por Sidney Fernandes – 1948@uol.com.br

Chico Xavier costumava dizer que a sua proteção maior vinha dos padrinhos do além. Referia-se, o grande medianeiro, aos parentes desencarnados dos pobrezinhos que ele assistia, na periferia de Uberaba.

Falava sempre:

— Os espíritos amigos daquele povo vêm todos me ajudar.

Como Chico, a todo momento encontramos essa proteção, oriunda do bem que fazemos ao semelhante e à vida. Ao invés do resgate de faltas pretéritas, a justiça divina nos oferece uma moeda alternativa à dor, pois o amor surge no momento em que praticamos a caridade.

—  O amor cobre a multidão de pecados, já dizia Pedro em sua epístola.

***

Sempre falei sobre esse assunto em minhas palestras, com a finalidade de motivar meus ouvintes à prática do bem e da verdadeira caridade contida nos pequenos gestos de carinho que oferecemos aos semelhantes que nos circundam.

Até que eu mesmo, pessoalmente, vivenciei notável experiência. Encontrava-me em Presidente Prudente, em jornada de palestras pela região, quando fui surpreendido por um telefonema. Chorando, uma de minhas filhas comunicava-me o falecimento de sua filha, minha netinha, com apenas dez dias de vida.

Todos nós passamos por momentos difíceis em nossas vidas, mas aquele instante, particularmente, foi triste e pesaroso. Recolhi-me ao quarto do hotel onde estava hospedado para orar e pedir forças ao Alto, para continuar minha jornada.

No meio da oração, em estado de semidormência, senti claramente a aproximação de uma entidade desconhecida, que se comunicou comigo dizendo:

— Não esmoreça, meu filho. Sua netinha já está sendo cuidada por nós. Prossiga seu trabalho que estamos atentos aos acontecimentos e tudo ficará sob controle.

Mentalmente, indaguei quem era aquele espírito desconhecido.

— Você não me conhece, mas eu o conheço muito bem. Sou avô da Betinha e, desde o momento em que você passou a cuidar dela e de minha família, granjeou nossa confiança e simpatia. Continue com seu trabalho que não faltará apoio a você, sua filha e sua netinha.

Betinha, Betinha…. Não me lembrava de qualquer assistida com esse nome. Terminei as palestras, voltei à minha cidade, prestei assistência à filha e me esqueci do assunto.

Tempos mais tarde, fui convidado para ser padrinho natalino de uma das crianças da creche mantida pela entidade a que pertenço. Ser padrinho é uma coisa muito especial. Você recebe uma relação de coisas a comprar, um pequeno enxoval, escreve uma cartinha para sua afilhada e, no dia marcado, entrega os presentinhos pessoalmente.

Quando fui consultar a cartinha do ano anterior, encontrei o nome da Betinha. Ela havia sido a minha afilhada no Natal passado. Fui mais longe e descobri que, sem nada saber, a família de Betinha recebia, mensalmente, uma das cestas básicas que eu patrocinava para os nossos assistidos.

Emocionado, constatei que tudo o que eu havia falado para outras pessoas, nas minhas palestras, havia acontecido comigo, com todas as letras. E o mais interessante foi saber que eu havia feito um amigo espiritual, que se autonomeou meu novo padrinho, um padrinho do além.

Como vemos, amigos leitores, quando nos dedicamos ao próximo, os seus familiares, que já se encontram na espiritualidade, simpatizam e aproximam-se de nós, agradecidos pelo bem que prestamos. A partir daí, passamos a contar com abnegados protetores, verdadeiros padrinhos do além.

Exibições: 161

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Teatro. Humor e Reflexão (*) de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
16 horas atrás
Codificador do Paracleto curtiu a postagem no blog Deus é um imenso “inexistir”? (Jorge Hessen) de os pae
17 horas atrás
Marco Antonio Serra curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
ontem
Edson Luís da Silva Macedo curtiram a página Regras de Publicação de Amigo Espírita
sábado
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"QUARENTENA. MORTE. SENTIDO DA VIDA.  Quem decidiu sobre nossa existência, sobre o seu valor? Qual o sentido do Universo e da existência humana? Que é o homem? O fato de ser portador de um diploma, de conhecimentos, leva o…"
sábado
Ícone do perfilAurora, Marco Túlio Brito e Eliana entraram em RAE
sábado
Ariel Ale Anjo curtiram a página Regras de Conduta de Amigo Espírita
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Prêmio Nobel de Química diz que medidas de isolamento podem ter custado mais vidas do que salvo.  http://www.youtube.com/watch?v=0KfxOFsWwOk"
sexta-feira
Antonio Carlos G. Sarmento curtiram o perfil de Monica lucio
29 Maio
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Com precaução ninguém morre antes da hora. (1) A autópsia das pessoas que morreram em conexão com o coronavírus tinham pelo menos uma doença anterior. Todos eles teriam morrido no decorrer deste ano.…"
28 Maio
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Medo da Morte? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Confiança em Deus. Há sempre um amanhã, diz o poeta. Você pode esperar. Um lindo amanhã há chegar. Há sempre um amanhã, pra quem vive a sofrer, não custa esperar, você vai ver. E…"
28 Maio
Nilton Cardoso Moreira comentou a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
"Muito bem colocado amigo Virgilio. Obrigado pelo comentário."
27 Maio

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço