqui na Terra, não é lá grande coisa. Vivemos num universo inteiramente
solidário, no qual uns devem suportar e amparar os outros, ou, na linguagem
evangélica: amar-nos uns aos outros. Não é difícil. E é necessário. E como!..."

Comentário de nerilande mourão lima em 19 junho 2012 às 14:14

Como disse vcê "Aparentemente saudável !!" São os doente que precisam de médicos . Jesus , nosso mestre , médico de nossas almas, terá compaixão por essas criaturas. A  reencarnação certamente será uma nova oportunidade para ambos. Que  paz possa reinar em nossos corções!

Comentário de Rosemary Cler da Silva em 17 junho 2012 às 22:42

Jesus disse não jugueis para não seres jugado,cada um vai pagar pelos seus erros.Rosemarey 

Comentário de Mary Angélica Achkar em 17 junho 2012 às 19:31

Como espírita, penso que talvez, ela tenha entrado na faixa vibratória de algum espírito com ódio do Marcos, de outras vidas, em um momento de total invigilância, exercendo a mediunidade sem Jesus. Obsessão espiritual, sem dúvida. Se não tinha carma, acabou de criar terrível para muitas vidas.

As pessoas, se afastam das Leis de Amor ensinadas por Jesus, e acabam caindo nas malhas das trevas, tão intensas nestes últimos tempos.

Mary

Comentário de DEDÉ E ELISANGELA. em 17 junho 2012 às 19:11

  A formação e a  vivência moral-cristão, isso faz perceber sua real conduta. Sem julgamentos.Se a  elevação dos valores e virtudes estiverem em real implementações  em suas vidas, o resultado, talvez seria outro.  DEDE/FORT-CE

Comentário de Antonio Olinda Cavalcante Filho em 17 junho 2012 às 13:21

          Querida Monica e prezados amigos da Rede Amigo Espírita, ouso tecer alguns comentários desse caso que paralizou o País, que chocou a sociedade. Esta na maioria hipócrita, que assiste a Big Brothers, A Fazenda, noticiários policiais e programas de baixo teor vibratório onde pessoas "brigam" na frente da tela mas muitas vezes foram acordadas anteriormente para fazer sensacionalismo. E saibam em nada acrescenta a cultura espiritual.

             É essa sociedade que vê cenas de erotismo explícito nas novelas e que mal dialogam em casa, que se escondem em redes de relacionamento, quando não se escancaram de forma leviana.

             E todos se acham no direito de julgar, nossa como é fácil ser juiz nessa hora! Como diziam os mais antigos: sentam no próprio rabo e só veem o rabo dos outros. Mas o incrível é que se criam uma atmosfera envolvente em que qualquer lugar, qualquer ambiente, e se tecem os mais variados comentários.

             Assim fica muito difícil não opinar, e para o meio comum chega-se a conclusão de tratar-se de uma insanidade aliada a crueldade. Mas Queridos Amigos, reflitamos e oremos pedindo ao Senhor da Vida o dicernimento.

             Como disse ouso tecer alguns comentários e no meu conceito é uma somatória de fatores, mas o principal é a grande falta de Jesus nos corações, não consigo vislumbrar uma família centrada nos ensinamentos  do Mestre caindo em tamanha armadilha de espíritos trevosos, ou como diria nosso Querido Chico, nossos irmãos infelizes.

              A Doutrina Espírita  faculta-nos a melhor defesa contra nós mesmos: "O Evangelho no Lar", e sigamos orando e lembrando o Apóstulo Paulo: "O mal não merece consideração"  .

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

Aprendemos com o Espiritismo a ter relações mais leves.

 

Marcelo Henrique – Florianópolis SC

Wellington Balbo – Salvador BA

 

O Espiritismo nos fornece uma visão bem legal da…

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

Ao orar por alguém eu atraio seus obsessores?

 

Há, para uma boa parcela de gente, até para aqueles que conhecem um pouco mais os Espíritos e a sua natureza, uma espécie de medo do que eles – os Espíritos – podem fazer…

Últimas atividades

Ícone do perfilJosé Leonil Marques da Silva, André Goes e Alexandre Guilherme Martins Soar entraram no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Artigos Espíritas

Grupo destinado a divulgação de ARTIGOS da DOUTRINA ESPÍRITA através dos nossos articulistas. Não são aceitas postagens de trechos de livros e outros textos.."Material postado nessa pagina tem autorização de seus autores para publicação na REDE AMIGO ESPÍRITA, a reprodução total ou parcial dos dados aqui publicados em outros veículos de mídia podem ser interpretados como violação de direitos autorais, e seus autores agirem conforme informa a lei"Ver mais...
1 hora atrás
José Leonil Marques da Silva respondeu à discussão Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich de Amigo Espírita no grupo Artigos Espíritas
"Excelente o artigo da culta Simoni Privato Goidanich. Porém, peço licença para acrescentar que, posteriormente, AK reconheceu ser médium intuitivo em nota ao artigo "Caracteres da Revelação…"
1 hora atrás
José Leonil Marques da Silva curtiram a discussão Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich de Amigo Espírita
1 hora atrás
Elciene Maria Tigre Galindo curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
4 horas atrás
Maria Isabel Januário curtiram o evento Músicas de Paz de EvandroOlivah
5 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
5 horas atrás
Ícone do perfilCassia Garcia, Décio Luiz Rosa Eugênio, Wendell Fridman de Vasconcelos e mais 13 pessoas entraram em RAE
7 horas atrás
Valéria curtiram o perfil de Valéria
8 horas atrás
Valéria curtiram o perfil de Maristela Santos
8 horas atrás
Valéria curtiram o perfil de Maristela Santos
8 horas atrás
Rafaela Bernardelli Penna curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
9 horas atrás
Rafaela Bernardelli Penna curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
9 horas atrás
José Leonil Marques da Silva curtiu a postagem no blog AURA E CLARIVIDÊNCIA de Suely dos Anjos
10 horas atrás
Sylia Rehder curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
10 horas atrás
Rosangela Silva curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
11 horas atrás
André Goes respondeu à discussão Kardec sofre... de Wellington Balbo no grupo Artigos Espíritas
"Faço das palavras de Allan Kardec as minhas palavras. Se temos o mesmo mestre e as mesmas diretrizes, por qual ou quais razões não nos entendemos? R= Porque continuam fazendo tudo diferente do que jesus fez. O primeiro erro foi…"
13 horas atrás
André Goes respondeu à discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo no grupo Artigos Espíritas
"Há muitas variáveis que estão fora deste contexto. Nem tudo é questão espiritual, mas sim da própria natureza. Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…"
13 horas atrás
José Leonil Marques da Silva curtiram a discussão Chico Xavier - O servidor de Feeak Minas
13 horas atrás
Josué Mattos curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
14 horas atrás
FLAVIO LUIZ FONSECA curtiram a discussão Por que nos sentimos mal em determinados ambientes? de Wellington Balbo
14 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço