REDE AMIGO ESPÍRITA

Divulgando, Instruindo e Unificando!!!

Quanto ao aspecto evolutivo da Doutrina Espírita, acho que o que está fazendo falta é a FACULDADE DE FILOSOFIA ESPÍRITA, que trará:

  • Uniformidade na divulgação da doutrina.

  • Menos palestrantes despreparados.

  • Menos divisões internas.

  • Um critério cientifico de progresso dos livros de Kardec através de teses de Mestrado e Doutorado.

  • Um ambiente fechado para debater novos progressos, antes de vir a público.

  • Diminui as relações pessoais e torna mais logico e cientifico a escolha de ideia ou palestrante.

  • Hoje há muitos argumentos baseados apenas na autoridade de determinado médium ou espirito.



Assim após um curso regular, reconhecido pelo MEC, de 5 anos, onde o aluno toma contato com todas as Doutrinas Filosóficas fará:

  • 3 anos de pós graduação

  • 3 anos de Mestrado

  • 3 anos de Doutorado. ( nesta fase é que está apto a agregar novos descobrimentos numa especialidade que escolheu, porem muitos deixam isto para o pós-doutorado, até aqui apenas reproduzem o que já foi descoberto)



Hoje, na Ciência, somente após  estes 11 anos de especialização, geralmente de tempo integral, é que o pesquisador tem condições de de agregar novos conhecimentos sobre uma área, muito especifica, e geralmente não o faz sozinho sempre é acompanhado por uma equipe multidisciplinar. A maioria apenas repete experiencias já feitas para agregar uma novidade no pós-doutorado.

Nós espiritas nos ufanamos de repetir :

"É preferível rejeitar dez verdades que aceitar uma mentira."

Porém, a Ciência é muito mais restritiva. Caso você apresente, nestes 11 anos de dedicação integral, uma única frase ou formula, na sua monografia, que não está em acordo com o edifício teórico experimental , você será reprovado e não terá condições de agregar uma inovação.

Um médico que cursar a faculdade de filosofia espírita poderá defender tese sobre questões de fronteira a nível de mestrado dentro apenas de sua especialidade como:

  • Engenharia Genética e o espírito.

  • Pacientes em coma.

  • Doenças e Carma.

  • Transplante



Mario Fontes

Reconhece-se o verdadeiro Espírita
pela sua transformação moral,
e pelos esforços que faz para
domar suas más inclinações.
 
(Allan Kardec, ESE., XVII, 4)

  • A Faculdade de Medicina não faz o bom profissional de Medicina.

  • A Faculdade de Engenharia não faz o verdadeiro bom Engenheiro.

  • A Faculdade de Direito não faz o bom profissional de Direito.

  • A roupa, melhor, o hábito não faz o monge.

Analogamente:

A Faculdade de Filosofia Espírita não fará o verdadeiro Espírita.

Muitos, diria cerca de 80% optam por uma faculdade ou profissão por diferentes razões:

  • Os pais ou outro familiar queriam e influenciaram.

  • Ouviu dizer que era facil arrumar emprego nesta area, e que pagavam bem.

  • É o curso da moda e dá Status, sendo facil impressionar o sexo oposto.

  • Resolver algum problema pessoal.

  • Não conseguiu arrumar nada melhor e não aguentava mais fazer cursinho.

  • Curiosidade ( uma vez satisfeita abandonam).

  • O Brasil se sobressaiu no setor e tem mais chances.

Conheço muitos médicos, advogados e engenheiros que se tornaram empresarios da alimentação ou se tornaram políticos e ganham muita mais desta forma, e não conseguem mais retornar a sua profissão que se formaram.

Afirmo que após 30 anos de formado, pouquissimos dos meus colegas continuam trabalhando na area, por diversos motivos, sem contudo terem deixado de serem influenciados para sempre, pela sua titulação de Engenharia, no seu modo de pensar e agir.

Assim vale mesmo vale a pena a Faculdade de Filosofia Espírita, pelas mesmas razões que valem para qualquer outra Faculdade.

Exibições: 10877

Responder esta

Respostas a este tópico

AMIGOS,

O livre-arbítrio é uma fantasia; nada mais é do o resultado de lucubrações de teólogos, religiões, filosofias, pensadores etc, vindo de suas tentativas de procurar entender os, para eles, incompreensíveis sofrimentos dos homens. Já que o "diabo" , que era o "tentador" e o causador de todos os males e, consequentes sofrimentos e dores, perdeu seu trono e se aposentou, só restaram no universo dois agentes ativos capazes de produzirem alguma coisa, Deus e os homens, espíritos que Deus criou (para essas religiões e filosofias, já propensos a se tornarem maus e destinados a sofrem terrivelmente).

Mas como, para as religiões deístas, é absurdo atribuir-se a Deus a causa dos males, atribuiu-se aos homens a culpa por todos os males, fato que exige a existência, por parte dos homens, do poder ou capacidade de escolher. Daí a crença de que o livre-arbítrio existe.

No entanto, podemos ver que nenhuma religião ou filosofia religiosa consegue nos esclarecer porq é que, se existe o livre-arbítrio e, com isso, os homens poderem sempre escolher o bem, tantas vezes escolhem o mal.

Alguém, entre os amigos, terá uma explicação para isso?

Acredito que nenhum dos amigos tem essa explicação, já que a doutrina espírita tb não nos dá essa explicação.

Luis

O livre arbítrio não é fantasia. Existe o livre arbítrio e existe o determinismo....E o diabo existe sim...Não do modo como as igrejas falam. Mas existem más influências de encarnados e desencarnados....Por exemplo: Tu está tentando nos influenciar a acreditar que o livre arbítrio não existe. E conseguirás se tiver outro vibrando pelas mesmas dúvidas...Leia o Livro "Reencarnação em Xeque" do Dr. Ricardo Di Bernardi que terás uma base melhor a respeito do Livre arbítrio e do determinismo....Hoje eu estava assistindo uma entrevista que o programa Fantástico, da Rede Globo fez com Fabio Assunção em 2009...Ele fala sobre a sua recuperação a respeito das drogas. Disse que acha que temos um sentimento autodestrutivo, por isto algumas pessoas se drogam. E tem um momento que ele fala que o "diabo", no sentido figurado atua....É por aí....Mas assistindo um vídeo de Anete Guimarães ela fala sobre a felicidade e sobre o Masoquista. As pessoas sentem uma determinada satisfação em sofrer, que confundem com prazer, pois acreditam que merecem sofrer. É um sentimento de culpa por certos comportamentos que a própria pessoa que cometeu não aprova...Se arrepende entende?

Rosângela, 

Minha jovem, se vc se lembrar de alguma escolha que tenha feito, em algum momento de sua vida, e que tenha sido uma escolha livre, cite-a aqui para que estudemos esse assunto. 

Eu não te disse que temos o livre arbítrio e o determinismo? Então não tem como ser TOTALMENTE livre...Mas temos, sim, esta liberdade relativa...Leia o livro que te indiquei...Faça uma análise da tua vida e descubra, por si só, que porcentagem tens de livre arbítrio e de determinismo em várias situações de tua vida. Quer um exemplo? Quando eu fiz uma retirada de um câncer e tratamento pós operatório perguntei para o médico uma porcentagem de chances de cura. Ele disse: Geralmente 30% na maioria dos casos deste tipo de câncer. Mas levando em consideração tua idade, estado geral de resistência ao tratamento mais agressivo e o local onde ele está localizado acredito que 70%...E se eu não fizer o tratamento e nem a retirada? Então 99% de que ele vai te levar ao óbito em média de 2 a 5 anos...TU ESCOLHE SE QUERES FAZER...Escolhi fazer. E fazem 17 anos...Fiz tudo o que o médico sugeriu. E ainda, mais, o tratamento espiritual...
luis conforti junior disse:

Rosângela, 

Minha jovem, se vc se lembrar de alguma escolha que tenha feito, em algum momento de sua vida, e que tenha sido uma escolha livre, cite-a aqui para que estudemos esse assunto. 

Rosangela Araujo Pereira

 

Luis: Minha querida, continuo dizendo (e vc, tenho certeza, um dia perceberá): não existe o livre-arbítrio; não temos em nossa vida, nenhuma percentagem, nada de livre-arbítrio.

 

Observe que mesmo no seu caso (que sinto muito que tenha acontecido com vc), não foi vc que escolheu se tratar de sua doença, procurar um médico, passar pela cirurgia, passar por um tratamento espiritual e o que mais for.

 

Vc fez todas essas escolhas porq a vida já lhe havia ensinado, “antes de fazê-las”, que isso que vc fez era o mais conveniente a fazer. A vida lhe ensinou (pelo que vc aprendeu nas experiências/lições que ela lhe proporcionou) que deveria se tratar, procurar a cura, se submeter a uma cirurgia etc.

 

Se a escola da vida não lhe houvesse já mostrado, no passado, antes de adquirir esse mal, que essa é uma doença que pode fazer sofrer, que pode ter consequências dolorosas, que pode fazer que vc deixasse seus entes queridos, aqueles que de vc necessitam, que seria melhor passar por uma cirurgia e tomar os medicamentos e fazer os demais procedimentos que o médico (que faz parte tb da vida) lhe sugeriu; se o médico e seus exames, e seus parentes e amigos, e o que vc já leu, ou ouviu, ou viu, não a tivessem convencido de que o que seria mais conveniente vc fazer, vc nada teria feito a respeito disso.

 

Por isso é que podemos dizer, sem medo de errar, que "a escolha não é nossa", que nada escolhemos, que "é a vida que escolhe por nós", já que é ela que nos convence a fazer o que fazemos, em todas e quaisquer circunstâncias que estejamos vivendo.  

 

Vc não usou livre-arbítrio nenhum para fazer o que fez; “sua” escolha não foi livre, mas completamente “presa”, ou “forçada” ou “obrigada” pelas circunstâncias que a envolviam naquela situação.

 

Para um melhor entendimento lhe pergunto (tente responder): porq vc escolheu fazer tudo que fez? Porq, se vc tem o livre-arbítrio, escolheria, por exemplo, não fazer nada disso?

 

Minha amiga, tudo que pensamos, sentimos, queremos, desejamos, decidimos, escolhemos, seja relativo ao bem ou ao mal, é determinado pela vida que temos, pelo que a vida já nos ensinou; absolutamente nada do que está dentro de nós, teve origem dentro de nós. Absolutamente tudo tem origem fora de nós, e é de fora de nós que nos vem absolutamente tudo que temos dentro de nós.

 

E é exatamente devido a ser a vida que escolhe por nós, que acertamos ou erramos no que fazemos, não nos cabendo, portanto, qualquer mérito por nossos acertos, nem qualquer demérito pelos nossos erros.

 

Há, sim, um determinismo absoluto, total: fazemos exatamente, em qualquer momento ou situação, aquilo que a vida nos convence a fazer.

 

Por ex: porq é que vc está, agora, sentada frente ao computador e não numa bela praia ensolarada, se divertindo com seus queridos? Foi vc que escolheu isso, ou foi sua vida, suas necessidades e conveniências, que a fazem estar sentada aí e não na sombra fresca de uma palmeira, tomando uma agua de coco gelada? Porq, num dia de calor, vc escolhe tomar um copo de uma bebida gelada em vez de um copo de vinho quente (como fazem os gaúchos, no inverno)? Porq vc está sentada nessa cadeia e não naquela outra? Porq vc vai, ou leva seus queridos, ao dentista, ao médico, à farmácia, à escola? Etc, etc....

 

O próprio Mestre Jesus, seu discípulo Paulo, o apóstolo dos gentios, e tantos outros, e hoje a ciência mais avançada do mundo, afirmam a mesma coisa: “a escolha não é nossa!”.

 

Observe: Jesus disse que nem mesmo para segui-lo a escolha é nossa: “ninguém vem a mim se o Pai que me enviou, não o mandar a mim!”; Paulo disse que nem mesmo o pensar, nem o desejar, nem mesmo o que fazemos é fruto de escolha nossa, pois “é o Senhor que opera em nós o pensar, o querer e o fazer!”.

 

Assim, minha querida, para melhor entender, tente responder aquelas perguntas que fiz e vc ainda não respondeu:

 

- já que a doutrina ensina que temos o livre-arbítrio, porq é que escolhemos tantas vezes praticar o mal se podemos sempre escolher praticar o bem?

 

- porq sofremos? Qual é a causa de nossos sofrimentos, que podem ser desesperadores e mesmo insuportáveis?

 

- Onde, nesses sofrimentos, estão aquele amor e aquela justiça que as doutrinas religiosas afirmam serem atributos de Deus?

 

- Porq sofremos se, para a doutrina espírita, só merecem sofrer aqueles que conscientemente (portanto, de propósito) escolhem transgredir as leis de Deus?

 

- E quem nos criou (senão Deus), de modo que nos tornemos inclinados a dar, como vc disse, “importância demasiada a determinadas situações”?

 

- E se somos, segundo a DE, todos criados perfeitamente iguais, porq, ou qual é a causa de uns darem mais importância a determinadas coisas ou situações, e outros darem mais importância a outras situações?

 

- porq é necessário fazer uma transformação moral?

 

- E se, como vc diz, "reformamos qdo existe <desgaste> ou qdo <alguém de fora estraga>, qual é a justificativa, a explicação que a doutrina espírita dá para esses terríveis sofrimentos pelos quais passamos para consertar esse "desgaste", e consertar o que "alguém de fora estragou"?

 

- Onde estão aí aquele amor e aquela justiça que a doutrina confere a Deus, se vamos sofrer pelo que não é responsabilidade nossa, pois, como vc mesma disse “foi alguém de fora que estragou”?

 

E vc fez uma pergunta interessante: “Mas eu também me pergunto:  por que agimos deliberadamente?”. Essa é uma pergunta que vc mesma deve tentar responder pois, se temos o livre-arbítrio, porq <deliberadamente> cometemos o mal? 

.

Muitos questionamentos Luis...Mas para resumir eu posso te dizer. A VIDA nos oferece oportunidades e nós escolhemos quais a que nos compraz....Cansados de sofrer mudamos o rumo de nossa caminhada e nossas atitudes....Meu pai (terreno) me dizia..."Filha não aceita maconha, se te oferecerem"...E eu não aceitei quando me ofereceram...E, com o tempo fui observando que quem usa se dá mal....Então liguei a recomendação do meu pai com o que a vida estava me mostranto sem que eu experimentasse...EU teria o livre arbítrio para aceitar aquele baseado que me ofereceram, certa vea, até porque me chamaram de "quadrada" por não aceitar....Ainda bem que eu não me importei com a OPINIÃO dos outros....Eu tenho livre arbítrio o suficiente. Observando tua conta no face observo que és militar. E deves ter obedecido muitas ordens, sem poder escolher. Então vou te contar outra experiência...Para manter o seu salário, meu esposo, sendo militar, obedecia as ordens militares. Um dia eu fui visitá-la nas dependências da Aeronáutica, onde ele trabalhava. Estacionei na vaga do comandante. Então um soldado pediu para eu tirar o carro de lá. Eu perguntei onde estava o comandante...Ele respondeu: Em Brasília...Eu retruquei...Vou demorar 15 minutos e um avião de Brasília pra cá dura, no mínimo 3 horas.....O soldado se convenceu. Mas meu esposo, sargento, com medo de ser repreendido me pediu para tirar. E eu disse: Não te preocupe, se se queixarem contigo, diz que a tua mulher é louca, e te livra desta responsabilidade. Afinal eu tenho o livre arbítrio, não estou presa ao salário da Aeronáutica....para obedecer ordens absurdas. E oro a Deus para que eu seja o mais livre possível....

Rosangela Araujo Pereira

 

Luis: sim, muitos questionamentos; e são todos eles resultantes do que acontece em nossas vidas, na vida que Deus nos deu; logo, nenhum questionamento absurdo ou desnecessário. Sendo assim, porq é que a amiga não procura responder a nenhum deles? Faça um esforcinho e tente responder pelo menos a este: qual é a causa de uns serem bons e outros serem maus? Nessa resposta poderá estar a explicação para todas as nossas dúvidas, a compreensão de todos os fatos que ocorrem em nossa vida, o porq sofremos etc.

 

E devo lhe dizer que mesmo seu resumo está equivocado pois “nunca” a escolha é nossa. Observe, com relação ao exemplo que vc mesma deu: se, como vc mesma diz, “a vida nos oferece oportunidades e nós escolhemos a que nos compraz”, porq é que escolhemos nessas oportunidades coisas erradas? A vc lhe compraz fazer escolhas erradas? Lhe compraz levar tristezas aos seus semelhantes, irmãos seus pois que são filhos de Deus, como vc?... Vc sente prazer em levar sofrimentos aos demais, como se fosse sádica?

 

Observe que não foi vc que escolheu não aceitar a maconha; a escolha foi “imposta” a vc, pelo que a vida já lhe havia ensinado: que seu pai merecia sua confiança no conselho que deu a vc, pelo que vc já leu, ouviu e sabia a respeito das drogas, pelo receio de se tornar viciada, de ser levada ao desejo de experimentar drogas mais fortes etc etc.

 

Repito o que coloquei em minha msg anterior, adaptando-o ao exemplo que vc deu: “Vc fez a escolha de não aceitar a maconha, porq a vida já lhe havia ensinado, “antes de fazê-la”, que não aceitar era o mais conveniente a ser feito. A vida lhe ensinou (pelo que vc aprendeu nas experiências/lições que ela lhe proporcionou) que vc deveria atender o conselho de seu pai de evitar as drogas etc.

 

Se a escola da vida não lhe houvesse já mostrado, no passado, antes de pensar em usar alguma droga, que isso pode trazer consequências dolorosas, trazer sofrimentos para vc mesma e para seus queridos, prejudicar sua vida etc, vc talvez tivesse se envolvido e se tornado escrava das drogas.

 

Observe ainda: vc diz que “cansados de sofrer mudamos o rumo de nossa caminhada e nossas atitudes...” e lhe pergunto: porq ou, qual é a causa de somente depois de estarmos cansados de sofrer é que vamos mudar o rumo de nossa caminhada? Porq não o mudamos antes de estarmos cansados de sofrer? E porq o rumo de nossa caminhada estava errado se, como afirma a doutrina, temos o livre-arbítrio e com ele a possibilidade de dar sempre um rumo correto a nossa caminhada?

 

Em nenhuma situação vc escolheu por vc mesma agir como agiu; todas as suas ações foram determinadas pela vida, pelas experiências ou lições que pela vida vc já havia passado.

Os outros exemplos que vc deu mostram a mesma coisa: seu esposo lhe pediu para que vc tirasse o carro da vaga do comandante porq a vida já havia ensinado a ele que estar na vaga do cmt poderia lhe trazer alguma consequência desagradável.

 

E vc disse o que disse, porq a vida lhe havia já feito acreditar que as consequências de ficar naquela vaga que não era sua, não seriam tão graves etc. Se, por ex, vc soubesse que seu esposo poderia ser punido pelo que vc fez, com certeza vc imediatamente tiraria o carro da vaga onde havia estacionado.

.

 

 

Rosangela, 

Minha amiga, se lhe sobrar algum tempo e estiver mesmo disposta, interessada em entender a vida, tente responder, mesmo que seja para vc mesma, as questões que apresentei na msg anterior; com isso, vc só terá a ganhar em compreensão e entendimento.

.


Sim amigo...Dentro do possível eu deixo passar, como tirar o carro da vaga do comandante. Mas já tenho a liberdade de escolher se mato ou não alguém. E se estou nesta situação de poder escolher, acredito que tenho mais livre arbítrio com quem é "obrigado" a fazer para se manter em alguma posição social, por exemplo. É mais rico quem menos precisa...E isto se dá ao merecimento. A busca pelo melhor...Uns escolhem o caminho do mal, por desconhecer o caminho do bem...Mas quem procura acha, então é do esforço próprio de cada um...Manda quem pode e obedece quem tem juízo? Não...Em certas circunstâncias manda quem pode obedece quem precisa...Eu diria, na maioria das vezes neste plano de tantas imperfeições....Não esqueça, amigo, que o Sol nasceu para todos. E isto é de Deus....
luis conforti junior disse:

Rosangela Araujo Pereira

 

Luis: sim, muitos questionamentos; e são todos eles resultantes do que acontece em nossas vidas, na vida que Deus nos deu; logo, nenhum questionamento absurdo ou desnecessário. Sendo assim, porq é que a amiga não procura responder a nenhum deles? Faça um esforcinho e tente responder pelo menos a este: qual é a causa de uns serem bons e outros serem maus? Nessa resposta poderá estar a explicação para todas as nossas dúvidas, a compreensão de todos os fatos que ocorrem em nossa vida, o porq sofremos etc.

 

E devo lhe dizer que mesmo seu resumo está equivocado pois “nunca” a escolha é nossa. Observe, com relação ao exemplo que vc mesma deu: se, como vc mesma diz, “a vida nos oferece oportunidades e nós escolhemos a que nos compraz”, porq é que escolhemos nessas oportunidades coisas erradas? A vc lhe compraz fazer escolhas erradas? Lhe compraz levar tristezas aos seus semelhantes, irmãos seus pois que são filhos de Deus, como vc?... Vc sente prazer em levar sofrimentos aos demais, como se fosse sádica?

 

Observe que não foi vc que escolheu não aceitar a maconha; a escolha foi “imposta” a vc, pelo que a vida já lhe havia ensinado: que seu pai merecia sua confiança no conselho que deu a vc, pelo que vc já leu, ouviu e sabia a respeito das drogas, pelo receio de se tornar viciada, de ser levada ao desejo de experimentar drogas mais fortes etc etc.

 

Repito o que coloquei em minha msg anterior, adaptando-o ao exemplo que vc deu: “Vc fez a escolha de não aceitar a maconha, porq a vida já lhe havia ensinado, “antes de fazê-la”, que não aceitar era o mais conveniente a ser feito. A vida lhe ensinou (pelo que vc aprendeu nas experiências/lições que ela lhe proporcionou) que vc deveria atender o conselho de seu pai de evitar as drogas etc.

 

Se a escola da vida não lhe houvesse já mostrado, no passado, antes de pensar em usar alguma droga, que isso pode trazer consequências dolorosas, trazer sofrimentos para vc mesma e para seus queridos, prejudicar sua vida etc, vc talvez tivesse se envolvido e se tornado escrava das drogas.

 

Observe ainda: vc diz que “cansados de sofrer mudamos o rumo de nossa caminhada e nossas atitudes...” e lhe pergunto: porq ou, qual é a causa de somente depois de estarmos cansados de sofrer é que vamos mudar o rumo de nossa caminhada? Porq não o mudamos antes de estarmos cansados de sofrer? E porq o rumo de nossa caminhada estava errado se, como afirma a doutrina, temos o livre-arbítrio e com ele a possibilidade de dar sempre um rumo correto a nossa caminhada?

 

Em nenhuma situação vc escolheu por vc mesma agir como agiu; todas as suas ações foram determinadas pela vida, pelas experiências ou lições que pela vida vc já havia passado.

Os outros exemplos que vc deu mostram a mesma coisa: seu esposo lhe pediu para que vc tirasse o carro da vaga do comandante porq a vida já havia ensinado a ele que estar na vaga do cmt poderia lhe trazer alguma consequência desagradável.

 

E vc disse o que disse, porq a vida lhe havia já feito acreditar que as consequências de ficar naquela vaga que não era sua, não seriam tão graves etc. Se, por ex, vc soubesse que seu esposo poderia ser punido pelo que vc fez, com certeza vc imediatamente tiraria o carro da vaga onde havia estacionado.

.

 

 

Rosangela, 

Nem vc, nem eu, ninguém escolhe: a escolha não é nossa; vc não escolhe fazer isto e não fazer aquilo, matar ou não matar alguém; é o aprendizado que vc recebe da escola da vida, escola na qual aprendemos a ser maus, egoístas, perversos, pervertidos, orgulhosos, viciados, ladrões, assassinos, que nos leva a fazer tudo o que fazemos. Enquanto vc não tentar encontrar as respostas às perguntas que lhe fiz, vc dificilmente compreenderá isto que estou dizendo. Tente responde uma perguntinha, apenas esta: se, conforme a doutrina, no princípio todos somos perfeitamente iguais, porq uns se tornam bons e outros se tornam maus?

Responder à discussão

RSS

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

leleca curtiu a postagem no blog A Reencarnação da MÃE de Chico Xavier (emocionante história) de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
13 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/1qviIH5fFA
Twitter41 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/ddRF10JhP2 Chave da Redenção - 67º Estudo do Apocalipse
Twitter52 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/iU1wKEK0WHção íntima - 66º Estudo do Apocalipse
Twitter52 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/WsFQyOloDhórdia e merecimento - 68º Apocalipse
Twitter58 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/ddB6nQvsA2
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/76r4oGXXOzº O Que é o Espiritismo? - "Boa ou má-fé dos Espíritos" com
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
EliethTavares Castro deu um presente para 20 membros
3 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo está participando do evento de Carlos Pretti - SCEE
Miniatura

“JESUS”, com José Marcelo Gonçalves Coelho em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

2 julho 2017 de 9 a 10:15
9 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo curtiram o evento “JESUS”, com José Marcelo Gonçalves Coelho de Carlos Pretti - SCEE
9 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
9 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram o evento “JESUS”, com José Marcelo Gonçalves Coelho de Carlos Pretti - SCEE
10 horas atrás
Selidalva Santos Oliveira curtiram o perfil de Selidalva Santos Oliveira
10 horas atrás
Selidalva Santos Oliveira curtiram o perfil de Selidalva Santos Oliveira
10 horas atrás
Selidalva Santos Oliveira curtiram o perfil de Selidalva Santos Oliveira
10 horas atrás
Ruth cavalcante gomes curtiu o vídeo de Fernanda Silva Goes
11 horas atrás
Ori Pombal Franco compartilhou o post do blog de ANA MARIA TEODORO MASSUCI em Google +1
11 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog O QUE SÃO OS MUNDOS DE REGENERAÇÃO? de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
11 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/6ZEh8T6XfF
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Vem ouvir o meu novo áudio: 2017 - 06 - 27 - Plano Espiritual - Eduardo Mendes - 27 Junho 2017 - 07 - 32 - 54 https://t.co/zU7o1CAOGQ
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2017   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço