PERSISTIR NA LUTA É PRECISO

*Enoque Alves Rodrigues

Muitas vezes nos encontramos envolvidos com problemas cuja solução nos parece impossível. Frente a tais circunstâncias ao invés de buscarmos dentro de nós as possibilidades que dispomos, fragilizamo-nos e quase sempre nos colocamos na condição de vítimas infelizes do sistema, fechando a cara, afugentando de vez todas e quaisquer alternativas que existem no manancial inesgotável de nossas potencialidades interiores que, quase sempre, ignoramos possuir.

Comportando-nos qual criança malcriada em calundu frente às pequeninas adversidades da vida abrimos nossas defesas e nos colocamos em condições vulneráveis que se tornam por obstar as mais simples possibilidades que se não mudarmos a tempo a nossa maneira de ver, agir e pensar acabarão por se transformar em barreiras intransponíveis, e ai sim é que teremos mesmo motivos para fechar a cara, espernear e reclamar da vida. Aliás, a maioria de nós não foi feita para encarar os problemas de frente sem reclamar ou, sem ao menos, procurar um culpado de costas grossas, preferencialmente, em cujo lombo, discreta e sorrateiramente, atirar parte do nosso fardo na esperança de que ele o carregue para nós e o pior, de que assim estaremos sendo espertos ao tentarmos enganar a quem nos atribuiu tal carga. Enquanto peregrinarmos por este planeta de expiações e provas que é a terra, nos comportaremos, quase sempre, como crianças grandes mal-intencionadas por que nós mesmos não nos preocupamos em nos amadurecer como adultos, retirando de cada dia as experiências nele existentes que certamente poderiam solidificar o nosso caminho tornando nossa trajetória mais prazerosa.

Toda vez que deixamos de tratar adequadamente todo e qualquer problema, empurrando-o com a barriga e fugindo covardemente da busca de sua solução, atrasamos a nossa permanência na terra. Não podemos nos esquecer de que todo e qualquer problema traz em seu bojo disfarçada e discretamente a sua própria solução.

Na gangorra da vida de crianças grandes nos contentamos e nos divertimos com a mecânica do sobe e desce como se aqui estivéssemos em veraneio ou em um parque de diversões. Ao pulamos uma etapa na vida deixamos de crescer e evoluir. Como a vida não dá saltos, assim como sabemos ser implacável a ordem natural das coisas, entramos no diapasão de darmos um passo para frente e dois para trás para retomar aquilo que pulamos ou para consertar algo que nossa imprevidência e desleixo fingiram esquecer em alguma curva do nosso passado. Soma-se a isto a agravante de que quase sempre quando retornamos para estas correções ou acertos de conta com o nosso ontem é quando estamos velhos e cansados da jornada, ou seja, exatamente quando já devíamos estar preparados para fruírmos de uma velhice amparada e de certa forma conscientes de que a qualquer momento seremos conduzidos pela morte ao mundo maior de onde viemos para que nos meçam os bônus que conseguimos adquirir na terra e nos preparem, se for o caso, para um novo reencarne.

Enquanto não levarmos a vida a sério, sem carranca ou frustrações descabidas, reencarnaremos quantas vezes se fizerem necessárias até quitarmos, um dia, com o nosso pretérito.

Não nos esqueçamos de uma coisa: a reencarnação é mesmo uma grande oportunidade que Deus concede aos espíritos que realmente necessitam deste concurso para evoluírem. Mas, que bom seria se um dia não tivéssemos mais a necessidade de reencarnar! Você já pensou nisso? Portanto, reencarnar é quando o Espírito ainda não realizou todas as suas tarefas. Dessa forma, não ter a necessidade de uma nova encarnação significa que o espírito zeloso e fiel já cumpriu com todas as suas obrigações, achando-se inteiramente quitado para com os seus débitos e totalmente livre, desimpedido e preparado para alçar voos mais longos no auxilio dos sofredores em outras paragens ou, quem sabe, aqui mesmo na terra, só que fora da condição de encarnado por que arrastar, durante toda a eternidade, essa carcaça pesada, malcheirosa e cheia de maldades para com o próximo, ninguém merece!

E tenho dito.

*Enoque Alves Rodrigues é Espírita.

Exibições: 126

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA respondeu à discussão VIROSES - Conheça a melhor terapia para vencê-las por Divaldo Franco de Amigo Espírita no grupo Joanna de Ângelis e Divaldo Franco
"“PsicoImunologia”.  Soluções Mágicas e Problemas Psicológicos https://juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=7032117"
18 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
18 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Então, chega para lá

Certa feita há muitos anos, conversávamos com uma das grandes figuras femininas do movimento espírita da cidade de São…Ver mais...
ontem
Hilton Cesar respondeu à discussão Mediunidade - dom ou castigo? de Bárbara Martins de Castro
"Médiuns somente os são, os que possuem a faculdade de sentir a influência do mundo espiritual, de forma nítida e ostensiva. O Livro dos Médiuns » Segunda parte - Das manifestações…"
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Quando o bom não é tímido pode ser reprovado, mas constrói o passado para ser lembrado com profundo respeito. Parabéns Brasílio Marcondes Machado. A tese de Machado foi apresentada no dia 29 de agosto de…"
segunda-feira
Luciano Franco Ramos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
segunda-feira
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Excelente descrição João Nodari"
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Médiuns. 171. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“Sandálias Douradas”.  Credibilidade é fundamental. Alguns médiuns ganham credibilidade, mas são infectados pelo orgulho e/ou vaidade. Fator complicador - obsessão. A entidade passa a exercer…"
sábado
Antonio Carlos G. Sarmento e Edileuza R. Rodrigues agora são amigos
sábado
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" Sincera solidariedade agrega, solidariedade forçada segrega. O humanista de boutique precisa do preconceito. É o oxigênio vital dele, diz jornalista em Hipocrisia in…"
sexta-feira
augusta curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
3 Ago
augusta curtiram o perfil de Nadia Rosangela
3 Ago

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço