Desde que bebera a substância venenosa, Marina sentia-se morrer, sem morrer.

Não queria viver mais. Experimentara o desprezo de Jorge, o jovem de quem se enamorara e com quem acariciava o sonho de casar-se e criar os filhos.

Foram dois anos de esperanças. Tudo em vão.

Não dera ouvidos ao pai que costumava dizer-lhe: Cuidado com os rapazes de hoje, filha, nem sempre têm bom caráter. Achava o paizinho antiquado e exigente.

Mas como resistir? Jorge a buscava todas as noites. Começou pedindo livros emprestados. Depois de algumas semanas estavam juntos no cinema.

O filme era envolvente. Contava a história de uma jovem tímida, contrariada pela família, que se entregara ao rapaz, com quem fugiu, confiante.

Ninguém poderia dizer o que aconteceria depois, mas o cinema coroara a aventura com um romântico beijo.

Na saída, a garoa fina. Jorge a convidou para um passeio. Marina pensava na heroína do filme, e não teve coragem de dizer não.

Pela primeira vez Marina mentiu à mãezinha que a esperava, ansiosa, às três horas da madrugada. A chuva atrapalhou, mãe, ficamos na casa de Jorge até agora.

Outros tantos passeios a sós se repetiram até que um dia Marina sentiu-se enjoada e com tonturas.

Jorge a levou ao consultório de um médico, ainda jovem, que a olhava com ares de malícia.

A moça ficou um tanto revoltada diante dele, mas submeteu-se ao abortamento.

Desejava ser mãe, mas o namorado convenceu-a de que era preciso se casarem antes. Terminariam os estudos e então se casariam.

Daquele dia em diante Marina sentia-se diferente. Via-se perseguida, em sonho, por alguém que lhe gritava aos ouvidos: Mãe, mãe, por que me mataste?

Contou seu drama ao namorado mas ele dizia que ela estava precisando de um psiquiatra.

O tempo passou e Marina sentia-se cada vez mais atormentada. Toda vez que falava sobre isso com Jorge ele a acalmava dizendo que logo se casariam.

Um dia, quando sentia-se muito deprimida, ela procurou Jorge, a quem considerava seu noivo, e o encontrou com outra moça. Ele a conduziu à pequena distância e explicou-se. Não a amava, confessou áspero. É melhor terminarmos assim, falou com frieza, antes de mais sérias dificuldades.

O mundo íntimo de Marina desmoronou.

A ideia de suicídio envolveu-a completamente.

No caminho para casa, adquiriu a substância letal.

Escreveu bilhetes.

E, pela manhã, sorveu a poção de uma só vez.

Pavorosa dor irrompeu-lhe na carne, nos nervos, no sangue, nos ossos....

Convulsões sucessivas não lhe permitiam morrer.

Entretanto, ouvia sua própria mãe a gritar como louca: Morta! Morta!

Marina sentiu-se carregada. Dois homens a colocaram na ambulância. Ela não apenas chorava, rugia em contorções, mas ninguém lhe percebia agora os terríveis lamentos.

Viu-se atirada, sem qualquer consideração, na laje fria. Suplicava socorro. Agitava-se. Mas ninguém lhe dava ouvidos.

Depois de algum tempo é que percebeu que conseguira sair do corpo, porque identificou os jovens médicos a cortarem-lhe as vísceras para exame necrológico.

Marina conseguira matar o corpo, mas continuava viva.

De pé, ainda cambaleante, sentindo todas as dores e convulsões de momentos antes, Marina grita:

Mãe! Minha mãe! Quero viver! Viver!

Outra voz, contudo, ecoou ameaçadora e sarcástica aos seus ouvidos:

Mãe, minha mãe, eu também quero viver! Viver!...

Procurou com os olhos agoniados quem lhe falava, mas apenas sentiu que braços vigorosos a aprisionavam.

Lembrou, aturdida, o abortamento, os sonhos, a tortura e o suicídio, e esforçou-se terrivelmente para voltar e erguer-se de novo no corpo, tombado na mesa fria.

Mas era tarde demais...



Redação do Momento Espírita com base no cap. 22 do
livro A vida escreve, pelo Espírito Hilário Silva, psicografia 
de Francisco Cândido Xavier e Waldo Vieira, ed. Feb.
Em 19.08.2010.

Exibições: 95

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA em 11 janeiro 2019 às 9:59

ANTES QUE O COPO TRANSBORDE

Abaixo estão, apenas, o inicio e o final do artigo, com o título acima.

 

Início do texto

Existem pessoas que só procuram um psicólogo quando não conseguem encontrar saídas para os impasses que a vida coloca, gerando sofrimento. 

Se você tem pensamentos suicidas está precisando de ajuda. Buscar socorro com um profissional que cuida da dor na alma, não deve ser decisão tomada só quando estamos passando por momentos de angústia ou depressão, mas para que possamos nos conhecer melhor e viver bem.

Quando discutimos e passamos a conhecer os nossos limites, tendemos a relacionamentos interpessoais bem melhores. Não acredite no estereótipo que nos induz a pensar que a terapia e a análise são soluções apenas para a “loucura”.

Não existem dúvidas de que um profissional da Saúde Mental pode auxiliar a “viver melhor”.

Viver melhor aqui não quer dizer que devemos estar exatamente mais adequado ao mundo e aos seus valores, estar “politicamente correto” (*) diante da ideologia que desejam  nos impor, mas em paz consigo, com sua consciência, ainda que isso signifique tencionar as relações que estabelecemos com aqueles que nos rodeiam.

 

Final. ...

Desconstruindo mitos.

Não é verdade que o suicídio é uma decisão individual, já que cada um tem pleno direito a exercitar o seu livre arbítrio.

Não é verdade que as pessoas que ameaçam se matar não farão isso, querem apenas chamar a atenção.

Não é verdade que se uma pessoa que se sentia deprimida e pensava em suicidar-se, em um momento seguinte passa a se sentir melhor, normalmente significa que o problema passou.

Não é verdade que quando um indivíduo mostra sinais de melhora ou sobrevive à uma tentativa de suicídio, está fora de perigo.

Não é verdade que não devemos falar sobre suicídio, pois isso pode aumentar o risco.

Não é verdade que é proibido que a mídia aborde o tema suicídio.

A mídia tem obrigação social de tratar desse importante assunto de saúde pública.

Por outro lado, é verdade que você é pessoa importante, não apenas no nosso ordenamento jurídico, mas nessa hora, quando precisamos desconstruir mitos.

Até os políticos.

 

(*)  “Politicamente correto continua sendo o melhor disfarce ao intelectualmente estúpido”. Guilherme Fiúza

Texto completo em:

Antes que o copo transborde

http://orebate-jorgehessen.blogspot.com/2018/09/antes-que-o-copo-transborde.html

http://paespirita.blogspot.com/2018/09/antes-que-o-copo-transborde.html

Español

Antes que el vaso se colme

https://issuu.com/merchita/docs/antes_que_el_vaso_se_colme_para_ref

https://www.pinterest.es/pin/634937247441567422/?lp=true

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

ASSOCIE-SE E COLABORE

Artigos Espíritas

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

Hipocrisia gourmet: os riscos de uma seita chamada Espiritismo.

 

 

E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito:Este povo honra-me com os lábios,Mas o seu coração está longe de mim;…

Pedagogia do silêncio ou talking cure?

Pedagogia do silêncio ou talking cure? 

 

 

 

E ele lhes disse: Que palavras são essas que, caminhando, trocais entre…

Vaidade ou inveja? (Por Vladimir Alexei)

Vaidade ou inveja?

Vladimir Alexei

Belo Horizonte das Minas Gerais,

15 de fevereiro de…

Colavida e a perseverança na divulgação

A perseverança de Fernández Colavida na divulgação do espiritismo na Espanha

Simoni Privato Goidanich

A escassez de material de estudo e de divulgação do espiritismo era uma limitação importante na Espanha.…

Educação para quê? Por Jane Maiolo

Educação para quê?

Por Jane Maiolo

 

A EDUCAÇÃO, SE BEM COMPREENDIDA, É A CHAVE DO PROGRESSO MORAL¹

 

A humanidade é, genuinamente, produtora de conhecimentos, desde os primórdios o…

Últimas atividades

Ícone do perfil via Twitter
"O sentido da vida" - Evangelho na Rede com Elisabete Azevedo assista pelo youtube https://t.co/o2tYCOtlWj https://t.co/O5HtdvrWTX
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou o vídeo de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
Miniatura

Palestra Formiga 07092018 1

"Suicidio Infantil. Allë Santana (*) Uma frase é preocupante: "O suicídio é um grave problema de saúde pública que poucas pessoas consideram um problema, preferem não mencionar e fazem um verdadeiro…"
14 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Vacina contra a Obsessão – por Sidney Fernandes de PATRIZIA GARDONA
"Vacinação. Desafio de urgência. (...) Estabelecer um serviço de imunização infantil eficaz e permanente é, para qualquer país, dar um passo adiante no sentido do desenvolvimento social e…"
14 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Entre a Terra e o Céu" #20 - Cap 24 "Carinho reparador" - Mauro M Guimarães assista no youtube… https://t.co/CTj5QLccCl
Twitter16 horas atrás · Responder · Retweet
Mônica M. Alvarenga é agora um membro de RAE
20 horas atrás
Josue Oliveira comentou o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
Miniatura

“Das Tragédias a Plenitude”, com Dr. Emerson Oliveira Pedersoli

"Emerson Oliveira  boa tarde  e com o maior carinho i amizade que vou procurar fazer um resumo das  Tragedias  a Plenitude  dado a circontacias que todos nos bem sabemos  poderiamos ser mais muito mais amigos da propria…"
21 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão É lícito pedir para não deixar-nos cair em tentação, mas livrar-nos do mal? de Marcelo Pimentel
"Olá, amigo Raphael, grato pela resposta; mas minha dúvida continua, porq, como a própria doutrina diz, todas as causas têm seus efeitos e, vice-versa, todos os efeitos têm suas causas; então ficamos sabendo q,…"
22 horas atrás
Raphael Barbosa da Silva respondeu à discussão É lícito pedir para não deixar-nos cair em tentação, mas livrar-nos do mal? de Marcelo Pimentel
"Boa tarde Luis, como vai? Vivemos em um mundo de provas e expiações e é através do sofrimento que resgatamos os sofrimentos que causamos ao próximo em outras encarnações. É através das…"
ontem
Ícone do perfil via Twitter
“Não ponhais a Candeia debaixo do alqueire” - Evangelho na Rede com Simone Neto assista pelo youtube… https://t.co/kEby2KiDtj
Twitterontem · Responder · Retweet
Marco Túlio Ferreira Silva respondeu à discussão Existe realmente um Destino? de Decio Ney Rocha Naves
"Porque não existe homem sem ego."
ontem
Carla Rezende e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
ontem
Ícone do perfil via Twitter
Nova Geração: O que nos cabe fazer? - Marcia Cavazana Bastos assista no youtube https://t.co/kIOv1UWAqF https://t.co/goILd7PfGh
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
“A maturidade do senso moral”, com Delane Alves assista pelo youtube https://t.co/SkpSOVQ4T6 https://t.co/bXklKzYTDL
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"Terapia Anti Queixa" - Programa Momento Espírita com Renan Carmona assista pelo youtube https://t.co/9Pjq1eEJqO https://t.co/tRbkDGpaug
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
"A VIOLÊNCIA NA VISÃO ESPÍRITA Por Ana Luiza Nazareno" : https://t.co/5woIMFd2Zo
Twitterontem · Responder · Retweet
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
ontem
Ícone do perfil via Twitter
"A DOR NOS ANIMAIS" : https://t.co/MKxAFs76tz
Twitterontem · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
“A maturidade do senso moral”, com Delane Alves assista pelo youtube https://t.co/SkpSOVQ4T6 https://t.co/b0xlt1QgYQ
Twitterdomingo · Responder · Retweet
Rosane Martins Xavier curtiram a discussão Educação para quê? Por Jane Maiolo de Amigo Espírita
domingo
Cremilda Novais curtiram o perfil de Cremilda Novais
domingo

Regras de uso e de publicação

 

 

Badge

Carregando...

© 2019   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço