RESPONSABILIDADE ESPIRITUAL E SOCIAL NAS EMPRESAS

Victor Manuel Pereira de Passos

 

 

 

 AJUDA-TE A TI MESMO, QUE O CÉU TE AJUDARÁ

 

1. Pedi e se vos dará; buscai e achareis; batei à porta e se vos abrirá; porquanto, quem pede recebe e quem procura acha e, àquele que bata à porta, abrir-se-á. Qual o homem, dentre vós, que dá uma pedra ao filho que lhe pede pão? - Ou, se pedir um peixe, dar-lhe-á uma serpente? - Ora, se, sendo maus como sois, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, não é lógico que, com mais forte razão, vosso Pai que está nos céus dê os bens verdadeiros aos que lhos pedirem? (S. MATEUS, cap. VII, vv. 7 a 11.)

 

2. Do ponto de vista terreno, a máxima: Buscai e achareis é análoga a esta outra: Ajuda-te a ti mesmo, que o céu te ajudará. É o princípio da lei do trabalho e, por conseguinte, da lei do progresso, porquanto o progresso é filho do trabalho, visto que este põe em acção as forças da inteligência.

 

Na infância da Humanidade, o homem só aplica a inteligência à procura do alimento, dos meios de se preservar das intempéries e de se defender dos seus inimigos. Deus, porém, lhe deu, a mais do que outorgou ao animal, o desejo incessante do melhor, e é esse desejo que o impele à pesquisa dos meios de melhorar a sua posição, que o leva às descobertas, às invenções, ao aperfeiçoamento da Ciência, porquanto é a Ciência que lhe proporciona o que lhe falta. Pelas suas pesquisas, a inteligência se lhe engrandece, o moral se lhe depura. As necessidades do corpo sucedem as do espírito: depois do alimento material, precisa ele do alimento espiritual. E assim que o homem passa da selvajaria à civilização. [Vede: Evangelho segundo O Espiritismo, cap. IV, nº. 17.] (ESE, cap. XXV, itens 1 e 2).

 

Meus companheiros, quando falamos em conceito de Responsabilidade Espiritual e Social nas Empresas, temos que abraçar “BUSCAI E ACHAREIS”, afim de podermos entender que o acaso não existe e toda a circunstância tem em si um aprendizado, por muito que nos custe, em todas as sinuosidades da envolvência dos valores materiais com os do Ser Integral, porque a vida activa está estigmatizada pela diferença de individualidades, de conhecimento ou seja de evolução moral, espiritual e intelectual.

 

Não podemos de maneira alguma separar o trigo do joio, as carências, e os excessos contrastam com a benquerença e maledicência, haverá sempre um caminho de encontros e desencontros, mas sempre no sentido global, de que todos somos espíritos em evolução , com maior ou menor dificuldade, e ninguém saí ilibado da falta no avolumar daquilo que chamamos um universo corrupto de valores.

 

A Globalização o demonstra, os excessos mediatizados por ambição, estão a receber a resposta secular, que por inerência trazem, muita das diferenças existentes nas valências da vida quotidiana, fazendo com que uns cresçam, porém outros matizados pela sofreguidão e falta de ética Mundial passam miséria.  Claro que me dizem logo, mas isso é parte da provação, exacto, mas nós não nos podemos afastar das realidades efémeras, de que somos parte da Humanidade e que contribuímos para que tudo se processe ao jeito do deixa andar… em todas as vertentes e terminologias cientificas, o  interesse maior recai sobre o lucro fácil, nem que com isso se amofine o próximo, se desampare o desesperado, porque na realidade na viragem secular nos vemos a rumar por mudanças cada vez mais drásticas, e elas já não advém somente das intempéries purgatórias, mas também a nível politico-social-economico, todos os dias vemos empresas fechando, o desemprego aumentando, a revolta reflectindo  corações magoados pela necessidade, daí aumentar a violência, o desvio ético-social, a retracção de honra e essa mesma está ao alcance visionária de todos, senão vejam a recessão económica que aí está presente, os abusos e desrespeito daqueles que tomaram o condão da Governação Mundial, por heresia de conceitos, os conflitos político - religiosos, ineficácia e má gestão dos valores naturais, as invasões, a deficiente planificação agrícola e o uso e abuso da “diplomacia dos alimentos”, a proliferação de gastos desmedidos com armamento, quando a prioridade seria restabelecer o equilíbrio macroeconómico, de forma a que se reposiciona-se uma distribuição mais consentânea com o bom senso e igualdade.

 

Ainda existem cerca de 196 Países que permitem abusos dos direitos humanos, ora torna-se necessário que se faça uma reflexão daquilo que moralmente e intelectualmente, vai nas mentes dos espíritos em busca de evolução!

 

Estaremos a regredir moralmente?! Qual afinal o problema que retêm os Povos e os seus governantes, todos temos que equacionar, mas penso não estar longe do afastamento real dos valores espirituais, por troca com a ambição dos materiais… O trabalho segundo o Livro dos Espíritos“constitui uma necessidade e a civilização obriga o homem a trabalhar mais, porque lhe aumenta as necessidades e gozos” (L.E. 679), toda a ocupação é útil, sem trabalho seria o caos, “ora o mesmo serve para conservação e desenvolvimento da faculdade de pensar” (L.E. 677) sem isso o homem não evoluiria, porque o esforço de redenção moral e intelectual, é atipicamente individual afim de estar em equilíbrio, ou seja o progresso anda de mão dada com o trabalho.

 

O desgaste empresarial, o fatalismo devorador das Famílias está aí presente, basta olhar para as noticias dos Midia diárias, urge fazermos algo e o Espiritismo tem uma mão importante nessa caminhada do desenvolvimento, porque não chega tomar medidas organizativas, boas orientações morais, escrever belas mensagens, fazer palestras enriquecedoras da divulgação espírita, é necessário que a mensagem saía para a acção e claro que nós sejamos o exemplo daquilo que irradiamos na envolvência diária, ora as competências são individuais e no âmbito da responsabilidade empresarial, temos que “dar a César o que é de César”, de que temos de ser avaliados pelo esforço inerente na busca pelas riquezas da alma e não dos bens materiais, no entanto faz-se dever saber, que no compilo das funções realizáveis quer como funcionários ou gestores, cada ser detêm seu livre-arbítrio e muito do sucesso passa pelo respeito e sentido de responsabilidade no uso das capacidades intelectuais que nos são adjuvantes e da forma como respeitamos os valores dos outros, a humildade e justiça são factor essencial, e quando munidos desse sentido de homem integral, poderemos restabelecer o equilíbrio, criar novas oportunidades e vivenciar a essência da solidariedade constante, em todas as vertentes sócio--económicas e mostrando que existe mais ganhos sendo um ser ativo, competitivo e moralizado do que o inverso.

 

O Espiritismo na sua expansão tem que ser mais expressivo e receptivo de todas as vertentes filosóficas, alertar para o orar e vigiar constante e assimilar a necessidade de olhar para o Universo das ingerências negativas como oportunidades de crescimento, se tudo fosse fácil, nada teria grandeza, nem aprendizado, o homem seria sempre um diamante em bruto, por isso a importância de recolher essas experiências, não podemos afastar o próximo da romagem à evolução , porque sem esse sentido como poderemos encaixar a necessidade de mudança  moral, retenham-se as distancias das barreiras etno-religiosas, mas aproximem-se os valores da vida pelo amor entre os homens, porque a filosofia do bem a isso apela em todas as suas alocuções.

 

O trabalho e a oração constituem a mais poderosa protecção contra o mal, uma vez uma vez que possibilitam ao Espírito, corrigir imperfeições e disciplinar a vontade.

 

Quando soubermos fazer a gestão de nós mesmos, a Humanidade também saberá fazer o gerencionamento condigno baseado no sentido do progresso mas contido nos valores de respeito mutuo e do bom senso, equilibrando as individualidades em crescendo, tenho fé ,logo acredito que o Pai tudo nos oferece, basta que façamos de nossa parte…

 

"Trabalhai não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará." (João: 6-27)

 

No Livro dos Espíritos, na questão 678, da Lei de Trabalho, é bem explicito o que os Espíritos Superiores nos ensinam;“A natureza do trabalho é relativa à natureza das necessidades; quanto menos necessidades materiais, menos  material é o trabalho. Mas não julgueis, por isso, que o homem permanece inativo e inútil; a ociosidade seria um suplício, em vez de ser um benefício.”

 

O trabalho é uma dádiva, que além de nos testar as capacidades organizacionais, materiais, vai muito para além do simples ganho monetário, através dele podemos equacionar até onde chegam nossas tentações, a nossa  subsistência pela humildade e respeito pelos outros.

 

Se não nos apegássemos ao trabalho seriamos consumidos pela inércia e estaríamos completamente atrofiados em todos órgãos físicos.

 

Em o Livro dos Espíritos, item 676. Por que o trabalho é imposto ao homem?

— É uma consequência da sua natureza corpórea. É uma expiação e ao mesmo tempo um meio de aperfeiçoar a sua inteligência. Sem o trabalho o homem permaneceria na infância intelectual; eis porque ele deve a sua alimentação, a sua segurança e o seu bem-estar ao seu trabalho e à sua atividade. Ao que é de físico franzino Deus concebeu a inteligência para o compensar; mas há sempre trabalho.

 

Meus irmãos é com este contexto que nós podemos ir ao encontro do sucesso, fazendo bom uso da responsabilidade, dos valores arbitrais da vida, de forma a que possamos sempre pelo equilíbrio das coisas, crescer pela humildade e amor, este o caminho do sucesso.

 

* * *

 

 

Exibições: 258

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de elza Barbosa em 31 outubro 2011 às 22:38
Gostei.

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

Amilton Gomes de Souza e ISA SOARES agora são amigos
segunda-feira
ISA SOARES entrou no grupo de Ari Carrasco Silveira
Miniatura

Reforma Intima

"CONHECE-TE A TI MESMO"Textos de reflexão para a reforma íntimaVer mais...
domingo
ISA SOARES entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Mensagens de Reflexão

Mensagens, frases e pensamentos para reflexão iluminando nossas vidas.
domingo
ISA SOARES entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Espiritismo e Evangelho

Grupo destinado a estudos do Evangelho a Luz da Doutrina EspíritaVer mais...
domingo
Ori Pombal Franco curtiram o evento Votação para escolha do Projeto Médicos do Bem no Prêmio Euro de Marcílio Dias Henriques
sexta-feira
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
sexta-feira
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog Não temos para onde fugir de Nilton Cardoso Moreira
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"DEPOIS DA MORTE Em 1965, Yvonne Pereira diz que “o Evangelho é imortal, uma vez que sempre existirão cérebros e corações necessitados de renovação." Ela fala também sobre “uma…"
7 Jul
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
6 Jul
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
6 Jul
Helena Padilha de Meneses curtiram o perfil de Helena Padilha de Meneses
6 Jul
Ícone do perfilNilton Cardoso deu um presente para José Ricardo Fernandes
4 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço