VOCÊ JÁ AGRADECEU A DEUS HOJE? *Enoque Alves Rodrigues Assim caminha a humanidade. Ávida por soluções emergenciais para os seus males. A primeira pontada na barriga que sugere algum pequeno desarranjo é mais que suficiente para levar multidões inteiras, desesperadas, a abarrotarem Centros Espíritas e Igrejas, solicitando a intervenção dos céus no sentido de livra-las de todas e quaisquer enfermidades ou contratempos de pouca ou quase nenhuma relevância. Frequentadores esporádicos destes ambientes somente nas horas de aflição tornaram-se fregueses de carteirinha de santos e espíritos que ao longe já os identificam, inclusive já sabem, antecipadamente, de cor e salteado a que vieram. Pedir... Pedir e pedir. É só isso que a maioria de nós sabe fazer. Somos insaciáveis em nossos desejos mesquinhos e quase sempre, nos melindramos quando não os vemos atendidos como se fossemos nós merecedores de alguma coisa, ou ainda, como se as entidades estivessem ali a nossa total disposição para nos socorrer em nosso tempo como se ele fosse o tempo de Deus. Conscientes ou não, somos excessivamente pretensiosos e egoístas e não poupamos “esforços” para pedir alguma coisa desde que os “esforços” desprendidos para obtê-la não sejam nossos, mas dos outros e de preferência dos santos e espíritos por que afinal, pensamos nós, eles existem apenas e tão somente para nos servir ou para nos carregar nas costas por que “já trabalhamos muito e estamos, deveras, cansados, de não fazermos nada”. Não é mais ou menos assim? Pois é! Não podemos jamais abusar da misericórdia Divina ou nos escondermos por trás dela na esperança de que as coisas aconteçam sem que para isso não tenhamos de mover o mundo. O maior crime que podemos cometer é o da omissão que consiste em aguardar que Deus nos dê tudo mastigado. Nós já recebemos muito de Deus durante todos os dias de nossas existências e desejar que Ele nos dê mais é ignorar que já obtivemos além do que supostamente julgávamos merecer. Deus nos deu a vida a qual, para preservá-la em Seus caminhos, cabe a nós, lutarmos, a cada dia, no sentido de leva-la adiante com amor, perseverança, superação, trabalho e dignidade, que, aliás, são o mínimo que Deus espera de nós. Ele já nos deu tudo. O pouco que nós achamos que ainda nos falta cabe a nós mesmos ir buscar. O egoísmo e o querer fácil entorpecem a nossa mente e nos tornam cada vez mais ingratos as grandes oportunidades que Deus nos concede todos os dias. No afã de amealharmos mais e mais tesouros materiais nos esquecemos de agradecer ao Criador Supremo de todas as coisas pelo ar que respiramos, pela saúde, pelo emprego, pelas amizades e por todos aqueles que Ele colocou em nosso caminho para, com amor, colaborar conosco oferecendo-nos seu ombro para nos apoiarmos e seguirmos em frente bem como aqueles irmãos difíceis que de igual forma foram postos em nosso convívio para dificultar a nossa vida ou para provar a nossa fé e convicção para com os ensinamentos do Mestre e assim também colaborarem com o nosso crescimento, evolução e burilamento rumo ao Mundo Maior. Toda vez que conseguimos alguma coisa sem o esforço correspondente estamos correndo o sério risco de vermos esvair por entre os dedos as chances redentoras que nos levariam a tão sonhada evolução e dessa maneira desprezando as potencialidades que serviriam para nos lapidar no aproveitamento desta encarnação e assim retornarmos á Pátria Espiritual um pouco melhores do que fomos. Tirar leite de pedra todos os dias é preciso. Romper barreiras e obstáculos faz parte das dificuldades que necessitamos para crescermos. Agradecer a Deus e aos seus Anjos todos os dias por mais penosos que nos pareçam é a nossa sagrada obrigação. Pedir a Deus, aos seus Anjos, Santos e Espíritos alguma coisa por pequenina que seja é falta de modéstia. Deus é Quem teria muito a nos pedir. Ai você me pergunta. - Pedir o que, cara pálida, se Deus não precisa de nada? E eu lhe respondo, espertinho! - Deus precisa sim, e muito de nós. Ele precisa que deixemos de ser crianças, malcriadas, pidonas e insolentes e que cresçamos, levando adiante os Seus desígnios, trabalhando arduamente sem falatórios, reclamações ou nos fazendo de vítimas de nós mesmos. Deus deseja que lutemos com as nossas próprias forças que Ele nos deu para que um dia possamos ser independentes inclusive Dele, pois Ele não pode ficar a vida toda pajeando-nos, e assim, contribuindo com a nossa inércia e pequenez. Deus é Grande. Deus é Amor. Deus é fortaleza. Deus é Perfeição Superlativa e incomensurável. Deus é Trabalho, O Princípio, O Meio e o Fim. Deus é tudo e ainda nos concebeu com a Graça de sermos á Sua Imagem e Semelhança. Pronto... Fechou! Se nós fomos constituídos à imagem e semelhança de Deus e se Deus é tudo isto o que nos faltaria? Nada! Sendo assim, mesmo que você ainda se ache um miserável, corra para agradecer pelo muito que você já tem. É possível que ao seu lado existam milhares ou milhões que ainda se digladiam com a vida para conseguir uma migalha ou um milionésimo do “nada” que você já possui. Mesmo que você tenha os dois olhões maiores do que a cara, egoísta e avarento, é mais um bom motivo para você ir depressa agradecer, por que segundo estatística infalível, “cientificamente” comprovada, agradecer ainda é a melhor forma de pedir e obter alguma coisa. Ou eu estou errado. Pense nisso e seja feliz. E deixe Deus em paz, por favor. E tenho dito! *Enoque Alves Rodrigues é Espírita.

Exibições: 123

Comentar

Você precisa ser um membro de RAE para adicionar comentários!

Entrar em RAE

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

A convivência familiar na pandemia.

A convivência familiar na pandemia.

 

A impermanência das situações existenciais necessita estar em  nossas reflexões .

Por quê?

Simples, porque as mudanças são uma realidade tão palpável quanto a morte.

De um momento para o outro, por exemplo, podemos ter as nossas rotinas capturadas pelos mais variados motivos.

E o ano de 2020 escancarou…

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Últimas atividades

LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA respondeu à discussão VIROSES - Conheça a melhor terapia para vencê-las por Divaldo Franco de Amigo Espírita no grupo Joanna de Ângelis e Divaldo Franco
"“PsicoImunologia”.  Soluções Mágicas e Problemas Psicológicos https://juli.recantodasletras.com.br/visualizar.php?idt=7032117"
18 horas atrás
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
18 horas atrás
Posts no blog por PATRIZIA GARDONA

Então, chega para lá

Certa feita há muitos anos, conversávamos com uma das grandes figuras femininas do movimento espírita da cidade de São…Ver mais...
ontem
Hilton Cesar respondeu à discussão Mediunidade - dom ou castigo? de Bárbara Martins de Castro
"Médiuns somente os são, os que possuem a faculdade de sentir a influência do mundo espiritual, de forma nítida e ostensiva. O Livro dos Médiuns » Segunda parte - Das manifestações…"
ontem
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"Quando o bom não é tímido pode ser reprovado, mas constrói o passado para ser lembrado com profundo respeito. Parabéns Brasílio Marcondes Machado. A tese de Machado foi apresentada no dia 29 de agosto de…"
segunda-feira
Luciano Franco Ramos entrou no grupo de Amigo Espírita
Miniatura

Joanna de Ângelis e Divaldo Franco

Grandes Ensinamentos que iluminam e esclarecem.Grupo destinado aos ensinamentos do médium Divaldo Franco e da Benfeitora Joanna de Angelis. Ver mais...
segunda-feira
MARIO FONTES respondeu à discussão FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA de MARIO FONTES
"Excelente descrição João Nodari"
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Médiuns. 171. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"“Sandálias Douradas”.  Credibilidade é fundamental. Alguns médiuns ganham credibilidade, mas são infectados pelo orgulho e/ou vaidade. Fator complicador - obsessão. A entidade passa a exercer…"
sábado
Antonio Carlos G. Sarmento e Edileuza R. Rodrigues agora são amigos
sábado
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Os “bons” são tímidos (LE q. 932) até na Universidade de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" Sincera solidariedade agrega, solidariedade forçada segrega. O humanista de boutique precisa do preconceito. É o oxigênio vital dele, diz jornalista em Hipocrisia in…"
sexta-feira
augusta curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
3 Ago
augusta curtiram o perfil de Nadia Rosangela
3 Ago

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço