A revista Seleções do Reader`s Digest publicou a impressionante narrativa do escritor Henry Hurt a respeito de um fato real ocorrido com o menino Mark Durrance que teve a vida salva por um Espírito.

     O menino e seu cão estavam passeando pela planície coberta de capim seco que rodeava a casa isolada onde moravam. Era uma tarde de fevereiro, amena mas ventosa. Mark Durrance, de 12 anos de idade, tinha acabado o lanche de domingo com a familia e saíra levando sua espingarda de ar comprimido. 

     Era um garoto bonito, de cabelos louros e olhos azuis brilhantes. Sentia-se à vontade naquela região remota, rodeado de grandes espaços abertos.

     Com ele naquela  tarde estava Bobo, um vira-lata de tamanho médio, pêlo malhado, focinho quadrado e simpático. Os dois passeavam despreocupadamente por aquela região agreste, boa para meninos, cachorros... mas, também para cobras venenosas.

     Mark e Bobo já estavam voltando para casa quando ele viu um pássaro pousando numa palmeira. De olhos fixos na ave, saltou uma vala. Caiu sobre uma coisa que lhe deu a impressão de rolar sob o impacto do seu pé direito. Logo a seguir, sentiu um explosão de dor. A princípio ficou paralisado com o choque, como se tivesse caído um machado em cima de seu pé. Depois, sentiu uma queimadura brusca subir-lhe perna acima. Então ele olhou para baixo.

     A cabeça de uma cascavel estava como que colada em seu pé. A mandíbula se havia cerrado em torno do peito do pé de Mark, num amplexo feroz. Os dentes haviam furado o couro do sapato e ficado cravados mesmo à frente do osso do tornozelo. Louco de dor, o menino ficou olhando para a cobra, que parecia roer lenta e deliberadamente o seu pé.

     Boby Durrance, pai de Mark, estava podando uns arbustos do jardim quando Buddy, o filho mais velho, apareceu gritando: "Papai! Mark foi mordido por uma cobra!" Homem forte e musculoso, Boby correu para dentro de casa e foi encontrar Mark inconsciente no chão da sala, com Debbie, a mãe, ao lado.

     Nas oito horas que se seguiram, uma equipe de quatro médicos e um batalhão de enfermeiras não abandonaram Mark por um instante.  "Todo o aparelho cardiovascular dele estava à beira do colapso", conta o Dr. Nicum. " E de repente seus rins pararam de funcionar". O veneno não deixava o sangue coagular, provocando hemorragias internas. Tudo isso foi agravado com a parada do seu aparelho respiratório. " Durante as primeiras doze a quatorze horas, a única coisa que aquele garoto tinha funcionando em condições era o coração, e mesmo este sob esforço tremendo", diz o Dr. Nicum.

     Para Debbie e Boby, o pormenor mais assustador era o sangue que escorria sem parar dos ouvidos, dos olhos e da boca de Mark. E depois havia a inchação horrível de todo o seu corpo. As mãos estavam três vezes maiores; e parecia não ter pescoço. "Os olhos estavam de tal maneira inchados que só conseguíamos ver as pestanas ao longo das fendas dos olhos", lembra Debbie. "Escorria sangue por essas fendas". Ao todo recebeu dezoito transfusões de sangue.

     Debbie nunca deixou o hospital. Ficava ali sentada horas seguidas, rezando pelo filho e reconfortando-o. "Ele podia estar em coma, mas eu acreditava que ele pudesse ouvir as palavras que eu lhe dirigia e à DEUS".

     No terceiro dia, Mark começou a recobrar a consciência; ao quarto, retiraram-lhe a máscara de oxigênio. Os médicos ficaram por momentos escutando com atenção o que Mark dizia aos pais. Embora a voz dele estivesse rouca, contou com impressionante clareza como tinha saltado a vala e caído em cima da cascavel. O riso misturou-se com as lágrimas quando Mark disse que esperava que o pai não estivesse zangado com ele por ter sido tão descuidado.

     Com toda a calma, Mark falou então do vulto de vestes brancas que lhe apareceu quando ele chegou à conclusão de que não conseguiria caminhar até em casa sozinho. Esse tal vulto tinha pegado ele no colo, atravessado a planície e subido os degraus da casa.

     "Sei que era DEUS", diz Mark. "ELE tinha uma voz grave. Fiquei calmo, ele pegou em mim e me levou no colo o tempo todo. Disse que eu ia ficar doente mas que não me preocupasse, porque ia ficar bom. Depois foi embora para o céu. A última coisa que me lembro foi de ELE ter aberto a porta de nossa casa."

     Não sendo uma criança particularmente religiosa, Mark contou sua hstória com uma seriedade que impressionou profundamente a familia. Sabendo que o filho acabara de atravessar o vale da morte, Boby e Debbie Durrance não duvidaram de uma só palavra.

    

     (Anuário Espírita/91) 

      

Exibições: 336

Comentar

Você precisa ser um membro de . para adicionar comentários!

Entrar em .

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Posts no blog por EliethTavares Castro
1 hora atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Vade retro obsessor ou baldios “descarregos”? (Jorge Hessen)" https://t.co/khkM03Ul3O
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/5MmQJESRxq do Reino de Deus - Adriano Barbo
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/mUcs4u9u6r
Twitter3 horas atrás · Responder · Retweet
os pae compartilhou o post do blog deles em Digg
4 horas atrás
os pae curtiu a postagem no blog Vade retro obsessor ou baldios “descarregos”? (Jorge Hessen) de os pae
5 horas atrás
Amigo Espírita postou um evento
Miniatura

CONEAN 2018 - Confraternização Espírita da Alta Noroeste em General Salgado-SP em Centro Espírita Allan Kardec

23 setembro 2018 de 9 a 12
5 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
A Disciplina do Pensamento e a Construção da Felicidade - Evangelho na Rede com Yasmim Madeira: https://t.co/wrJve8WfEC via @YouTube
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por os pae
6 horas atrás
Margarete Rufino é agora um membro de .
7 horas atrás
Silvia Helena Visnadi Pessenda curtiu o vídeo de Amigo Espírita
7 horas atrás
Silvia Mesquita curtiram a discussão Militantes político partidários, deixem o espiritismo em paz. de Wellington Balbo
9 horas atrás
Silvia Mesquita curtiu a postagem no blog UM LEMBRETE AOS ESPÍRITAS DA ATUALIDADE DE ALLAN KARDEC. de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
16 horas atrás
Silvia Mesquita curtiu a postagem no blog UM LEMBRETE AOS ESPÍRITAS DA ATUALIDADE DE ALLAN KARDEC. de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
16 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/FVZce51bH6
Twitter17 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/W3IPwvvFq6
Twitter19 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/SC6XAcqt7G
Twitter19 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/CsCCtmcNBH
Twitter19 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estou fazendo uma transmissão ao vivo no @YouTube. Venha assistir: https://t.co/t2ylaTEFlb
Twitter20 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/UnEwKC2x4pº Reconstruindo Paradigmas: Introdução VI 2ª parte - André
Twitter22 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2018   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço