O túmulo [de Jesus] permanece aberto e vazio (Jorge Hessen)

Jorge Hessen

jorgehessen@gmail.com

 

 

As pessoas têm sentido inquietação e temor perante a expectativa da desencarnação. Há aqueles que sofrem de tanatofobia (receio mórbido da morte). Psicólogos têm examinado os efeitos mentais e sociais causados por pensar na morte. Muitas pessoas associam a desencarnação a sentimentos como tristeza, dor e saudade. Raros fazem associação a sentimentos como aceitação e libertação. Falar sobre a morte ainda é visto como algo depressivo e mórbido. Muitos têm ressalvas de como e com quem falar sobre o tema. Normalmente os amigos e parentes próximos são pessoas mais procuradas para conversar sobre isso.

E esse receio tem sido alimentado por uma mistura de falsos conceitos religiosos, senso comum e crenças pessoais arraigadas. As religiões humanas são especialmente responsáveis por gerar uma série de fobias e mitos a respeito da inevitável viagem ao túmulo.  

O problema do medo da morte é que tal fobia pode impedir que tenham liberdade e prazer de viver. Daí o conforto que a Doutrina Espírita apresenta, ao instruir sobre a vida do espírito aqui e no além.   A morte apenas dilata as concepções e aclara a introspecção, iluminando o senso moral, sem resolver, obviamente, de maneira absoluta, os problemas que o Universo propõe a cada passo, com os seus espetáculos de grandeza.

A maior surpresa da morte física é a de colocar o homem face a face com própria consciência, onde edifica o céu, estaciona no purgatório ou precipitaos no abismo infernal. Nesse sentido, a ninguém devem o destino senão a si próprios.

Por outro lado, os que vivem com mais dedicação às coisas do Espírito, esses encontram maiores elementos de paz e felicidade no futuro. Todos os que alcançaram aproveitar a encarnação sem viciações e apegos, os que cumpriram a lei de amor, adquirem laços magnéticos menos densos aprisionando o Espírito ao corpo.  

Permitamos que o pensamento sobre a “morte” componha de forma ininterrupta e serena nossos estados mentais, reflexão sem a qual estaremos desaparelhados, ou para o regresso inevitável ou despreparados para enfrentarmos com serenidade a “morte” dos nossos entes queridos.

A revelação Espírita demonstra que “morte” física não é o aniquilamento das aspirações e anseios no bem, porém o ingresso para a existência autêntica, para a vida real. Sim! A existência física é ilusória, fugaz, transitória demais. A separação do corpo pela “morte” não é uma anomalia da natureza. Simplesmente transfere-se da dimensão física, para o ambiente espiritual.

Sobre isso, Allan Kardec nos remete a Jesus, e com o Cristo certificamos que o fenômeno da “morte” é totalmente diferente. No túmulo de Jesus não há sinal de cinzas humanas, nem pedrarias, nem mármores luxuosos com frases que indiquem ali a presença de alguém. Quando os apóstolos visitaram o sepulcro, na gloriosa manhã da “ressurreição”, não havia aí nem luto nem tristeza. Lá encontraram um mensageiro do reino espiritual que lhes afirmou: “não está aqui”.

Os séculos se dissiparam e o túmulo [de Jesus] permanece aberto e vazio, há mais de dois mil anos. Seguindo, pois, com o Cristo, através da luta de cada dia, jamais localizaremos a amargura do luto por ensejo da “morte” de pessoa amada, e sim a vida em plenitude.

 

Exibições: 215

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que apenas em setembro?

Por que apenas em setembro? 

 

O tema suicídio sempre me chamou atenção, tanto que, no ano de 2011, junto com dois amigos…

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Um tempo atrás, quando saía do centro espírita, um senhor me abordou para narrar curioso fato.

Aspas pra…

Por que ideias não espíritas são ensinadas nos centros espíritas?

Pode ser que ao ler o título deste texto você imagine que se trata de uma espécie de censura ou proibição a alguma ideia veiculada no centro espírita. Por isso, faço o convite para que prossiga na leitura, pois, adianto, não se trata de censura ou proibição de qualquer…

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO

Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa.
Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à…

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Últimas atividades

JOÃO LUIZ GARRUCINO e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
37 minutos atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog A Dor é Inevitável, o Sofrimento é Opcional de PATRIZIA GARDONA
2 horas atrás
Flavia Holanda Batista é agora um membro de RAE
18 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
18 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog A IMPOSIÇÃO DAS MÃOS PRATICADA POR JESUS de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Sandra Helena Perticarrari e Mauro jesus Nascimento agora são amigos
ontem
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI

A IMPOSIÇÃO DAS MÃOS PRATICADA POR JESUS

"Publicado em Magnetismo, Passe e EspiritismoBack to Magnetismo, Passe e Espiritismo Discussions"O evangelho contém passagens muito interessantes, que mostram, claramente, como Jesus usava a imposição das mãos para realizar curas ou para abençoar as pessoas.VEJAMOS ALGUNS EXEMPLOS:“Foram apresentados a Jesus vários meninos, para ele lhes impor as mãos e orar por eles.” “Depois de lhes impor a mãos, Jesus partiu dali” (Mateus XIX, 13 a 15).“Os meninos que foram apresentados a Jesus foram…Ver mais...
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de ELIAS VICENTE MACHADO DE SOUZA
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Fernando Melo
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Marco Antonio Hrastel Carnaz
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de DIEGO NUNES
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Sergio Rubinato Filho
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Priscila Dornelas da Costa
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de isildinha a. greggio colli
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Adriana Medeiros Alves Mattei
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de JOÃO LUIZ GARRUCINO
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de artur dias cardoso
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Inês Meneguelli Acosta
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Paulo Jorge T. Gonçalves
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o perfil de Brigitte Audrey Scoffoni
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço