Quem tem medo de “fantasmas”? (Jorge Hessen)

Jorge Hessen

jorgehessen@gmail.com 

Brasília/DF

 

O temor de “fantasmas” é uma atitude ingênua causada pela ausência de conhecimento a respeito da natureza etérea dos “mortos”. Sobre as suas aparições são mais frequentes do que se pensa e muitos creem que a preferência dos Espíritos [“fantasmas”] é pelos ambientes escuros, mas isso é um mito e um engano. Ocorre, simplesmente, que a substância vaporosa dos períspiritos dos “fantasmas” é mais perceptível no escuro, tal como ocorre com as estrelas que só podem ser visualizadas à noite. A claridade do dia, por exemplo,  ofusca a essência sutil que constituem os corpos dos “mortos”. Isto porque os tecidos perispirituais são compostos de energia semelhante à luz , portanto, o perispírito dos “fantasmas” não é, digamos, fosco, ao contrário, é dotado de grande diafaneidade para ser perceptível  a olho nu, durante o dia.

O perispírito, no seu estado normal, é invisível; mas, como é formado de substância etérea, o Espírito, em certos casos, pode, vontade própria, fazê-lo passar por uma modificação molecular que o torna momentaneamente visível. É assim que se produzem as aparições, que não se dão, do mesmo modo que outros fenômenos, fora das leis da Natureza. Conforme o grau de condensação do fluido perispiritual, a aparição é às vezes vaga e vaporosa; de outra, mais nitidamente definida; em outras, enfim, com todas as aparências da matéria tangível. Pode mesmo chegar à tangibilidade real, ao ponto do observador se enganar com relação à natureza do ser que tem diante de si. [1]

A pesquisadora Elizabeth Tucker, da Universidade Estadual de Binghamton, em Nova York, apresenta diversos relatos de aparições [Espíritos] em campus universitário. Conta-se que os fantasmas revelam o lado sombrio da ética. Suas aparições são muitas vezes um lembrete de que a ética e a moral transcendem nossas vidas e que deslizes podem resultar em um pesado fardo espiritual. No entanto, as histórias de fantasmas também trazem esperança. Ao sugerir a existência de uma vida após a morte, elas oferecem uma chance de estar em contato com aqueles que já morreram e, portanto, uma oportunidade de redenção - uma forma de reparar erros do passado.[2]

A crença nos “fantasmas” é comum, pois baseia-se na percepção que temos na existência e sobrevivência dos Espíritos e na possibilidade de comunicar-se com eles. Deste modo, todo Ser espiritual que manifesta a sua presença sob várias circunstâncias é um Espírito que no senso comum é chamado de “fantasma”. Comumente, pelo conhecimento vulgar, são imaginados sob uma aparência fúnebre, vindo de preferência à noite, e sobretudo nas noites mais sombrias, em horas fatais, em lugares sinistros, cobertos de lençóis ou bizarramente cobertos. Todavia, os tais “fantasmas” assustadores , longe de serem atemorizantes, são, comumente, parentes ou amigos que se apresentam por simpatia, entretanto podem ser Espíritos infelizes que eventualmente são assistidos; “algumas vezes, são farsantes do mundo Espírita que se divertem às nossas custas e se riem do medo que causam; Mas supondo-se mesmo que seja um mau Espírito, que mal poderia ele fazer, e não se teria cem vezes mais a temer de um bandido vivo que de um bandido morto e tornado Espírito!”[3] 

Todos que vemos um “fantasma” podemos conversar com ele, e é o que se deve fazer nesse caso, podendo perguntar-lhe quem é, o que deseja e o que se pode fazer por ele. Se o Espírito for infeliz e sofredor, o testemunho de comiseração o aliviará. Se for um Espírito bondoso, pode acontecer que traga a intenção de dar bons conselhos. Tais  Espíritos [“fantasmas”] poderão responder, muitas vezes verbalizando mesmo, porém na maioria das vezes o fazem por transmissão de pensamentos.” [4]

Os “fantasmas” afáveis, quando surgem, têm intenções elevadas ou, no mínimo para confortarem pessoas queridas que padecem com a desencarnação de entes queridos e ou com a dúvida sobre a continuação da vida post-mortem; oferecerem sugestões ou, ainda, solicitarem auxílio para si mesmos, “o que pode ser feito através de orações e boas ações, no sentido de corrigir ou compensar as transgressões do morto. Mas os espíritos perversos também aparecem e estes, sim, têm o intuito de "assombrar" os encarnados movidos por sentimentos negativos.” [5]

Os “fantasmas” , aliás, estão por toda parte e não temos a necessidade de vê-los para saber que podem estar ao nosso lado. “O Espírito [“fantasma”]que queira causar perturbação pode fazê-lo, e até com mais penhor, sem ser visto. Ele não é perigoso por ser Espírito [“fantasma”], mas pela influência que pode exercer em nosso pensamento, desviando-nos do bem e impelindo-nos ao mal. [6]

Em resumo, não é lógico assustar-nos mesmo diante da “assombração de um morto”.  Se raciocinarmos com calma compreenderemos que um “fantasma”, qualquer que seja, é menos perigoso do que certos espíritos encarnados que existem à sombra das leis humanas (marginais).

 

Referências bibliográficas:

 

[1]       KARDEC , Allan. O Livro dos Médiuns, II parte “das manifestações espíritas” capitulo VI “manifestações visuais”, RJ: Ed FEB 2000

[2]      Disponível em https://www.bbc.com/portuguese/vert-fut-46515221   acessado em 25/12/2018.

[3]       KARDEC, Allan . Revista Espírita, julho de 1860, DF: Ed Edicel, 2002

[4]       KARDEC , Allan. O Livro dos Médiuns , II parte “das manifestações espíritas” capitulo VI “manifestações visuais”, RJ: Ed FEB 2000

[5]       KARDEC, Allan . Revista Espírita, julho de 1860, DF: Ed Edicel, 2002

[6]       KARDEC , Allan. O Livro dos Médiuns , II parte “das manifestações espíritas” capitulo VI “manifestações visuais”, RJ: Ed FEB 2000

Exibições: 120

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Chico Xavier - O servidor

Compartilhamos com os amigos da RAE este belo artigo.

Sds



Atribuem a Mark Twain a citação da seguinte frase: “Não gosto de elogios.
Nunca acho que falaram o…

O custo do abandono emocional (Jane Maiolo)

O custo do abandono emocional 

 

  

 

“Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia”.…

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei)

Vaidade ou inveja?

Vladimir Alexei

Belo Horizonte das Minas Gerais,

15 de fevereiro de…

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
Parábola do Semeador - Rafael Papa (Lançamento Livro Parábolas de Jesus à Luz da Doutrina Espírita) assista pelo y… https://t.co/o5TOlLxZM1
Twitter21 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
45º Estudo Impermanência e Imortalidade /cap.17 - Conquistas internas 2ª parte - Mauro M Guimarães assista pelo y… https://t.co/0EsNYMikju
Twitter21 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
45º Estudo Impermanência e Imortalidade /cap.17 - Conquistas internas 2ª parte - Mauro M Guimarães assista pelo y… https://t.co/pIc3APzwsD
Twitter23 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Parábola do Semeador - Rafael Papa (Lançamento Livro Parábolas de Jesus à Luz da Doutrina Espírita) assista pelo y… https://t.co/lMC9x8mBBp
Twitter23 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
45º Estudo Impermanência e Imortalidade /cap.17 - Conquistas internas 2ª parte - Mauro M Guimarães assista pelo y… https://t.co/VeRjbvbfQO
Twitter26 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Parábola do Semeador - Rafael Papa (Lançamento Livro Parábolas de Jesus à Luz da Doutrina Espírita) assista pelo y… https://t.co/Xdb1GZ2fPg
Twitter26 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Cristo Consolador - Suênya Freire assista pelo youtube https://t.co/7QQBqwii3d https://t.co/anVomge5hF
Twitter27 minutos atrás · Responder · Retweet
Virgilio Augusto Esteves curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
1 hora atrás
Virgilio Augusto Esteves curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
1 hora atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão SUGADORES DE ENERGIA de Amigo Espírita
"1 - Não escolhemos ser tão profundamente ignorantes. Isso foi consequência da opção pelo egoísmo e não uma escolha direta. 2 - A perfeita sabedoria jamais cria a ignorância. Somente um grande…"
1 hora atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"O Ego."
1 hora atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão "QUANDO NÃO APRENDE ATRAVÉS DO AMOR, APRENDE-SE ATRAVÉS DA DOR" de rosyres mendes
"De jeito nenhum."
1 hora atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão DEVE-SE PUBLICAR TUDO? E DIVULGAR TUDO QUE SE PUBLICA? de Amigo Espírita
"1 - Erra porque é livre, caso não fosse não erraria. 2 - Não é livre de quê e sim para quê. Não distorça o sentido. 3 - Examente por isso...Por se tornar egoísta."
1 hora atrás
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Nasa estuda a aura de Chico Xavier.(LENDA URBANA) de Francisco Amado
"Não."
2 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Nasa estuda a aura de Chico Xavier.(LENDA URBANA) de Francisco Amado
"E logo, sendo, segundo vc  concordou com um "sim", sendo Deus o construtor das desigualdades entre os homens, é ele o responsável pelas misérias e farturas, pelas alegrias e tristezas, pelos pensamentos,…"
2 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão DEVE-SE PUBLICAR TUDO? E DIVULGAR TUDO QUE SE PUBLICA? de Amigo Espírita
"Mas, se o ego, segundo o amigo, é livre, porq erra tanto? Ele é livre de quê, da sabedoria ou da ignorância? Pelo que o mundo nos mostra, o ego está algemado a ignorância, pois é ele q nos faz errar!"
2 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão "QUANDO NÃO APRENDE ATRAVÉS DO AMOR, APRENDE-SE ATRAVÉS DA DOR" de rosyres mendes
"Então, para o amigo, Paulo errou em seus ensinamentos!"
2 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Cientistas comprovam reencarnação (?) de carlos alberto freire de souza
"Se o espírito não era ignorante, o q o fez se precipitar numa queda q o levou a misérias, tragédias e desgraças e, consequentemente, a sofrer tanto e tão desesperadamente, q milhões se suicidam devido…"
2 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
O Grão de Mostarda - Adriana Sarmento assista pelo youtube https://t.co/9Fl0Zpajhz https://t.co/IWLXhO6Tzl
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
O Livro dos Espíritos - Adauri Soprani assista no youtube https://t.co/MEfqHWZ2oz https://t.co/XkN3y08BOe
Twitter4 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço