Sobre a liberdade de expressão – Porta dos fundos

Sobre a liberdade de expressão – Porta dos fundos

Não é “politicamente correto” que se fale, ou se satirize, quem não tem meios, se o quiser, de se defender.

Em tempos onde todos temos o direito de se defender e reclamar retratação, ou ainda cobrar compensação financeira por assédio moral, referir-se a alguém, mesmo que seja um vulto histórico não presente fisicamente é, no mínimo, antiético, e a exposição midiática a que foi exposto Nosso Senhor Jesus Cristo se enquadra nesse contexto.

A percepção e uso da liberdade é uma das necessidades básicas dos seres vivos, e muito mais dos seres humanos – ensina o notável psicanalista Erich Fromm. No entanto, a liberdade deve vir acompanhada de respeito, responsabilidade e limites, e tanto mais quanto mais atinge, direta ou indiretamente, os que estão vinculados ao personagem focado, pelos laços sagrados do sentimento e da crença.

Assim como se tolhe a liberdade das crianças em seu processo de aprendizado, a bem delas próprias, “crianças espirituais” também necessitam de contenção e vigilância em função de suas cegueiras morais.

A necessidade de se manter na mídia, em evidência, e a falta de criatividade moralmente sadia, inteligente, levam a aberrações morais que denotam a ignorância em relação ao sagrado, e ao Senhor Jesus e Sua mensagem de esclarecimento libertador.

Não se pode tudo em nome da liberdade. Sempre haverá prejuízos de monta.

Mas o Senhor Jesus não tem necessidade de defensores. Para quem sofreu a traição de um amigo muito próximo, a negação de outro, e a deserção de outros tantos, culminando com a coroa de espinhos, o flagelamento e a ignominiosa cruz, ser retratado como foi é “café pequeno”.

Trabalhando com e para Deus, o Pai Maior, amorosamente o Senhor Jesus espera que lobos se transformem em ovelhas, alertando, no entanto, que a vida não premia e não castiga, apenas conduz a consequências – à cada um segundo suas obras, ensinou-nos – e que cegos que conduzem cegos acabam por cair ambos no precipício. Não há uma só imperfeição moral que não resulte em sofrimento, ensina a Doutrina Espírita.

Mas, atenção, cristãos. É preciso tomar cuidado com nossas reações. Não nos cabe outra conduta senão a indicada pelo próprio Mestre Jesus – para nós, Espíritas, o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo:

“Perdoai setenta vezes sete vezes; orai pelos vossos inimigos e por aqueles que vos perseguem e caluniam; oferece a face esquerda ao que te bate na direita; não resistais ao mal”.

Nada de violência, portanto, de nenhum tipo, em hipótese alguma.

Evidentemente, pode-se, e deve-se, se posicionar a respeito dos fatos aberrantes, e externar esse posicionamento, mas não de forma equivalente moralmente. Que nos expressemos educando, aconselhando, mas sobre tudo exemplificando as lições que temos aprendido junto ao Evangelho do Senhor Jesus.

Pensemos nisso.

Antônio Carlos Navarro
Dirigente espírita

Exibições: 836

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Quando o bom não é tímido pode ser reprovado, mas constrói o passado para ser lembrado com profundo respeito. Parabéns Brasílio Marcondes Machado. A tese de Machado foi apresentada no dia 29 de agosto de…"
10 horas atrás
Luciano Franco Ramos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
11 horas atrás
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Excelente descrição João Nodari"
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Médiuns. 171. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“Sandálias Douradas”.  Credibilidade é fundamental. Alguns médiuns ganham credibilidade, mas são infectados pelo orgulho e/ou vaidade. Fator complicador - obsessão. A entidade passa a exercer…"
ontem
Antonio Carlos G. Sarmento e Edileuza R. Rodrigues agora são amigos
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" Sincera solidariedade agrega, solidariedade forçada segrega. O humanista de boutique precisa do preconceito. É o oxigênio vital dele, diz jornalista em Hipocrisia in…"
sexta-feira
augusta curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
3 Ago
augusta curtiram o perfil de Nadia Rosangela
3 Ago
ANDREA REGINA DE SA curtiram a discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
3 Ago
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Ao tentar processar o Porta dos Fundos, por retratar Jesus como um gay, igreja teve um prejuízo de R$ 82…"
1 Ago
Madelon Fonseca curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
31 Jul
Joao Iudes Nodari respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"A Marlene apresentou uma realidade constatada diariamente no processo de palestras ministradas nos centros e unidades espíritas. Está-se chegando numa fase onde a ênfase oratória pergaminha atitudes emocionais e…"
31 Jul

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço