Os Dependentes de Antidepressivos – por Andrei Moreira

Os Dependentes de Antidepressivos – por Andrei Moreira

É muito grande o número de pessoas viciadas em antidepressivos, ansiolíticos, bebidas e drogas pesadas. O que você poderia falar para essas pessoas?

“Toda dependência é uma busca de aplacar o vazio interior através de coisas externas. Mas esse vazio interior, que nós todos temos, só é aplacado pela presença do autoamor. O vazio é um vazio do amor, mas esse amor que nos falta não é o amor que vem do outro, é o amor que vem de dentro, é o amor que a gente pode se dar.

Então, para o tratamento e a profilaxia de qualquer processo de dependência, é importante ensinar as pessoas a se valorizarem, se respeitarem, se gostarem. A estabelecerem relações familiares honestas em que as pessoas dialoguem, conversem, estejam atentas umas às outras e partilhem suas emoções, mostrando-se, não de forma idealizada, mas de forma honesta, real, ensinando cada um a ver, em todos nós, luz e sombra, beleza e feiúra, coisas positivas e negativas. Nós precisamos aprender a acolher esses dois lados, aprendendo a transformar aquilo que não amamos em nós e a valorizar e desenvolver aquilo que há de bom, de positivo.

A depressão passa pela não aceitação da vida. Há uma mensagem subliminar no depressivo que é: “como não tenho a vida que desejo, não aceito a vida que tenho”. Há também uma mensagem da arrogância, da prepotência de acreditar que, ferindo a si mesmo, fere a própria sociedade, fere o mundo. Muitas vezes, por trás da depressão, há culpas e processos autopunitivos profundos, em virtude da ausência da humildade, em se permitir aceitar a vida como pode ser e de recomeçar quantas vezes forem necessárias para se alcançar a felicidade.

No tratamento da depressão, é importante abordar a questão do desenvolvimento da aceitação da vida, da submissão ativa a Deus. Isso significa “aceitar a vida tal como ela está, mas fazendo tudo para se buscar aquilo que se deseja”, sem abandonar o prazer de viver, sem entrar naquela tristeza patológica, aquela tristeza excessiva que se configura como estado depressivo.

Os antidepressivos são muito úteis quando bem indicados durante um certo período, mas não podem virar uma muleta, eles não são a pílula da felicidade, não podem ser a fonte que nos dão a realização íntima, que aplacam a nossa dor.

Nós temos, hoje, na nossa sociedade, uma medicalização excessiva, um uso abusivo de medicamentos, porque não aprendemos a lidar com naturalidade com as nossas emoções. O medo, a tristeza, a raiva, a alegria são emoções básicas, e nós temos que aprender a lidar com elas. Quando não lidamos de forma natural é que elas adoecem, se transformando em mágoa, em pânico, em euforia ou em depressão.

Na nossa sociedade, observamos que há um excesso de medicalização das emoções naturais. Tão logo a pessoa fica triste, já entra com um antidepressivo, um ansiolítico para que ela evite lidar com sua ansiedade ou sua tristeza.

Mas a ansiedade e a tristeza são situações naturais da vida, que até um determinado nível são muito positivas e que nos falam muito a respeito de nós mesmos. É importante que o autoconhecimento guie o processo, pra que entendamos o que está acontecendo na nossa alma e na nossa vida.

Marta Medeiros fala, de uma forma muito bela, que a tristeza é o quartinho do fundo onde a gente analisa a nossa vida. E é isso que nós temos que aprender: a estudar nossas emoções, nossas características, para retirar delas ensinamentos preciosos a respeito de nós mesmos e do outro e, com isso, nos tornarmos pessoas melhores.”

Fonte: http://www.amemg.com.br/2012/01/11/amor-perdao-cura-e-autocura-entr...

Exibições: 220

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
Palestra: "Céu e Inferno" - Guilherme Azevedo https://t.co/GNl3SIBwjQ
Twitter45 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Palestra: "Céu e Inferno" - Guilherme Azevedo https://t.co/2xS5XLsGVv
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Vencendo aflições com um novo modo de ver/Orson Carrara, José Antonio, André Sobreiro e Ary Dourado https://t.co/TkKbAuslNv
Twitter3 horas atrás · Responder · Retweet
Miriam Thomé curtiram a discussão Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei) de Amigo Espírita
3 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Nos Domínios da Ação - Evangelho na Rede com Carla Fabres https://t.co/U3npWc8KtV
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Vencendo aflições com um novo modo de ver/Orson Carrara, José Antonio, André Sobreiro e Ary Dourado https://t.co/UBEpDS1q1A
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Nos Domínios da Ação - Evangelho na Rede com Carla Fabres https://t.co/MWFkqnchjr
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Codificador do Paracleto comentou a postagem no blog Internet , redes sociais e os pseudomédiuns , ambiciosos e mistificadores (Jorge Hessen) de os pae
10 horas atrás
ARI DE SOUSA LIMA curtiram a discussão Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei) de Amigo Espírita
10 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog CUIDADO COM A OVER-DOSE! “VIVER É MELHOR QUE SONHAR" de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
11 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
A chave do Abismo - (137) Apocalipse-9:1 - Carlos Alberto Braga https://t.co/JsqOY4ymvS
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet
Silvia Mesquita comentou a postagem no blog Imaginemos de PATRIZIA GARDONA
12 horas atrás
Silvia Mesquita curtiu a postagem no blog Imaginemos de PATRIZIA GARDONA
12 horas atrás
Silvia Mesquita curtiu a postagem no blog Imaginemos de PATRIZIA GARDONA
12 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog CUIDADO COM A OVER-DOSE! “VIVER É MELHOR QUE SONHAR" de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
14 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog CUIDADO COM A OVER-DOSE! “VIVER É MELHOR QUE SONHAR" de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
15 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo respondeu à discussão Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei) de Amigo Espírita no grupo Artigos Espíritas
19 horas atrás
constancia mello de carvalho sou curtiram a discussão Faça o bem (artigo de Valci Silva) de Amigo Espírita
19 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Comparemos a Doutrina Espírita a uma grande empresa" : https://t.co/WkczVRxjlW
Twitter20 horas atrás · Responder · Retweet
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Comparemos a Doutrina Espírita a uma grande empresa de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
21 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço