Trajes nos recintos espíritas (Jorge Hessen)

Jorge Hessen

jorgehessen@gmail.com 

Brasília/DF

 

Em determinada ocasião, à tarde, visitei uma casa espírita localizada num certo estado do litoral brasileiro. Naquele espaço “doutrinário” senti um grande desconforto  quando desfilaram diante de mim algumas pessoas trajando vestuários arrojados e sensuais que avaliamos impróprios para o local.

Compreendemos que não há nos códigos espíritas quaisquer prescrições com regulamentos proibitivos, todavia, será que em nome da liberdade podemos fazer o que “der na telha” dentro do ambiente kardeciano?

Atualmente não há muitos textos debatendo sobre o “uso de roupa adequada no recinto de uma instituição espírita”. Apesar de ser assunto desinteressante para alguns, estamos convencidos de que os trabalhadores de uma casa espírita devem utilizar vestes de conformidade com os desígnios do ambiente. O bom senso determina isso!

Nos espaços do centro espírita é indispensável que seja cultivada a decência e o respeito entre frequentadores e trabalhadores, a fim de que decorra a máxima atenção às tarefas que são ofertadas na instituição. Os que aí convivem necessitam desenvolver discernimento e de maneira muito especial os que estão compromissados nos setores das reuniões mediúnicas, estes devem obrigatoriamente usar roupas aconselhadas.

Assim como em qualquer ambiente respeitável, deve ser sustentada a seriedade e o comedimento com o vestuário. Até mesmo nas programações de mutirões de limpeza, consertos e conservação das instalações os trajes devem ser sóbrios e adequados para a ocasião.

Por questões de sensatez deve-se evitar: shorts, bermudas, blusas decotadas sensuais, vestidos ou saias curtas, minissaias, calças apertadas seja para homens e seja para mulheres. Uma casa espírita não é passarela para espetáculos de vaidades terrenas e sim abrigo para meditações do espírito.

É inaceitável as pessoas procurarem as paragens de reflexões do Espirito envergando trajes lascivos. Até porque os Centros Espíritas são prontos-socorros para os doentes do espírito.

Os ensinamentos Espíritas respeitam o nosso livre arbítrio, mas isso não equivale afirmar que o Espiritismo aguente a baderna. Centro Espírita sem boa orientação doutrinária é reduto de espíritos malévolos e o comportamento dos frequentadores e trabalhadores estabelece a harmonia ou a algazarra geral.

Devemos chegar a elas com trajes discretos e que não façam desviar a atenção dos frequentadores para a nossa pessoa. Uma roupa sensual pode causar transtornos em algum espírito menos evoluído.

As vestimentas sensuais não são apropriadas para quem deseja orar. Ao contrário do que se imagina, os mais pertinazes obsessores são os encarnados voluptuosos. Estes , na verdade, é que amofinam os Espíritos aventureiros do além.

Uma instituição espírita não é recinto para se aguçar a imaginação erotizante das pessoas improvidentes e sim paragem para aperfeiçoamento e sustentação da FÉ RACIONAL.

Exibições: 789

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

Comentário de Leonardo em 5 junho 2019 às 11:48

Citando o trecho descrito no post do Sr. Codificador do Paracleto "É inaceitável as pessoas procurarem as paragens de reflexões do Espirito envergando trajes lascivos". Meu caro, usemos a lógica. O lar também é lugar, paragem de reflexão do Espírito, então não poderia usar "trajes lascivos" como uma bermuda? Deveria utilizar uma calça, por exemplo, para realizar o  "Evangelho no Lar" ? 

No outro trecho " oU CENTRO ESPIRITA É CLUBE?SERÁ LUGAR PARA UM CHURRASQUINHO COM CERVEJA E MUITO FUNK". Onde citei tal atitude? Pelo que eu saiba, Centro Espírita não é uma igreja! Um lugar de estudos e reflexões voltados ao conhecimento, certamente. E como é lugar de estudos, não creio que o dito tenha coerência.

Já no trecho "Você está pregando o SECTARISMO da falsa liberdade de consciência (utopia para fazer boi nanar)". Por acaso o que atrai os bons Espíritos não são o sentimento, a intenção e a seriedade? Pensar diferente ( o que você denominou "sectarismo") é não atraí-los ? Seria provocar a discórdia ?  

Comentário de Codificador do Paracleto em 5 junho 2019 às 0:40

É Leonardo suas reflexões não passam de sofismas fugazes. O texto não fala de proibições como destacamos nos trechos "Por questões de sensatez deve-se evitar: shorts, bermudas, blusas decotadas sensuais, vestidos ou saias curtas, minissaias, calças apertadas seja para homens e seja para mulheres. Uma casa espírita não é passarela para espetáculos de vaidades terrenas e sim abrigo para meditações do espírito. E mais adiante DIZ O AUTOR "É inaceitável as pessoas procurarem as paragens de reflexões do Espirito envergando trajes lascivos. Até porque os Centros Espíritas são prontos-socorros para os doentes do espírito." oU CENTRO ESPIRITA É CLUBE?SERÁ LUGAR PARA UM CHURRASQUINHO COM CERVEJA E MUITO FUNK...Você está pregando o SECTARISMO da falsa liberdade de consciência (utopia para fazer boi nanar)

Comentário de Leonardo em 4 junho 2019 às 11:00

E quando uma pessoa, pela primeira vez, vai no Centro Espírita, com "trajes inadequados"? Vamos abordá-lo e falar: olha seus trajes exalçam a líbido nos demais ao seu derredor? Por acaso Jesus não entrava na casa dos publicanos ? Não é o que "sai do coração do homem que o torna impuro?". O Espiritismo, como relembra o grande pesquisador Paulo Henrique de Figueiredo, comenta que são conceitos-chave na obra de Allan Kardec o livre pensamento (fazer o uso da razão de forma livre para conquistar o entendimento), a livre consciência (estabelecer sua crença de forma pessoal, `não acreditar no que o outro está falando, mas acreditar no que se compreende pelos próprios estudos') e livre-arbítrio ( capacidade de fazer o uso da vontade para agir de acordo com consciência, `não de acordo com que os outros estão mandando ou regras estabelecidas').

Assim, enquanto não respeitarmos a livre consciência e o livre-arbítrio dos demais, fica difícil estabelecer os reais elos fraternais e perpetramos o dogmatismo, sectarismo que a própria Doutrina Espírita vem combater ...

Comentário de José Roberto Almeida Valente em 30 maio 2019 às 17:34

De acordo.

Centro espírita também é um templo para a meditação e a oração!

Sempre que necessário devemos lembrar que a Doutrina Espírita é também uma Religião!

Comentário de Codificador do Paracleto em 30 maio 2019 às 0:44
Comentário de ARI DE SOUSA LIMA em 29 maio 2019 às 16:03

Suely Caldas Schubert, em DIMENSÕES ESPIRITUAIS DO CE, o título fala por si, inclusive foi tema de Seminário  [cujo Coordenador foi o Confrade Astolfo Olegário de Oliveira Filho] em uma Casa Espírita, nos revela a importância, a seriedade, sobriedade do nosso comportamento na Casa Espírita> Se não estou equivocado, Suely foi a oradora de abertura e deu o conteúdo para o tema do Seminário, onde em um certo trecho ela diz o seguinte: ... Imaginemos, por um instante, a ambiência desta sala, relativamente aos encarnados presentes ...  . Ela introduz o assunto citando Manoel Philomeno de Miranda e conclui interpretando um texto de Bezerra de Menezes. Magistral colocação.

Comentário de Codificador do Paracleto em 29 maio 2019 às 12:22

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

ASSISTA AO VIVO


Clique no título para acessar o vídeo no Youtube

Ofensas e Ofensores - Evangelho na Rede com Carla Fabres

26/02 - 8:00 as 9:00h

Vontade Divina - (154) Cartas de Paulo (Carlos Alberto Braga)

26/02 - 19:30 as 20:45h

Palestra Ressurreição ou Reencarnação?

26/02 - 20:00 as 21:00h

Artigos Espíritas

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Kardec sofre...

Kardec sofre...

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Não tenho dúvidas que Allan Kardec sofre ao verificar como as coisas andam no seio do movimento espírita atual com brigas, discussões…

Últimas atividades

Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
1 hora atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
1 hora atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
1 hora atrás
Gilberto Gonzaga Pereira curtiram o perfil de Gilberto Gonzaga Pereira
1 hora atrás
Carlos Alberto curtiram o perfil de Angie Monic
2 horas atrás
Carlos Alberto curtiram o perfil de Georgia
2 horas atrás
Antonio Carlos Navarro curtiram a discussão Reflexões sobre as Leis Naturais. de Wellington Balbo
6 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Desequilíbrio e Sofrimento de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Equilibrio. Leda Amaral depois de perder a visão e a sensibilidade nos dedos ocasionada pela “Lepra”, lia em Braille, com a ponta da língua. http://www.oconsolador.com.br/ano12/578/especial.html"
7 horas atrás
Luiz Otavio Lemos Bastos curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
9 horas atrás
Silvia Fernanda Nascimento curtiram o perfil de Silvia Fernanda Nascimento
16 horas atrás
Oscar Duarte Junior curtiram o perfil de Monica lucio
16 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA
ontem
Roberto Rezende curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Roberto Rezende curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Roberto Rezende curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem
Ori Pombal Franco curtiram o evento “Reforma Íntima, o desafio contemporâneo para a evolução espiritual”, com Fabiano Santos de Carlos Pretti - SCEE
ontem

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço