REDE AMIGO ESPÍRITA

Divulgando, Instruindo e Unificando!!!

Querido amigos.

Com a postura de respeitar as diversas crenças, principalmente, cristãs, que fazem parte deste Brasil, coração do Mundo e Pátria do Evangelho, eu não descarto e estudo o porquê de algumas conceitos, mesmo divergindo, em alguns pontos, de uma ou outra religião ou doutrina.

Em Mateus 24:14 diz ‘E será pregado este evangelho do reino por todo o mundo, para testemunho a todas as nações. Então, virá o fim’. Jesus somente voltará quanto todas as pessoas de todo o mundo ouvirem a Palavra de Deus.

Diante desta anotação bíblica, algumas religiões acreditam que Jesus irá voltar. Talvez não em uma nuvem branca e nem em alguma espaçonave, como, com ironia, infelizmente, brincam alguns companheiros de jornada espírita.

Respeitar todas as crenças significa entrar na realidade de cada ser que busca, assim como nós, estudantes da Doutrina Espírita, respostas que possam nos dar um norte e uma base firme de fé e equilíbrio. 

Estudando, mais detalhadamente "O Evangelho Segundo o Espiritismo" questionei, a meus colegas de estudos, sobre a seguinte passagem:

Na tradução Herculano Pires temos, no Capítulo II 

A Vida Futura

1 – “Tornou pois a entrar Pilatos no pretório, e chamou a Jesus, e disse-lhe: Tu és o Reino dos Judeus? Respondeu-lhe Jesus: O meu Reino não é deste mundo; se o meu Reino fosse deste mundo, certo que os meus ministros haviam de pelejar para que eu não fosse entregue aos judeus; mas por agora o meu Reino não é daqui. Disse-lhe então Pilatos: Logo, tu és rei? Respondeu Jesus: Tu o dizes, que eu sou rei. Eu não nasci nem vim a este mundo senão para dar testemunho da verdade; todo aquele que é da verdade ouve a minha voz”. (João, cap. XVIII, 33-37)

Em outras traduções " Meu Reino ainda não é deste mundo".

Se Pilatos era o governador da Judéia...Ele era considerado Rei dos Judeus, na ordem de hierarquia política. E se Jesus é o governador do Planeta Terra, ele seria o Rei, mesmo que na hierarquia Espiritual. Pois não deixamos de sermos espíritos por estarmos encarnados. Somente temos um corpo, mais denso, para suportar e administrar. Então, diante destas observações, para que nos localizemos melhor eu pergunto: O que Jesus quis dizer com meu Reino "ainda" não é deste mundo? Esta tradução não daria vazão para que acreditemos que ele voltará, quando a ordem se estabelecer na Terra? Haja visto que o Planeta Terra está fadado a evolução? Ou a evolução dos homens, aqui encarnados, nunca atingirão a evolução de Jesus?

Exibições: 1465

Responder esta

Respostas a este tópico

Resumindo o que eu entendo, Deus age em benefício de todos com o objetivo de amparar o princípio inteligente desde o átomo até o arcanjo, conforme é dito na questão 540 de O Livro dos Espíritos.

Dessa forma, podemos dizer que o reino de Deus não é deste mundo, pois este mundo é transitório, mas o reino de Deus é para sempre.
Nenhum reino deste munto poderia ser eterno, pois este mundo deixará de existir daqui a alguns bilhões de anos.

Então, o reino de Deus não é deste mundo. É o reino para o espírito imortal.

Contudo, não descarto a opinião de que Jesus voltará. Vale lembrar que Jesus é o espírito de Verdade que nos trouxe a revelação espírita. Poderíamos dizer que isso é um retorno dele.

Sobre a outra pergunta: "Ou a evolução dos homens, aqui encarnados, nunca atingirão a evolução de Jesus?", penso o seguinte: segundo a Gênese bíblica e algumas obras de Emmanuel como A Caminho da Luz, Jesus já era um Cristo antes da Terra ser criada. Jesus e sua plêiade de de espíritos, estão nos acompanhando desde nossas primeiras manifestações como princípio inteligente.
Se é certo que todos invariavelmente chegaremos a evolução espiritual equivalente à que Jesus nos revelou, será certo afirmarmos que até lá, ou seja, até que nos alcancemos aquele patamar de evolução, será que poderíamos imaginar que Jesus estacionou? É possível imaginar um limite para a expansão da grandeza de cada ser criado por Deus?

Chico Xavier em entrevista com Herculano Pires, diz que Jesus é o governador da Terra, mas haveria um Cristo de maior grandeza que governa todo o sistema solar.
Imaginemos então, que esse Cristo do sistema solar se sente muito pequeno, pois periodicamente ele participa de uma reunião com vários Cristos de outros sistemas solares e quem preside a reunião é um Cristo de um aglomerado de sistemas solares.
Esse Cristo que governa vários sistemas solares, também se sente pequeno, pois periodicamente ele participa de uma reunião dos Cristos dos aglomerados de sistemas e quem preside é o Cristo da galáxia.
O Cristo da galáxia também se sente pequeno, pois ele participa de uma reunião dirigida pelo Cristo de um aglomerado de galáxias. E assim até o infinito.
Por esse ponto de vista, podemos dizer que não atingiremos a mesma grandeza de Jesus, não por ele ser de criação especial, mas por ele ter mais experiência que nós.


Obrigada por responder Hilton. Eu só queria entender de onde algumas religiões evangélicas tiraram que Jesus voltará. Não que eu concorde. Mas quero tentar entender para respeitar. Tanta gente foi considerado maluco, bruxo, ou impostor por não termos o alcance de seu entendimento. Por desconhecermos algumas coisas. Não quero me aprofundar. Mas, também, como tu mesmo me disse algumas vezes, não devemos, também, descartar totalmente uma informação...Até esta história que muita gente se considera um extra terrestre em um surto psicótico. Pode sim, esta pessoa estar perturbada com tanta informação e confundir tudo, como pode ter um pouco de verdade no que fala. Se pensarmos mais aprofundadamente, temos em nós, alguma carga genética de nossos ancestrais. E os espíritos exilados de outras constelações que se misturaram com os primatas (Isto observamos no livro "Os Exilados de Capela"). Os semideuses que muitos da civilização egípcias afirmavam serem filho de um mortal com um Deus...Estes exilados seriam Deuses para os egípicios. E seriam um extra terrestre para nós. Sendo eu um resultado desta fusão, teria eu, no meu subconsciente esta informação que, diante de um gatilho, dispara as recordações (já esta informação encontramos em algumas obras do Dr Mauro Kwitko). Outro "doido" que se retirou do Conselho de Medicina antes que o expulsassem...
Hilton Cesar disse:

Resumindo o que eu entendo, Deus age em benefício de todos com o objetivo de amparar o princípio inteligente desde o átomo até o arcanjo, conforme é dito na questão 540 de O Livro dos Espíritos.

Dessa forma, podemos dizer que o reino de Deus não é deste mundo, pois este mundo é transitório, mas o reino de Deus é para sempre.
Nenhum reino deste munto poderia ser eterno, pois este mundo deixará de existir daqui a alguns bilhões de anos.

Então, o reino de Deus não é deste mundo. É o reino para o espírito imortal.

Contudo, não descarto a opinião de que Jesus voltará. Vale lembrar que Jesus é o espírito de Verdade que nos trouxe a revelação espírita. Poderíamos dizer que isso é um retorno dele.

Sobre a outra pergunta: "Ou a evolução dos homens, aqui encarnados, nunca atingirão a evolução de Jesus?", penso o seguinte: segundo a Gênese bíblica e algumas obras de Emmanuel como A Caminho da Luz, Jesus já era um Cristo antes da Terra ser criada. Jesus e sua plêiade de de espíritos, estão nos acompanhando desde nossas primeiras manifestações como princípio inteligente.
Se é certo que todos invariavelmente chegaremos a evolução espiritual equivalente à que Jesus nos revelou, será certo afirmarmos que até lá, ou seja, até que nos alcancemos aquele patamar de evolução, será que poderíamos imaginar que Jesus estacionou? É possível imaginar um limite para a expansão da grandeza de cada ser criado por Deus?

Chico Xavier em entrevista com Herculano Pires, diz que Jesus é o governador da Terra, mas haveria um Cristo de maior grandeza que governa todo o sistema solar.
Imaginemos então, que esse Cristo do sistema solar se sente muito pequeno, pois periodicamente ele participa de uma reunião com vários Cristos de outros sistemas solares e quem preside a reunião é um Cristo de um aglomerado de sistemas solares.
Esse Cristo que governa vários sistemas solares, também se sente pequeno, pois periodicamente ele participa de uma reunião dos Cristos dos aglomerados de sistemas e quem preside é o Cristo da galáxia.
O Cristo da galáxia também se sente pequeno, pois ele participa de uma reunião dirigida pelo Cristo de um aglomerado de galáxias. E assim até o infinito.
Por esse ponto de vista, podemos dizer que não atingiremos a mesma grandeza de Jesus, não por ele ser de criação especial, mas por ele ter mais experiência que nós.

Hilton disse: Resumindo o que eu entendo, Deus age em benefício de todos com o objetivo de amparar o princípio inteligente desde o átomo até o arcanjo, conforme é dito na questão 540 de O Livro dos Espíritos.



Luis diz: como a DE manda, temos de raciocinar (muito e profundamente) para entendê-la melhor. Então convido-os a raciocinar comigo: se Deus age em benefício de todos, porq, neste planeta, milhões ou bilhões de irmãos nossos agem exatamente e propositadamente contra a vontade de Deus? Porq demoramos séculos ou milênios para entender e aceitar o que Ele nos manda, se Deus está sempre nos ajudando e agindo em benefício de nossa evolução? Milênios se passaram e ainda não sabemos como fazer para evoluir, pois continuamos a não saber como fazer escolhas corretas, fazendo tantas vezes escolhas erradas,e, com isso, fazendo outros sofrerem? Vejam que, até este instante, ainda não sabemos nem mesmo como deve fazer aquele que á mau, para se tornar bom; aquele que é egoísta, para deixar de ser egoísta; aquele que é orgulhoso para ser humilde; aquele que não ama, para amar o próximo!

Essa é a reflexão de quem tem a vida humana como parâmetro de tempo.

Julgais que os cerca de 8 bilhões de anos previstos para a existência da Terra, seja um tempo muito longo para Deus?

Acreditais então que as civilizações do começo da era cristã não melhoraram nada? Nunca ficou sabendo de algum filósofo antigo, ou qualquer um, que tenha conseguido viver sem esses sofrimentos e esse desequilíbrios que você tanto cita?

A visão que temos do mundo é muito limitada, e mesmo que aparentemente vejamos desordem, devido aos excessos que nós próprios causamos, tudo tenderá para o mesmo fim, pois o progresso é uma lei absoluta.

Os que observam e atuam conforme as leis de Deus, se abreviam de tantos sofrimentos e alcançam mais depressa os objetivos, outros porém que se alimentam da árvore do conhecimento do bem e do mal, demoram mais, e por agirem contra as leis, sofrem as consequências, pois tinham condições de agir de modo diverso, mas ao final todos atingirão o mesmo fim, mas pelo o esforço de cada um.

 

luis conforti junior disse:

Hilton disse: Resumindo o que eu entendo, Deus age em benefício de todos com o objetivo de amparar o princípio inteligente desde o átomo até o arcanjo, conforme é dito na questão 540 de O Livro dos Espíritos.



Luis diz: como a DE manda, temos de raciocinar (muito e profundamente) para entendê-la melhor. Então convido-os a raciocinar comigo: se Deus age em benefício de todos, porq, neste planeta, milhões ou bilhões de irmãos nossos agem exatamente e propositadamente contra a vontade de Deus? Porq demoramos séculos ou milênios para entender e aceitar o que Ele nos manda, se Deus está sempre nos ajudando e agindo em benefício de nossa evolução? Milênios se passaram e ainda não sabemos como fazer para evoluir, pois continuamos a não saber como fazer escolhas corretas, fazendo tantas vezes escolhas erradas,e, com isso, fazendo outros sofrerem? Vejam que, até este instante, ainda não sabemos nem mesmo como deve fazer aquele que á mau, para se tornar bom; aquele que é egoísta, para deixar de ser egoísta; aquele que é orgulhoso para ser humilde; aquele que não ama, para amar o próximo!

Ao Hilton Cesar 

 

DE: Sempre buscar ter uma “fé raciocinada”.

 

Hilton disse: Essa é a reflexão de quem tem a vida humana como parâmetro de tempo. Julgais que os cerca de 8 bilhões de anos previstos para a existência da Terra, seja um tempo muito longo para Deus?

 

Luis: não, meu jovem, para Deus não, mas para quem sofre um minuto que seja, pode parecer uma eternidade. Lembre-se que, segundo a doutrina, há, impostas por Deus, penalidades tão longas (que duram por multiplicadas encarnações e por milhões de anos) que aos que as sofrem se assemelham às penas eternas, com que outras religiões nos ameaçam.

 

Hilton: Acreditais então que as civilizações do começo da era cristã não melhoraram nada? Nunca ficou sabendo de algum filósofo antigo, ou qualquer um, que tenha conseguido viver sem esses sofrimentos e esses desequilíbrios que você tanto cita?

 

Luis: e como que vc chegou a essa conclusão? O que vemos é que muitos, por medo das terríveis consequências, que Deus criou para nós através da também terrível lei de causa e efeito, procuram não errar para se esquivar delas, e outros muitos procuram não errar devido ao medo das consequências das leis dos homens, ou devido ao medo das reações dos outros. Olhe o mundo, meu jovem! Guerras, atrocidades e violências sem fim, de todas as espécies, desde o início da história conhecida dos homens; o mundo ainda está repleto de homens imperfeitos, cheios de monstruosos defeitos morais, que fazem da Terra um escuro e profundo abismo de ignorância e de sofrimentos. E veja que já são passados 20 séculos da chegada dos ensinamentos de Jesus, nos evangelhos, (e houve outros que vieram antes de Jesus), e século e meio, na codificação. E vc, meu jovem, já refletiu sobre o porq disso; porq as criaturas que Deus criou possuem essa gigantesca dificuldade em aprender as lições do Alto? Porq se esquivam de praticar o bem, e se esforçam tantas vezes em trabalhar contra si mesmas, fazendo tantas escolhas erradas? Se Deus não as criou assim, porq se tornaram tão incapazes, tão inclinadas para fazer o mal? Veja que, pela doutrina, todos somos criados perfeitamente iguais, lembra-se? Sendo assim, o que é que surgiu, de onde surgiu e porq surgiu essa “coisa” que destruiu aquela perfeita igualdade original, e a transformou em gigantesca e assombrosa desigualdade, fazendo que uns sigam o caminho do bem e da consequente felicidade, eqto faz que outros sigam o caminho do mal, e das consequentes mais extremas infelicidades?

 

Hilton: A visão que temos do mundo é muito limitada, e mesmo que aparentemente vejamos desordem, devido aos excessos que nós próprios causamos, tudo tenderá para o mesmo fim, pois o progresso é uma lei absoluta.

 

Luis: sim, e o fato de estarmos encarnados é que a faz limitada para nós; por isso fazemos tantas escolhas erradas; e se Deus, segundo a doutrina, não cessa de criar, essa caminhada para o mesmo fim nunca cessará, pois, sempre existirão espíritos caminhando, desde o princípio, para o mal.

 

Hilton: Os que observam e atuam conforme as leis de Deus, se abreviam de tantos sofrimentos e alcançam mais depressa os objetivos, outros porém que se alimentam da árvore do conhecimento do bem e do mal, demoram mais, e por agirem contra as leis, sofrem as consequências, pois tinham condições de agir de modo diverso, mas ao final todos atingirão o mesmo fim, mas pelo o esforço de cada um.

 

Luis: concordo, mas qual e a causa dessa gigantesca desigualdade? Porq uns “observam e atuam” conforme as leis de Deus, e outros se alimentam dos frutos do mal, agindo contra as leis e contra a vontade de Deus? Se, como vc sabe, a doutrina afirma que todos somos criados perfeitamente iguais, repito pergunta que fiz mais acima: o que é que destrói essa perfeita igualdade original e a transforma nessa gigantesca desigualdade?

.

 

Não fomos criados perfeitamente iguais e nada existe igual. Até mesmo em linha de produção digamos, de refrigerantes, cada garrafa é unica e embora seja semelhante à outra cada uma é unica, cada uma possui o seu ID, o seu GUID. Nem se você conseguisse clonar uma pessoa a outra seria igual, mesmo que fisicamente idênticas, por isso a desigualdade nas atitudes e caminhos. Entretanto, mesmo desiguais muitos podem se unir em torno de um mesmo ideal e agir igualmente, em harmonia, para gerar um resultado, tornando o conjunto das unidades menores como uma única unidade maior. Vejam bem as células de órgão físico qualquer: todas são iguais, mas cada uma é única no órgão, embora o órgão seja apenas um. Assim os funcionários de uma empresa podem ser muitos, mas a unidade maior, é a empresa, que é única, identificada por seu CNPJ.


Cabe acrescentar também que o uno despedaçado, fragmentado é que revela a desigualdade. Imagine um órgão público, por exemplo, onde todas as unidades menores trabalham em função da unidade maior, em harmonia. Quem estiver de fora não percebe a unidade menor somente a maior, por ser ela una e funcional na sua totalidade. Dessa maneira se faz referência a unidade maior com única e não as unidades menores. Mas se essas mesmas unidades menores não se coordenam na lei da unidade maior, esta se despedaça e agora se vê desigualdade através da unidades menores que abandonaram e despedaçaram o todo.Assim, a desigualdade se faz presente e a igualdade se faz ausente. Da mesma forma a unidade menor é menor em relação à maior mas ela é também uma unidade maior de unidades ainda menores, que por sua vez mantém compacta a unidade maior ou a podem despeça-la também e assim ao infinito.

Então a resposta que se pode dar à questão acima:

"mas qual e a causa dessa gigantesca desigualdade? Porq uns “observam e atuam” conforme as leis de Deus, e outros se alimentam dos frutos do mal, agindo contra as leis e contra a vontade de Deus? Se, como vc sabe, a doutrina afirma que todos somos criados perfeitamente iguais, repito pergunta que fiz mais acima: o que é que destrói essa perfeita igualdade original e a transforma nessa gigantesca desigualdade?"


É essa:

O despedaçamento do uno.

O que, ou quem será que despedaçou o uno? Deus mesmo o despedaçou, ou espíritos PERFEITOS o despedaçaram num surto de profunda loucura e ignorância? Quem poderá responder isso?

Bah! Apelou rsrsrs

luis conforti junior disse:

O que, ou quem será que despedaçou o uno? Deus mesmo o despedaçou, ou espíritos PERFEITOS o despedaçaram num surto de profunda loucura e ignorância? Quem poderá responder isso?


..."e se Deus, segundo a doutrina, não cessa de criar, essa caminhada para o mesmo fim nunca cessará, pois, sempre existirão espíritos caminhando, desde o princípio, para o mal."

Sempre questionei algo parecido. Se Deus cria espíritos incessantemente, sempre haverá os menos evoluídos. Porém, menos evoluídos por serem novos e não por se corromperem. Assim como aquele que ignora e erra por desconhecimento a responsabilidade é menor do que aquele que erra sabedor de que está errando. De qualquer modo, tando um, como o outro, terão oportunidades de resgatar, através do amor, as suas falhas. Ou de construir, através do trabalho sua evolução. O espírito pode estacionar, que já é um avanço, em meio a corruptores. Mas nunca retrocesso. E, inevitavelmente haverá sempre mudança de cenários e de ciclos familiares e sociais, pelo simples fato de uns evoluírem com mais rapidez....


luis conforti junior disse:

Ao Hilton Cesar 

 

DE: Sempre buscar ter uma “fé raciocinada”.

 

Hilton disse: Essa é a reflexão de quem tem a vida humana como parâmetro de tempo. Julgais que os cerca de 8 bilhões de anos previstos para a existência da Terra, seja um tempo muito longo para Deus?

 

Luis: não, meu jovem, para Deus não, mas para quem sofre um minuto que seja, pode parecer uma eternidade. Lembre-se que, segundo a doutrina, há, impostas por Deus, penalidades tão longas (que duram por multiplicadas encarnações e por milhões de anos) que aos que as sofrem se assemelham às penas eternas, com que outras religiões nos ameaçam.

 

Hilton: Acreditais então que as civilizações do começo da era cristã não melhoraram nada? Nunca ficou sabendo de algum filósofo antigo, ou qualquer um, que tenha conseguido viver sem esses sofrimentos e esses desequilíbrios que você tanto cita?

 

Luis: e como que vc chegou a essa conclusão? O que vemos é que muitos, por medo das terríveis consequências, que Deus criou para nós através da também terrível lei de causa e efeito, procuram não errar para se esquivar delas, e outros muitos procuram não errar devido ao medo das consequências das leis dos homens, ou devido ao medo das reações dos outros. Olhe o mundo, meu jovem! Guerras, atrocidades e violências sem fim, de todas as espécies, desde o início da história conhecida dos homens; o mundo ainda está repleto de homens imperfeitos, cheios de monstruosos defeitos morais, que fazem da Terra um escuro e profundo abismo de ignorância e de sofrimentos. E veja que já são passados 20 séculos da chegada dos ensinamentos de Jesus, nos evangelhos, (e houve outros que vieram antes de Jesus), e século e meio, na codificação. E vc, meu jovem, já refletiu sobre o porq disso; porq as criaturas que Deus criou possuem essa gigantesca dificuldade em aprender as lições do Alto? Porq se esquivam de praticar o bem, e se esforçam tantas vezes em trabalhar contra si mesmas, fazendo tantas escolhas erradas? Se Deus não as criou assim, porq se tornaram tão incapazes, tão inclinadas para fazer o mal? Veja que, pela doutrina, todos somos criados perfeitamente iguais, lembra-se? Sendo assim, o que é que surgiu, de onde surgiu e porq surgiu essa “coisa” que destruiu aquela perfeita igualdade original, e a transformou em gigantesca e assombrosa desigualdade, fazendo que uns sigam o caminho do bem e da consequente felicidade, eqto faz que outros sigam o caminho do mal, e das consequentes mais extremas infelicidades?

 

Hilton: A visão que temos do mundo é muito limitada, e mesmo que aparentemente vejamos desordem, devido aos excessos que nós próprios causamos, tudo tenderá para o mesmo fim, pois o progresso é uma lei absoluta.

 

Luis: sim, e o fato de estarmos encarnados é que a faz limitada para nós; por isso fazemos tantas escolhas erradas; e se Deus, segundo a doutrina, não cessa de criar, essa caminhada para o mesmo fim nunca cessará, pois, sempre existirão espíritos caminhando, desde o princípio, para o mal.

 

Hilton: Os que observam e atuam conforme as leis de Deus, se abreviam de tantos sofrimentos e alcançam mais depressa os objetivos, outros porém que se alimentam da árvore do conhecimento do bem e do mal, demoram mais, e por agirem contra as leis, sofrem as consequências, pois tinham condições de agir de modo diverso, mas ao final todos atingirão o mesmo fim, mas pelo o esforço de cada um.

 

Luis: concordo, mas qual e a causa dessa gigantesca desigualdade? Porq uns “observam e atuam” conforme as leis de Deus, e outros se alimentam dos frutos do mal, agindo contra as leis e contra a vontade de Deus? Se, como vc sabe, a doutrina afirma que todos somos criados perfeitamente iguais, repito pergunta que fiz mais acima: o que é que destrói essa perfeita igualdade original e a transforma nessa gigantesca desigualdade?

.

 

Nunca haverá igualdade e nem uma unicidade. Pois somos seres individuais. Por isto somos especiais. Somos substituíveis em determinadas funções. Mas somos únicos para Deus. Está aí a unidade. A unidade de amor divino. Ele, o Pai não ama uns mais do que outros. Isto é sentimento do ego. E não existe ego para um espírito perfeito. E perfeito só Deus.

Marco Túlio Ferreira Silva disse:

Não fomos criados perfeitamente iguais e nada existe igual. Até mesmo em linha de produção digamos, de refrigerantes, cada garrafa é unica e embora seja semelhante à outra cada uma é unica, cada uma possui o seu ID, o seu GUID. Nem se você conseguisse clonar uma pessoa a outra seria igual, mesmo que fisicamente idênticas, por isso a desigualdade nas atitudes e caminhos. Entretanto, mesmo desiguais muitos podem se unir em torno de um mesmo ideal e agir igualmente, em harmonia, para gerar um resultado, tornando o conjunto das unidades menores como uma única unidade maior. Vejam bem as células de órgão físico qualquer: todas são iguais, mas cada uma é única no órgão, embora o órgão seja apenas um. Assim os funcionários de uma empresa podem ser muitos, mas a unidade maior, é a empresa, que é única, identificada por seu CNPJ.


Cabe acrescentar também que o uno despedaçado, fragmentado é que revela a desigualdade. Imagine um órgão público, por exemplo, onde todas as unidades menores trabalham em função da unidade maior, em harmonia. Quem estiver de fora não percebe a unidade menor somente a maior, por ser ela una e funcional na sua totalidade. Dessa maneira se faz referência a unidade maior com única e não as unidades menores. Mas se essas mesmas unidades menores não se coordenam na lei da unidade maior, esta se despedaça e agora se vê desigualdade através da unidades menores que abandonaram e despedaçaram o todo.Assim, a desigualdade se faz presente e a igualdade se faz ausente. Da mesma forma a unidade menor é menor em relação à maior mas ela é também uma unidade maior de unidades ainda menores, que por sua vez mantém compacta a unidade maior ou a podem despeça-la também e assim ao infinito.

Então a resposta que se pode dar à questão acima:

"mas qual e a causa dessa gigantesca desigualdade? Porq uns “observam e atuam” conforme as leis de Deus, e outros se alimentam dos frutos do mal, agindo contra as leis e contra a vontade de Deus? Se, como vc sabe, a doutrina afirma que todos somos criados perfeitamente iguais, repito pergunta que fiz mais acima: o que é que destrói essa perfeita igualdade original e a transforma nessa gigantesca desigualdade?"


É essa:

O despedaçamento do uno.

O que muitas pessoas confundem com Panteísmo é a doutrina da onipresença de Deus. O que seria o "despedaçamento do uno"?

O despedaçamento do uno é a fragmentação do interesse da unidade maior por parte dos interesses menores das unidades menores que formam a unidade maior. Se você faz parte de uma orquestra tocando tímpano, por exemplo, mas em dado momento você se recusa exercer a função para a qual foi chamada, apenas para atender à interesses próprios em detrimento do conjunto você despedaçou a unidade maior, que era una. Nesse caso seria como o sal da terra que se tornou insípido. Para mais nada presta se não ser lançado nas trevas exteriores onde haverá pranto e ranger de dentes(aqui mesmo, na matéria).

Responder à discussão

RSS

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Ícone do perfilreinato bollari filho, Maria Rogéria Bueno de carvalho, Sheilla Maria e mais 4 pessoas entraram em REDE AMIGO ESPÍRITA
12 minutos atrás
Diovani Souza curtiu a postagem no blog Tratamento Mediúnico de Romeu Leonilo Wagner
40 minutos atrás
Aline Xavier curtiu a postagem no blog Tomadas obsessivas de Antonio Carlos Navarro
1 hora atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/IU1V3hTcpJ
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Conversas de Além Túmulo com Mozart - Parte II - 75ª Introdução à Doutrina Espírita com Décio Naves https://t.co/C3PpTq3uPA
Twitter2 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/RlVxiGvdVk
Twitter3 horas atrás · Responder · Retweet
Adriana Wanderley Bastos compartilhou um perfil em Facebook
3 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/4lW2QdtdIM
Twitter4 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Conversas de Além Túmulo com Mozart - Parte II - 75ª Introdução à Doutrina Espírita com Décio Naves https://t.co/gZe9CYyqWV
Twitter4 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Estamos ao vivo, venha participar conosco!!! via Restream.io
Twitter4 horas atrás · Responder · Retweet
gilda aparecida augusto deu um presente para Carlos Pretti - SCEE
6 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"ESPÍRITA EM FAMÍLIA NÃO ESPÍRITA" Dos temas relacionados a grupos consangüíneos, temos a considerar um: https://t.co/jBCRimmpg8
Twitter6 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por ANA MARIA TEODORO MASSUCI
6 horas atrás
luis conforti junior respondeu à discussão Mediunidade - dom ou castigo? de Bárbara Martins de Castro
7 horas atrás
Jose Lucio Barbosa Rodrigues respondeu à discussão Mediunidade - dom ou castigo? de Bárbara Martins de Castro
7 horas atrás
Celso LUiz Velloso Brandão curtiu o vídeo de Amigo Espírita
7 horas atrás
Celso LUiz Velloso Brandão curtiu o vídeo de Amigo Espírita
7 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/iKrXgqbM0O coroa e as asas - Evangelho na Rede com Elisabete Azevedo
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
gilda aparecida augusto deu um presente para Nadia Rosangela
10 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Pílulas de Luz nº 5 - Médico de Si Próprio - Jorge Hessen: https://t.co/7G99BbABur via @YouTube
Twitter14 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2017   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço