Solução é não ser Solitário nem Ocioso – Orson Peter Carrara

A vaga tristeza que se apodera do coração, quase que de maneira imperceptível, levando a pessoa a considerar amarga a existência, chama-se melancolia. Se não combatida no íntimo pode desencadear estados de angústia profunda e depressão.

Este abatimento se revela, muitas vezes, através de pequenos contratempos do cotidiano, coisas simples e corriqueiras que assumem cores mais escuras que a realidade. Ouvir uma reprimenda, tirar notas baixas na escola, desentender-se com um familiar…

Qualquer motivo acaba desencadeando esse estado de melancolia, que, diga-se passagem, precisamos combater. Uma das maneiras de enfrentar a melancolia é identificar o agente causador e, o mais rápido possível, atacar a raiz do problema, solucionando-o.

Isso nos faz lembrar a história de

“…um professor muito estimado pela espontaneidade e alegria que dele emanava. Todos o procuravam quando passavam por dificuldade.

Quando ele via alguém com um semblante tristonho a caminho de sua sala, ele pegava um papel e uma caneta e perguntava: ´Qual é o problema?´

A medida que a pessoa ia falando ele ia anotando todas as queixas: notas baixas, briga com o melhor amigo, derrota no esporte, um resfriado…

Em grande parte, as situações eram coisas simples e de fácil solução, se buscada com seriedade. Normalmente, as pessoas que iam conversar com ele, ao olhar as muletas que ficavam escoradas na sua escrivaninha e que denunciavam a paralisia do jovem mestre, sentiam-se envergonhadas por entristecer-se por tão pouco.”

A melancolia pode ser estimulada por uma mágoa, um pneu furado, uma dificuldade amorosa, um dia vazio, um bolso vazio, um estômago vazio, um coração vazio…

Mentalmente, pode-se puxar um papel e escrever exatamente o que provoca esse estado de infelicidade e trabalhar por eliminá-lo. Algumas coisas são imodificáveis, outras não, identificá-las é que diferencia o homem sereno do homem melancólico.

Aos primeiros sinais de melancolia pode-se utilizar antídotos:

-sair da rotina e fazer algo diferente, que desejava há muito tempo, mas nunca teve oportunidade de fazer;

-dedicar-se a dar alegria a alguém, sem exigir absolutamente nada em troca;

-adquirir novos conhecimentos, leituras, amizades;

-buscar na memória momentos da vida em que sentiu extrema felicidade…

A melancolia está diretamente ligada ao estado de espírito da solidão e do ócio. Então, a solução é não ser solitário, nem ser ocioso. Se formos ociosos, não sejamos solitários. Se formos solitários, que não sejamos ociosos.

Todos temos algo a desempenhar, seja junto à família ou a coletividade. A felicidade, presente e futura, depende do cumprimento dessa tarefa, com alegria, sempre.

 Nota do autor: adaptação de texto original de Luís Roberto Scholl, de Santo Ângelo-RS

Exibições: 78

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

ASSISTA AO VIVO


Clique no título para acessar o vídeo no Youtube

Ofensas e Ofensores - Evangelho na Rede com Carla Fabres

26/02 - 8:00 as 9:00h

Vontade Divina - (154) Cartas de Paulo (Carlos Alberto Braga)

26/02 - 19:30 as 20:45h

Palestra Ressurreição ou Reencarnação?

26/02 - 20:00 as 21:00h

Artigos Espíritas

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Últimas atividades

Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
57 minutos atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
57 minutos atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
57 minutos atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
57 minutos atrás
Carlos Alberto curtiram o perfil de Angie Monic
1 hora atrás
Carlos Alberto curtiram o perfil de Georgia
2 horas atrás
Antonio Carlos Navarro curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
5 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Desequilíbrio e Sofrimento de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Equilibrio. Leda Amaral depois de perder a visão e a sensibilidade nos dedos ocasionada pela “Lepra”, lia em Braille, com a ponta da língua. http://www.oconsolador.com.br/ano12/578/especial.html"
6 horas atrás
Luiz Otavio Lemos Bastos curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
8 horas atrás
Silvia Fernanda Nascimento curtiram o perfil de Silvia Fernanda Nascimento
15 horas atrás
Oscar Duarte Junior curtiram o perfil de Monica lucio
16 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
23 horas atrás
Roberto Rezende curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Roberto Rezende curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Roberto Rezende curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Ori Pombal Franco curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço