O Sábio e o Guerreiro


Era uma vez um jovem guerreiro famoso por sua invencibilidade.

Era um homem cruel e, por isso, temido por todos.

Quando se aproximava de uma aldeia, os moradores abandonavam suas casas, e fugiam para as montanhas, porque sabiam que ele não poupava nada, nem ninguém.

Certo dia, ele e seu exército aproximaram-se de uma aldeia na qual vivia um sábio ancião.

Todos os habitantes fugiram assustados, menos ele.

O guerreiro entrou na vila e, como de costume, incendiou casas e matou os animais que encontrou.

Logo chegou à casa do sábio, que permanecia em pé ao lado da porta de entrada, serenamente.

Quando eles se encontraram, o guerreiro impiedoso disse-lhe que seus dias haviam chegado ao fim, mas que, no entanto, iria lhe conceder um último desejo antes de passá-lo pelo fio de sua espada.

O velhinho, sem alterar o seu semblante, disse-lhe que precisava que o guerreiro fosse até o bosque e que ali cortasse um galho de árvore.

O jovem achou aquilo uma grande besteira, mas decidiu atendê-lo, entre gargalhadas e deboches.

Foi até o bosque e com um único golpe de espada cortou um galho de árvore.

“Muito bem.” – disse o ancião, quando o guerreiro voltou – “quero saber agora se o senhor é capaz de recolocar este galho na árvore da qual o arrancou.”

O jovem guerreiro entre gargalhadas, chamou-o de louco, respondendo-lhe que todos sabiam que era impossível colocar o galho cortado na árvore outra vez.

O ancião sorriu e lhe disse: “louco é o senhor, que pensa ter poder só porque destrói as coisas e mata as pessoas que encontra pela frente. Quem só sabe destruir e matar não tem poder. Poder tem aquele que sabe juntar, que sabe unir o que foi separado, que faz reviver o que parece morto. Poder tem aquele que produz, que cria, que mantém. Essa pessoa, sim, tem o verdadeiro poder.”

Muitos são os que acreditam deter o poder porque atemorizam os demais, ou porque conseguem destruir o que encontram pela frente.

Acreditam-se poderosos porque são capazes de derrubar pessoas, destruir grandes obras e silenciar vozes.

Mas isso é um grande engano.

O verdadeiro poder não reside em arrasar existências e fazer cair por terra o trabalho dos outros.

Não se prova ter poder por meio da força bruta ou através de gritos e ameaças.

Isso demonstra, tão somente, grave desequilíbrio.

Desfazer o que outros produziram ou tentar abalar edificações morais, tão duramente estabelecidas, em nada auxiliarão o nosso próprio desenvolvimento.

Tantos são os que agem assim, crendo-se poderosos, iludindo-se e distribuindo dores ao longo de suas pegadas.

Por outro lado, tão poucos ainda são capazes de edificar, de construir, ou, ainda, de reerguer o que foi destruído.

Tão poucos se dispõem a persistir, a resistir diante dos vendavais das dificuldades. Estes, sim, possuem um poder realmente significativo.

Pense nisso!

Exibições: 1702

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Antônio Campos Vieira curtiram a discussão Fogueiras modernas: o testemunho de Jan Hus. de Amigo Espírita
5 horas atrás
Antônio Campos Vieira curtiram a discussão Fogueiras modernas: o testemunho de Jan Hus. de Amigo Espírita
5 horas atrás
Sebastiao Moreira de Carvalho curtiram a discussão Fogueiras modernas: o testemunho de Jan Hus. de Amigo Espírita
9 horas atrás
francisco carvalho da Silva respondeu à discussão Quando indagado sobre sua religião, o que você responde? O que você considera seja o Espiritismo? de Jandyra Helena
10 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram a discussão Fogueiras modernas: o testemunho de Jan Hus. de Amigo Espírita
11 horas atrás
Juan César curtiram o perfil de Juan César
13 horas atrás
Juan César curtiram a discussão Fogueiras modernas: o testemunho de Jan Hus. de Amigo Espírita
13 horas atrás
Edezio da Silva Moreira curtiram a discussão Fogueiras modernas: o testemunho de Jan Hus. de Amigo Espírita
13 horas atrás
PAULO ROBERTO GOMES respondeu à discussão Existe realmente um Destino? de Decio Ney Rocha Naves
13 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Existe realmente um Destino? de Decio Ney Rocha Naves
13 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
13 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
13 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Entidades de Wilson Moreno
13 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Entidades de Wilson Moreno
13 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Existe realmente um Destino? de Decio Ney Rocha Naves
14 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Entidades de Wilson Moreno
14 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Entidades de Wilson Moreno
14 horas atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Entidades de Wilson Moreno
14 horas atrás
Ícone do perfilEmmanuel Marinho de Queiroz Filh e Juan César entraram em RAE
14 horas atrás
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
14 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço