A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e close-up

Na extensa fila de recém-desencarnados, à espera de uma definição quanto ao seu futuro, dois Espíritos conversavam sobre suas experiências.
-Fui casado, deixei esposa e dois filhos.
-Interessante, eu também.
-Tive câncer no estômago.
-É muita coincidência. Foi o mal que me matou.
-Então sabe como é sofrido esse final de existência.
-Nem me fale!
-Lutei por três anos contra a doença, submetendo-me a tratamentos diversos.
-Sei bem o que é isso. Também penei por três anos.
-Desencarnei relativamente novo, com apenas 63 anos.
-Parece brincadeira! É o cúmulo da coincidência, porquanto também estou retornando nessa idade.
-Incrível! Duas biografias idênticas!
-Verdade. Não sei para onde vamos, mas certamente estagiaremos, no mesmo lugar, que há de ser bom. Jesus ensinava que os sofredores estão destinados ao céu.
-Deus o ouça!
A fila andou. Viram-se os gêmeos nas dores, diante de São Pedro, na portaria do Além.
Após examinar detidamente a ficha do primeiro, o porteiro celeste o convidou a tomar o elevador sideral e subir para o Céu.
O segundo, animado, preparou-se para idêntico destino.
Para sua surpresa o santo determinou:
-O elevador irá para baixo, levando-o ao purgatório.
O condenado logo reclamou:
-Creio haver um engano. Meu companheiro tem ficha absolutamente idêntica à minha. Sofreu o mesmo que eu e foi para o Céu.
São Pedro, imperturbável informou:
-Sim, mas há um detalhe. Ele nunca reclamou.


Esta pequena alegoria ilustra a afirmativa do Espírito Lacordaire, no cap. V, item 18, de O Evangelho segundo o Espiritismo:

“Quando Cristo disse: “Bem-aventurados os aflitos, porque deles é o Reino dos Céus”, não se referia aos sofredores em geral, porque todos os que estão neste mundo sofrem, quer estejam num trono ou na miséria, mas ah!, poucos sofrem bem, poucos compreendem que somente as provas bem suportadas podem conduzir ao Reino de Deus...”

O mentor espiritual está dizendo com todas as letras que não basta sofrer para habilitar-se a futuro feliz. É preciso sofrer com “finesse”, sem murmúrios, sem queixas, sem revolta nem desespero. Imaginemos o paciente revoltado, neurótico, conturbando o relacionamento familiar, criando confusão, e teremos uma idéia sobre o assunto. Não está resgatando dívidas. Apenas as amplia, infernizando os familiares. Há enfermidades que guardam função de “depurativos da alma”, servem de válvulas de escoamento de impurezas espirituais. Põem para fora os desajustes que provocamos com comprometimentos morais em existências anteriores. Para que nos recuperemos sem delongas, é fundamental evitarmos sentimentos negativos, expressões de revolta e inconformação, que recrudesce o mal sem reduzir o desajuste. Geram dores que não redimem. Apenas prolongam nossos padecimentos.

_______________________
Fonte: GRUPO DE ESTUDO ALLAN KARDEC

Exibições: 210

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Por que apenas em setembro?

Por que apenas em setembro? 

 

O tema suicídio sempre me chamou atenção, tanto que, no ano de 2011, junto com dois amigos…

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação.

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Um tempo atrás, quando saía do centro espírita, um senhor me abordou para narrar curioso fato.

Aspas pra…

Por que ideias não espíritas são ensinadas nos centros espíritas?

Pode ser que ao ler o título deste texto você imagine que se trata de uma espécie de censura ou proibição a alguma ideia veiculada no centro espírita. Por isso, faço o convite para que prossiga na leitura, pois, adianto, não se trata de censura ou proibição de qualquer…

Ridículo silêncio

                                                             RIDÍCULO SILÊNCIO

Há muitas espécies de provação para a dignidade pessoal e numerosos gêneros de defesa.
Há feridas que atingem a honorabilidade de família, golpes que vibram sobre a realização individual, calúnias que envolvem o nome, acusações gratuitas, comentários desairosos à…

É sempre tempo de receber visitas (por Jane Maiolo)

É sempre tempo de receber visitas

Por Jane Maiolo

Pois, se nem ainda podeis as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” (1) Lucas 12:26

 …

Últimas atividades

Amanda Balbino Souza curtiram o perfil de Nadia Rosangela
1 hora atrás
Amanda Balbino Souza curtiram o perfil de Amanda Balbino Souza
1 hora atrás
Amanda Balbino Souza curtiu a postagem no blog Culpa e consciência (Jorge Hessen) de os pae
1 hora atrás
FRANCIELE FINCK compartilhou o post do blog de Liudmila Carla Pinheiro em Facebook
3 horas atrás
FRANCIELE FINCK curtiu a postagem no blog Você sabe o que é:ELEMENTAIS? de Liudmila Carla Pinheiro
3 horas atrás
Douglas Alves Moreira curtiram a discussão FUNÇÃO DO DOUTRINADOR de Amigo Espírita
6 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog ENCONTRAMOS EXPLICAÇÕES de Nilton Cardoso Moreira
8 horas atrás
Amauri A. L. Silva curtiu a postagem no blog Postura Altamente Humanitária – Orson Peter Carrara de PATRIZIA GARDONA
8 horas atrás
os pae curtiu a postagem no blog Implicações da culpa (Jorge Hessen) de os pae
20 horas atrás
os pae compartilhou o post do blog deles em Facebook
20 horas atrás
Jacimara Vieira dos Santos curtiram a discussão Espíritos de pessoas vivas: uma história de reconciliação. de Wellington Balbo
23 horas atrás
Jacimara Vieira dos Santos curtiu a postagem no blog O MAU HUMOR MATINAL de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
23 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram o evento “O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Carlos Pretti - SCEE curtiram o evento “O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Posts no blog por Nilton Cardoso Moreira

ENCONTRAMOS EXPLICAÇÕES

           É comum para todos os eventos que acontecem em nossa vida querermos achar explicações. É da natureza humana o ato investigativo, pois que todos nós temos anseios de querer saber o motivo pelo qual determinado fato aconteceu, mesmo que o evento tenha sido com outra pessoa.           Existem situações na vida que embora procuremos esclarecimentos a respeito, não…Ver mais...
ontem
os pae curtiu a postagem no blog Implicações da culpa (Jorge Hessen) de os pae
ontem
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Postura Altamente Humanitária – Orson Peter Carrara

Toda cidade tem seu vulto histórico de destaque ou vários, a depender de sua história e origens no tempo. É comum que todos recordemos fatos da infância ou ainda que não tenhamos tido contato direto, até por questão cronológica, mas tenhamos conhecimento das ações e legado deixado por esses homens e mulheres que marcaram época, projetando suas ações no futuro.Vim de…Ver mais...
sexta-feira
O evento de Carlos Pretti - SCEE foi destacado
Miniatura

“O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

22 setembro 2019 de 9 a 10:15
“O Talento Perdido!”, este será o tema da palestra do fotógrafo, pesquisador e orador espírita Rafael Brocco, de Colatina-ES, no próximo domingo 22 de setembro de 2019, de 09 às 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Rafael é um jovem talento da oratória espírita aqui de Colatina. Ele é evangelizador de juventude, estudante e trabalhador na área da…Ver mais...
sexta-feira
Carlos Pretti - SCEE postou um evento
Miniatura

“O Talento Perdido!”, com Rafael Brocco em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

22 setembro 2019 de 9 a 10:15
“O Talento Perdido!”, este será o tema da palestra do fotógrafo, pesquisador e orador espírita Rafael Brocco, de Colatina-ES, no próximo domingo 22 de setembro de 2019, de 09 às 10h. da manhã, na Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas. Rafael é um jovem talento da oratória espírita aqui de Colatina. Ele é evangelizador de juventude, estudante e trabalhador na área da…Ver mais...
sexta-feira
Posts no blog por os pae

Implicações da culpa (Jorge Hessen)

Jorge Hessenjorgehessen@gmail.comBrasília-DFMuitas crianças são induzidas a agir de forma sempre “correta”, conforme o padrão do seu meio ambiente, dos valores éticos, das pressões existentes. Quando a criança é obrigada a fazer as coisas dessa ou daquela maneira, todas as vezes que faz de forma diferente desenvolve a culpa. A…Ver mais...
sexta-feira

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço