“…mas é a tua Providência, ó Pai, que o pilota, pois abriste um caminho até no mar e uma rota segura entre
as ondas.” (Sabedoria, 14: 3)

Em muitos momentos de nossa vida nos assalta um sentimento pessimista que nos paralisa, impedindo-nos assim, de seguir o curso normal de nossa existência.

São às vezes, segundo o nosso ponto de vista, excessos de contrariedades que somando vão enfraquecendo-nos e diminuindo, desta feita, nossa possibilidade de
reação; fazem-nos, por um momento, seres derrotados.

Tal estado é também uma enfermidade, que se não controlada a tempo pode agravar inclusive expressando em nosso organismo físico trazendo
complicações ainda maiores.

O que fazer então diante deste fato que é real e muitas vezes vivenciado com dores só imagináveis para quem o sente?

Em primeiro lugar temos de compreender que tudo na vida obedece a uma Lei diretora que tudo coordena no Universo. Essa Lei que nada mais é do que a Vontade de
Deus, tem um caráter didático, ou seja, ensinar a criatura a
conquistar os valores essenciais da vida. Por isso, não pode ela
trazer um sofrimento excessivo que o ser não tenha condições de
suportar.

Aqui temos a primeira conclusão, quando a dor é demais, que não dá mais para agüentar, é sinal que ela está no fim, e para que ela cumpra o seu papel que
é de restabelecer o equilíbrio da criatura, é bom que persistamos
até o fim sem desanimar. Só o amor tem o poder de desativar a dor
transformando-a em alegria, através de uma compreensão superior.

Assim, é urgente que enxerguemos em tudo uma manifestação da Providência, que é sempre a sabedoria de Deus a nos guiar pelo caminho mais econômico à
felicidade. E se no passado, ela pôde abrir um caminho até no mar,
para aqueles que se mantiveram ajustados à vontade do Pai fazendo-se
submissos a Ele, o que não poderá fazer por nós também se do
mesmo modo procedermos?

Os exemplos desta verdade não são difíceis de serem vistos. Quantos não são os seres em condições inferiores à nossa, que conseguem vencer e
atingir seus objetivos mostrando a todos ser possível?

Deste modo, diante das dores e das angústias por que passamos na vida, não desanimemos. A Vontade de Deus atua sempre em nosso favor, e se ela é a Vontade
Dele, que tudo sabe, e tudo provê, até mesmo ao lírio do campo que
enfeita tendo em sua base a lama e o brejo, por que esqueceria de nós
que somos filhos diletos de Seu bondoso coração?

Não esqueçamos…

E haverá um tabernáculo para sombra contra o calor do dia, e para refúgio e esconderijo contra a tempestade e contra a chuva. (Isaías 4:6)

Exibições: 140

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de Maria Luci Sales Marques em 12 janeiro 2011 às 12:54
Crença na Providência Divina e firmeza na Fé,o que esperaremos em Deus,senão amor e cuidado por nós?paz e luz!

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

augusta curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
ontem
augusta curtiram o perfil de Nadia Rosangela
ontem
ANDREA REGINA DE SA curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Ao tentar processar o Porta dos Fundos, por retratar Jesus como um gay, igreja teve um prejuízo de R$ 82…"
sábado
Madelon Fonseca curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
sexta-feira
Joao Iudes Nodari respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"A Marlene apresentou uma realidade constatada diariamente no processo de palestras ministradas nos centros e unidades espíritas. Está-se chegando numa fase onde a ênfase oratória pergaminha atitudes emocionais e…"
sexta-feira
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Espiritismo e Evangelho

Grupo destinado a estudos do Evangelho a Luz da Doutrina EspíritaVer mais...
sexta-feira
Ligia Maria Matutino Bastos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Estudo: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"

Estudo Interativo da Série: "Amor e Sabedoria de Emmanuel"Áudios  e vídeos da Sala de Conferência Estudando EspiritismoAo vivo semanalmente as 20h00 pelo link…Ver mais...
sexta-feira
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Marlene, Grato pelo seu comentário. Deus a abençoes . Precisando de qualquer informação estamos a disposição.."
sexta-feira
MARIO FONTES curtiram o perfil de Marlene Matias da Silva
sexta-feira
Raimundo Luís Godinho Costa entrou no grupo de Acacia Maria Picoli
Miniatura

Meimei - Espirito de Luz

Grupo criado com o objetivo de divulgar as lindas mensagens e preces de MeimeiVer mais...
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
sexta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço