REDE AMIGO ESPÍRITA

Divulgando, Instruindo e Unificando!!!

“Sim” ou “não”, eis a questão: (Jorge Hessen)

Jorge Hessen

jorgehessen@gmail.com

 

Na Tailândia não se costuma dizer “não”. Isso é evidente até mesmo nas palavras mais simples: "sim" é chai e o mais próximo a "não" que existe em tailandês é mai chai - que pode ser traduzido como "não-sim". Com uma cultura voltada para o coletivo, os tailandeses são ensinados a se preocupar mais com o grupo em vez de si próprios. É uma sociedade altamente conservadora e tradicional, com uma tradição onde demonstrar prazer e emoção é controlada por normas sociais restritas. “Um tailandês sempre vai dizer ‘sim’ porque a etiqueta social vai determinar que ele o faça." [1]

Do mesmo modo, aqui no ocidente, alimentamos o falso conceito que quem é bom nunca diz “não”. Contudo, a negativa salutar jamais perturba. O que despedaça é o tom contundente no qual é vazado o “não”!. Proferir o “sim” ou dizer o “não” exige análise reflexiva e não deve nascer de um impulso ou estado de ânimo alterado ou inerte. É evidente que "tanto quanto o ‘sim’ deve ser pronunciado sem incenso bajulatório, o ‘não’ deve ser dito sem aspereza".[2]

Há dois mil anos Jesus nos ensinou, "seja o vosso falar: sim, sim; não, não".[3] Tal princípio está contido em O Sermão do Monte, que constitui a base do código de ética do Evangelho. Sobre isso, adverte-nos Emmanuel - “o sim’ pode ser aprazível em muitas circunstâncias, entretanto, o ‘não’, em alguns setores da luta humana, é mais construtivo".[4]

Consentir que os outros decidam por nós, é atitude de subserviência, não é humildade e muito menos tolerância e nem brandura. Notemos que a nossa vontade é tão importante quanto a vontade do nosso semelhante; ora, os nossos anseios, sonhos e emoções têm o mesmo valor das outras pessoas. Não admitamos que determinem nossas aspirações, nossas ideias, nossas convicções religiosas, nossas rotinas, nossos modos de ser. Se não agirmos com coragem seremos domados na vontade, e o que é pior, seremos reprimidos nos próprios pensamentos.

Sem ferirmos o próximo, e isso é mais do que óbvio, é imprescindível dizer o “não”, precisamos ter o traquejo para dizer o “não” sempre que a situação nos convide a fazê-lo. Até porque, é impossível agradarmos as pessoas a todo instante. Cedermos aos desejos e vontades dos outros pode ser a forma mais fácil de relaxarmos o empenho de busca das nossas intransferíveis necessidades de crescimento espiritual. Em certas ocasiões quando dizemos “sim” para os outros, pagamos um preço elevado por isso.

Nem sempre precisamos infligir nossa vontade, contudo, não podemos deixar que os outros se imponham sobre nós. Não é ajuizado dizer “sim” quando devemos dizer “não”. Porém, por que, às vezes, quando temos que impor o “não” cedemos ao “sim”? Cada vez que contemporizamos com o “sim” quando a situação exige o “não”, estamos nos definhando na autoridade moral, nos desmerecendo, estamos, enfim, dando mais importância aos outros do que a nós mesmos.

Na presunção de não magoarmos os outros, muitas vezes nos justificamos em demasia, como se estivéssemos rogando perdão por não podermos acorrer. Não carecemos de fazer isso! Não temos nenhuma necessidade de nos explicar em demasia e muito menos pedir desculpas pela nossa opção de negativa.

Ora se não estamos fazendo nada de censurável ao priorizarmos outros compromissos, não precisamos ficar explicando ou detalhando quais são essas prioridades. Em determinadas circunstâncias as nossas opções por fazer, ou deixar de fazer algo ou alguma coisa é uma questão de autoconsciência, portando não é da jurisdição de mais ninguém.

Aprendamos a dizer “não”. ou seja, se não desejamos tal ou qual coisa, digamos “não”, se não concordamos com tal ou qual situação pronunciemos “não’, se não almejamos compartilhar, falar, adquirir algo, tão-somente digamos “não”.

O bom senso nos sussurra que falarmos “não” estamos apenas dando uma resposta negativa e isso não é insulto. Mas, cabe aqui uma dica cristã - que os nossos “nãos” sejam proferidos sem rompantes e nem severidades e ponto final.

Referencias bibliográficas:

[1]        Disponível em http://www.bbc.com/portuguese/vert-tra-39450642 acessado em 01/08/2017

[2]        XAVIER, Francisco Cândido. Pão Nosso, ditado pelo Espírito Emmanuel, Cap. "O ‘não’ e a luta", RJ: Ed FEB, 1977

[3]        Mateus 5, 37

[4]        XAVIER, Francisco Cândido. Pão Nosso, ditado pelo Espírito Emmanuel, Cap. "O ‘não’ e a luta", RJ: Ed FEB, 1977

Exibições: 172

Comentar

Você precisa ser um membro de REDE AMIGO ESPÍRITA para adicionar comentários!

Entrar em REDE AMIGO ESPÍRITA

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfilAna Isaura Diogenes Câmara Albuq, Michel, CLAUDIO WICHR e mais 5 pessoas entraram em REDE AMIGO ESPÍRITA
17 minutos atrás
João Carlos dos Reis de Souza respondeu à discussão Questão 124 de "O Livro dos Espíritos" de Marco Túlio Ferreira Silva
18 minutos atrás
os pae curtiram o perfil de Josue Oliveira
48 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/LZTQaxDJqM
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ieslen curtiram a discussão Eu, espírito transformador (Por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
4 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram a discussão Eu, espírito transformador (Por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
10 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/ir8IxyjSxy - Mil Nadas ... Que acabam por ferir... - 28º
Twitter10 horas atrás · Responder · Retweet
Diovani Souza curtiu a postagem no blog QUEM FOI O ESPÍRITO DE DOM PEDRO II? de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
10 horas atrás
Vivi curtiu a postagem no blog QUEM FOI O ESPÍRITO DE DOM PEDRO II? de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
12 horas atrás
ADRIANA VIEIRA MARTINS está participando do evento de Amigo Espírita
Miniatura

6º Congresso Espírita de Mato Grosso em Hotel Fazdeda Mato Grosso

17 agosto 2017 às 20 a 20 agosto 2017 às 14
13 horas atrás
Antonio Carlos Navarro curtiu o vídeo de Amigo Espírita
13 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/vIDoChhg71
Twitter13 horas atrás · Responder · Retweet
Edilza de Castro Silva compartilhou o grupo de Ari Carrasco Silveira em Facebook
14 horas atrás
Edilza de Castro Silva curtiram o evento Reforma Intima de Ari Carrasco Silveira
14 horas atrás
Antonio Carlos Navarro curtiram a discussão Eu, espírito transformador (Por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
14 horas atrás
Maria Fernanda Franco A.Pessanha curtiram a discussão Eu, espírito transformador (Por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
14 horas atrás
cecy bragança curtiram a discussão Eu, espírito transformador (Por Jane Maiolo) de Amigo Espírita
15 horas atrás
cecy bragança curtiram o evento “A contribuição de Kardec para o autoconhecimento”, cosme Cosme Massi de Carlos Pretti - SCEE
15 horas atrás
cecy bragança curtiu o vídeo de Amigo Espírita
15 horas atrás
cecy bragança curtiu a postagem no blog Gestação frustrada de Antonio Carlos Navarro
15 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2017   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço