REDE AMIGO ESPÍRITA

Divulgando, Instruindo e Unificando!!!

Bem pessoa,

    Este é o meu primeiro post. A questão 124 ,acima proposta, sempre foi difícil pra mim por se tornar um paradoxo no meu entendimento. Ei-la : 

"124. Pois que há Espíritos que desde o princípio seguem o caminho do bem absoluto e outros o do mal absoluto, deve haver, sem dúvida, gradações entre esses dois extremos. Não?

“Sim, certamente, e os que se acham nos graus intermediários constituem a maioria.”

 Então, que princípio é este? Antes da evolução ou depois da evolução? 

Na questão 122, os espíritos dizem que só teremos livre-arbítrio após adquirirmos consciência de nós mesmos para que a escolha seja livre, e então, muitos escolheram o caminho do mal absoluto e outros o do bem absoluto conforme a 124.

Da maneira que está, dá a entender que na origem, antes de entrar na linha da evolução, o espírito adquire consciência de si mesmo e toma uma decisão influenciada por outros, que também já decidiram antes, e esta influência externa é de onde vem a causa da sua queda. 

Portanto, a pergunta que fica é esta:Será possível adquirir consciência de si mesmo sem passar pela linha da evolução? Por favor, não me venha falar que o espírito passa pelo mineral, vegetal e animal para depois chegar no homem e finalmente poder decidir, pois que, neste caso, já não estaríamos falando da origem e sim processo evolutivo.

Exibições: 5562

Responder esta

Respostas a este tópico

Você define com precisão o que acontece. Sim, na passagem pelos reinos (como estagiários e não como tais, como querem alguns) o espírito vai tomando conhecimento de como agir nas mais diversas situações. Ao alcançar o reino hominal, ele se apropria de sua consciência, que ainda está nos limites da ignorância, sendo assim, o mesmo procura vencer os maus instintos adquirido naquele estágio e seguir praticando o bem. É como o viajante que seguindo um determinado roteiro, prefere usar atalhos por caminhos tortuosos e no final se depara com um beco sem saída, tendo que retornar e refazer o caminho correto pre-estabelecido. É também o livre arbítrio, que não é tão livre como pensamos, pois só o teremos livre total, quando conseguirmos compreender e respeitar as Leis que regem o Universo.

Juarez, 

Amigo, porq é que para vencer os maus instintos temos de sofrer se é Deus a causa de os possuirmos?



luis conforti junior disse: Amigo, Deus é o princípio e o fim de todas as coisas, diz a codificação! Sim, tudo existe por sua vontade, e sua maior vontade é esse ser inteligente que chama-se ALMA! Ele, é o SER SUPREMO do Universo que é todo energia. A física moderna confirma isso, inclusive que uma grande parte dessa energia se apresenta como uma massa escura (Cap I da Gênese. Bíblia). É nessa massa escura que a ALMA se apropria de uma porção, criando em torno de si uma película sutil, a qual o codificador deu o nome de PERISPÍRITO e atuando sobre essa massa, o espírito vai construindo o seu caminho, desde o menores partículas sub-atômicas  até a matéria densa. Nessa caminhada, sempre ao seu lado os seus anjos guardiões, seus mentores, seus anjos da guarda, que o orienta de como e onde pisar, no entanto, surdos pela vibração de uma energia grosseira das dimensões onde começamos a caminhada, não os ouvimos e erramos. A Lei que rege o universo sendo clara e objetiva, requer dos infratores a devida correção e resgate, é aí que nas reencarnações (que digo ser as existências) trazemos em nosso registro akachico uma nova programação, sendo ali incluída as correções devidas diante da Lei. O vencer está justamente nessa persistência do SER em resistir as coisas erradas, que nos faz tanto bem, tais como o excesso em tudo o que fazemos e no permanecer nas sensações baixas e nos procedimentos indevidos, contrários a Lei de Amor estabelecida pelo SER SUPREMO para que o universo e tudo o que nele existe conviva na mais perfeita união e bem estar. Em nós, (espíritos) desde os primeiros passos existe todo o conhecimento do universo, em estado latente, pronto para ser liberado à medida que estivermos aptos a suporta-lo e vivencia-lo com sabedoria. Abç

Juarez, 

Amigo, porq é que para vencer os maus instintos temos de sofrer se é Deus a causa de os possuirmos?

Juarez Pereira da Costa

 

Querido amigo, me permita algumas perguntas:

- se tudo existe pela vontade de Deus, porq a DE ensina que Deus é amor, justiça e sabedoria?

- Se é o espírito que constrói seu caminho, porq ele constrói um caminho tão cruel para si mesmo?

- Se os anjos-guardiões, mentores etc nos mostram onde pisar, porq pisamos em tantas armadilhas, cometemos tantas maldades, somos tão profundamente egoístas e assombrosamente ignorantes?

- De que nos vale que estejam sempre ao nosso lado, se continuamos a fazer do mundo esse abismo de egoísmo, perversidades, perversões, misérias, desgraças, ignorância e sofrimentos?

- Se nos orientam na caminhada, porq erramos tanto?

- Se somos criaturas de Deus, porq nos deixamos seduzir por vibrações grosseiras e caímos em tantas tentações?

- Se a Lei que rege o universo é clara e objetiva, porq as criaturas de Deus não as respeitam e frequentes vezes as transgridem?

- Se existe o livre-arbítrio, porq praticamos tantos absurdos que, depois, temos de nos corrigir através de sofrimentos tantas vezes desesperadores e até mesmo insuportáveis e de numerosas encarnações?

- Se temos o livre-arbítrio, porq escolhemos fazer tantas coisas erradas e permanecer nas sensações baixas e cometer ações indevidas?

- Se Deus é amor, porq impõe a suas criaturas sofrimentos tão terríveis, que levam milhões a se suicidarem, devido a não suportá-los?

- se Deus é amor, justiça, sabedoria e perfeição porq seus filhos são o oposto dele: desamor, injustiça, ignorância e imperfeição?

- Se em nós, (espíritos) desde os primeiros passos existe todo o conhecimento do universo, pronto para ser liberado à medida que estivermos aptos a suporta-lo e vivencia-lo com sabedoria, porq temos de sofrer eqto não estamos aptos para suportá-lo?

- E, repetindo pergunta já feita: porq é que para vencer os maus instintos temos de sofrer se é Deus a causa de os possuirmos?

Abraços!


Luis, quando se fala que tudo existe pela vontade de Deus, deve-se entender que é por sua vontade que acontece as construções e aparições (não gosto muito de usar criação) construído pelos seres inteligentes a Seu serviço. Logicamente que ao arquitetar algo, o Senhor arquiteta da melhor maneira possível, para que tudo seja perfeito, como Ele próprio o é. Acontece que nem sempre Suas orientações são cumpridas a risca, porque, alguns preferem encurtar o caminho e termina transgredindo, sendo responsável pelo erro cometido, sujeito a encarnações nem sempre agradável. Com sua transgressão, não só prejudica a si próprio com a muitos que o segue, também sendo responsabilizado por condução a erros. Deus, não determina e sim, orienta como e quando deve ser feito Suas obras, sempre através das criaturas. Se fizermos algumas analogias, veremos amigos nossos que mesmo sabendo que irão cair em abismos, preferem seguir a risca o que traçou seguindo atrás de diversões, de sexo, vida fácil, roubos, assaltos e enganando ao próximo. Então, ele usa do seu arbítrio, até que fere os limites e termina como diz a gíria "caindo a casa".

Sim, como falei anteriormente, essas pequeninas aves do céu (os espíritos amigos, mentores ou anjos da guarda) entoam suas canções e não as ouvimos, voltados para o que iludem os nossos sentidos, em virtude de ainda não estarmos em condições de entender dimensões mais altas. Assim pouco nos importa aquilo que vem a nossa mente e teimamos, somente depois do acontecido, lamentamos.

Estou imensamente satisfeito com suas perguntas, porque vejo nelas as respostas, dando-me o entendimento de quanto és lúcido, perspicaz e altamente conhecedor da Doutrina. Já te falei, não é maldade e sim a ignorância que temos ainda sobre as Leis, esquecemos inclusive a de Talião, assim cometemos ações que prejudicam ao próximo sem imaginar que o maior prejudicado será nós mesmos. Veja irmão, fomos (segundo a bíblia em a Genese) criados a imagem e semelhança do Senhor e todas as seitas, crenças, religiões até então conhecida, nenhuma nega isso, mas, para alcançarmos o grau em que estamos, milênios se passaram e muitas águas rolaram, muitas existências, muitas lutas contra essa ignorância e tentativas de alcançar esse conhecimento do universo em nós. Mas, será diante do grau evolutivo individual que o alcançaremos, mesmo porque, se observarmos a forma do Universo e a do Cérebro humano encontraremos uma similaridade tamanha que espanta, assim, o espírito treina através do campo cerebral como caminhar e desvendar os ditos mistérios do universo, se habilitando a no futuro, também fazê-lo no macro. Você como pai, jamais indicará a seu filho ou parente próximo passos para o abismo, no entanto, numa determinada idade, ele por si procura o caminho a seguir, assim, ninguém o fará desistir de suas ideias, a responsabilidade então não será dos pais e amigos e sim, dele mesmo. Todas as vicissitudes pelo qual passamos, vem de alguma forma servir de alavanca para muitos, vendo e ouvindo, vivenciando e aprendendo, seguir passos mais seguros dentro da exigência da Lei. O movimento espírita criou uma máxima que diz: o plantio é livre, a colheita é obrigatória, eis o porque de tanto sofrimento (que já falei, é MORAL). Outra coisa, para o trabalhador, nada é empecilho para a conclusão do serviço contratado, no sentido contrário, o preguiçoso acha tudo enfadonho, pesado, indelicado e todos os outros adjetivos, eis aí o porque de tantos erros cometidos. Já te falei e vou repetir, se me permites, o arbítrio não é tão livre como imaginam por aí, existe um limite. Dizemos sempre que o nosso direito termina, quando começa o do nosso próximo, portanto, ali está o final do nossa liberdade. O suicídio é mais um ato de covardia do espírito encarnado, quando se reencontra ou quando em sua trajetória encontra a oportunidade única de resgatar seus erros com nobres ações, sente receio de errar novamente infringe a Lei, então quando lhe é cobrado, prefere fugir de suas responsabilidade através do suicídio. Meu irmão, Deus não é aquele citado na bíblia que sente prazer no sofrimento e na dor. Deus não é aquele que manda passar a fio de espada os inimigos dos que "vivem" nos templos. Deus, por ser amor, não se contempla com nada disso, no entanto, não passa a mão por cima do infrator para ser agradável, errou, tem que corrigir seus erros, mesmo porque, todos nós somos líderes sendo seguidos por milhões de seres, (observe o quanto o filho imita os pais, irmãos, tios, amigos, etc) as baixas vibrações de dimensões inferiores nos atrai de alguma forma, a escolha é nossa, então, a Lei impressa em nossa consciência já dita a sentença, se de imediato, procurarmos nos penitenciar e pedir socorro, a espiritualidade estará sempre ao nosso lado proporcionando oportunidade para o perdão, perdão esse que vem através da repetição da cena e da forma de agirmos. Infelizmente temos uma visão diferenciada a respeito de Deus ser a causa dos nossos sofrimentos, Ele nos proporciona a oportunidade de vivenciarmos todas as situações e nós precisamos diferenciar a forma de como faze-la, aqui entra a máxima, te põe no lugar daquele que vai receber tua ação, se gostares, podes dar, caso contrário, não a faça. É dar aos outros, aquilo que gostarias de receber. Não sei meu caro e novo amigo se respondi a todo o teu questionamento Não sei se te satisfaz as respostas, mas, estarei sempre à disposição para entabular conversa, trocar ideias e debates a respeito da Doutrina dos Espíritos. Falar dentro da visão de outras que são tidas como espiritualistas. Abç
luis conforti junior disse:

Juarez Pereira da Costa

 

Querido amigo, me permita algumas perguntas:

- se tudo existe pela vontade de Deus, porq a DE ensina que Deus é amor, justiça e sabedoria?

- Se é o espírito que constrói seu caminho, porq ele constrói um caminho tão cruel para si mesmo?

- Se os anjos-guardiões, mentores etc nos mostram onde pisar, porq pisamos em tantas armadilhas, cometemos tantas maldades, somos tão profundamente egoístas e assombrosamente ignorantes?

- De que nos vale que estejam sempre ao nosso lado, se continuamos a fazer do mundo esse abismo de egoísmo, perversidades, perversões, misérias, desgraças, ignorância e sofrimentos?

- Se nos orientam na caminhada, porq erramos tanto?

- Se somos criaturas de Deus, porq nos deixamos seduzir por vibrações grosseiras e caímos em tantas tentações?

- Se a Lei que rege o universo é clara e objetiva, porq as criaturas de Deus não as respeitam e frequentes vezes as transgridem?

- Se existe o livre-arbítrio, porq praticamos tantos absurdos que, depois, temos de nos corrigir através de sofrimentos tantas vezes desesperadores e até mesmo insuportáveis e de numerosas encarnações?

- Se temos o livre-arbítrio, porq escolhemos fazer tantas coisas erradas e permanecer nas sensações baixas e cometer ações indevidas?

- Se Deus é amor, porq impõe a suas criaturas sofrimentos tão terríveis, que levam milhões a se suicidarem, devido a não suportá-los?

- se Deus é amor, justiça, sabedoria e perfeição porq seus filhos são o oposto dele: desamor, injustiça, ignorância e imperfeição?

- Se em nós, (espíritos) desde os primeiros passos existe todo o conhecimento do universo, pronto para ser liberado à medida que estivermos aptos a suporta-lo e vivencia-lo com sabedoria, porq temos de sofrer eqto não estamos aptos para suportá-lo?

- E, repetindo pergunta já feita: porq é que para vencer os maus instintos temos de sofrer se é Deus a causa de os possuirmos?

Abraços!

A vontade de Deus é que sejamos felizes. E ele permite que coisas ruins aconteçam pq não temos o sentimento de gratidão pelo que temos. Nossa! "A Parábola da semente" é tão bem explicadinha e o Luis, ainda, não entendeu. "Quem não é feliz no pouco. Não sabe viver no muito"....Valorize o que tens, o que és e onde estás. Não queria ir para o céu se tu não contribui para mudar o teu inferno....O que adianta dar a chave de um carro pra quem não sabe dirigir? E se tu não caminhas, Pq querem permanecer com as tuas pernas? Quem tiver ouvidos de ouvir que ouça!!!!


Espero que não arranquem as pernas por causa disto. Mais fácil é caminhar.....Não vão fazer o que certa menina fez aqui em Canoas. Se suicidou pq não soube administra a empresa que nem tinha conseguido inaugurar, colocando a culpa nos outros....Pegasse uma vassoura antes de abrir a loja e ser a gerente ou proprietária....
Rosangela Araujo Pereira disse:

A vontade de Deus é que sejamos felizes. E ele permite que coisas ruins aconteçam pq não temos o sentimento de gratidão pelo que temos. Nossa! "A Parábola da semente" é tão bem explicadinha e o Luis, ainda, não entendeu. "Quem não é feliz no pouco. Não sabe viver no muito"....Valorize o que tens, o que és e onde estás. Não queria ir para o céu se tu não contribui para mudar o teu inferno....O que adianta dar a chave de um carro pra quem não sabe dirigir? E se tu não caminhas, Pq querem permanecer com as tuas pernas? Quem tiver ouvidos de ouvir que ouça!!!!

Fala Luiz, já se passaral anos e ainda com as perguntas!?. Kkkk

O seu problema é interpretar de maneira equivocada a questão do livre arbítrio, aliás, como é a da grande maioria das pessoas que culpam os outros, e principalmente "Deus" por qualquer situação da vida, boa ou ruim.

O dia em que as pessoas entenderem que Deus não é responsável pelos nossos atos, tudo se modificará

Portanto, chega de culpar essa, ou aquela pessoa, ou "Deus" por tudo e passemos a olhar para dentro e nos responsabilizar pelo bem ou mal que causamos e ai, talvez, poderemos conhecer "Deus" em algums milênios a menos.

Vai Luiz, tenta reconhecer que você é o culpado pelos seus atos e não DEUS.

abs!

Oi, João Carlos dos Reis de Souza,

 

Pois é, amigo João, vc observou bem: já se passaram anos, décadas mesmo, e eu com as mesmas perguntas. O que posso perceber é que vc não observou bem, até agora, é que ninguém (nem vc) soube dar respostas a elas.

E vc, meu jovem, sabe responder a apenas esta, que é imprescindível para que se entenda a própria doutrina: porq uns são bons e outros são maus? Se não sabe, como vc poderá estar entendendo a doutrina?!!

 

Qto ao livre-arbítrio não há interpretação nem equivocada, nem não equivocada sobre ele, pois livre-arbítrio não existe; é apenas uma ilusão. Vc, como tantos outros e a doutrina afirmam que existe; então, meu querido, tente se recordar de alguma escolha, uma única que seja, que vc tenha feito, em qualquer momento de sua vida, e que tenha sido livre e cite-a aqui!

Vc, do mesmo modo que todos os demais, jamais fez alguma escolha livre! Todas as nossas escolhas estão totalmente presas ao passado, ao aprendizado bom ou mau que recebemos desta escola do bem e do mal que é a vida; e é exatamente devido a esse aprendizado que nossas escolhas são ou boas, ou más, que praticamos ou o bem, ou o mal! Logo, as escolhas não são nossas.

 

Meu jovem, o ivre-arbítrio nada mais é do q uma tentativa (nobre, pois consoladora), elucubrada pelas doutrinas religiosas e suas e suas filosofias para tentarem explicar os, para elas inexplicáveis, sofrimentos dos homens.

 

Como, conforme as doutrinas teístas e deístas, não pode ser Deus o causador do mal ou dos sofrimentos do mundo, chegou-se à conclusão “inescapável” de que o único agente ativo restante (já q Satanás se aposentou), a criatura divina procedente de Deus, do qual, segundo as doutrinas cristãs, nada pode proceder que seja injusto, mau ou ininteligente (de onde será que procedem os espíritos se todos eles estão sendo punidos frequentemente, exatamente devido a serem maus, injustos e sempre agindo de modo ininteligente?!), é ela, a criatura divina, a causadora de todos os males do mundo e que, se sofremos, é porque agimos erradamente; se somos felizes, é porque agimos acertadamente. 

 

Assim, segundo algumas doutrinas deístas, o mal não pode proceder de Deus, mas pode proceder das criaturas que procedem de Deus do qual, conforme contraditoriamente asseguram, “nada pode proceder q seja mau, nem injusto, nem ininteligente”.

 

Então, como dizem todas as doutrinas e filosofias religiosas, o mau uso do livre-arbítrio, ou o fato de fazermos escolhas indevidas, é a causa de todos os males e maldades do mundo. No entanto, ninguém sabe dizer porq usamos mal o livre-arbítrio, nem porq fazemos escolhas erradas. Quem terá esta resposta?

     

Sem dúvida, se o homem age erradamente pode prejudicar a si e a semelhantes. É isso que vemos no dia-a-dia, dos mais simples desentendimentos até aos conflitos e guerras mais cruéis e destruidoras de tudo que o próprio homem construiu, da própria vida e da natureza! E, a partir daí, conforme as doutrinas cristãs, funciona a lei de causa e efeito, uma lei moral, q nada tem a ver com a lei homônima da física.

 

Portanto, “podemos” sofrer se agimos erradamente, mas somente “se” os efeitos dessa ação nos atingirem.

 

Mas, será q esse sofrimento está previsto, como afirmam as doutrinas, numa lei divina criada por Aquele que é infinito amor, soberana justiça e perfeita sabedoria, que nos impõe punições (q implicam sofrimentos terríveis, desesperadores e mesmo insuportáveis, como os vemos no mundo, cânceres, deformações físicas, psicológicas, mentais, morais etc etc) por usarmos mal nosso livre-arbítrio? Deus, misericordioso, impõe a tantos de seus filhos tão insuportáveis sofrimentos que, a cada ano, cerca de 10 milhões a 20 milhões de irmãos, preferem escolher, em vez de permanecer nesta escola que Ele criou para nosso aperfeiçoamento moral, preferem e escolhem dela fugir pela porta do suicídio!

 

Essa explicação de que nosso sofrimento vem de nossa responsabilidade ou culpa, isto é, que devemos sofrer terríveis e insuportáveis penalidades expiatórias, mesmo que ditas educativas, não se harmoniza com a concepção de um Criador onisciente, onipotente, onipresente e de infinitos Amor, Justiça e sobretudo, infinita Sabedoria! De Deus que, por sua onisciência (se onisciência existe), sabe, desde sempre, o q sua criação de espíritos (criação especial, como diz a doutrina!) fará de terrível e absurdo! Sabe, desde sempre, desde antes de nos criar, quando, onde, como e em que circunstâncias cada um de nós “fará” o certo e o errado, relativamente às suas leis, bem como também sabe, desde antes de nos criar, os sofrimentos que nos imporá devido a nossos desacertos. Tanto que, de antemão, criou leis e locais para a expiação de nossos “pecados”.

 

Esse Deus não será como o fabricante/criador de brinquedos que, mesmo sabendo, com absoluta certeza, que o brinquedo, por ele ‘necessitado’,  idealizado, desenhado e fabricado/produzido/criado, virá a apresentar numerosos defeitos e, por isso, será extremamente perverso e perigoso, destruirá, matará, produzirá tantos e tão terríveis sofrimentos, tragédias e desgraças, mas assim mesmo o produz/fabrica e o entrega às “crianças”, aos homens (q são outros “zilhões” de brinquedos q, depois de fabricados, também apresentarão terríveis defeitos - q o fabricante/criador desde sempre sabe q apresentarão, pois Ele mesmo os fabricou e, conforme as religiões, é onisciente?!).

 

Agora, a questão: quando surgem os sofrimentos consequentes dos defeitos dos brinquedos, q o fabricante, ao fabricá-los, sabe com absoluta certeza, q apresentarão, quem é o responsável? O brinquedo ou o fabricante?

 

Estranhamente, muitos afirmam q o responsável é o brinquedo e q deve ser punido por isso!

 

Mas, vamos ao “livre-arbítrio”. Afinal, o que é o livre-arbítrio? Haverá mesmo um livre-arbítrio (ajuizamento, julgamento, decisão ou escolha livre)? Reflitam e verão q “todas” as nossas escolhas, sem exceção de nenhuma, estão sempre totalmente “presas” àquilo que a escola, do bem e do mal, que é a vida, nos ensina. Nunca decidimos fazer alguma coisa que a escola da vida não tenha já mostrado que é o mais conveniente a fazer.

 

Veja um pequeno exemplo de como nossas escolhas nada têm a ver com um “livre”-arbítrio, pois nunca são livres: você caminha por uma estrada que, de repente, se bifurca; por qual das duas vai continuar? Vc não decide ou escolhe como num jogo de cara-ou-coroa, ou de olhos fechados, ou num estalar de dedos. Sempre vc analisa, por mais simples que seja essa análise, qual a estrada a seguir; a mais sombreada, a que tem menos obstáculos, a mais curta.

 

E porque vc faz essa análise? Porque, pelas experiências já adquiridas na escola do bem e do mal que é a vida que Deus nos condenou a viver, vc já aprendeu que deve continuar por aquela cuja ponte está intacta, pela mais curta, pela cujo pavimento é melhor etc. Só não agem assim (não analisam) os mentalmente desequilibrados, o que está “fora de si”, o desesperado, dementado, ou o ignorante e, por isso, podem até continuar sua marcha pela estrada pior, ou cometer absurdos, como vemos no mundo. Mas esses não têm controle, não comandam a si mesmos, não raciocinam e, portanto, não são responsáveis pelo q fazem e, consequentemente, aquela lei moral das doutrinas e filosofias religiosas não os atinge.

 

Até para escolher entre guloseimas vc analisa: se seu apetite é grande, a maior; se não, a que lhe parece mais saborosa etc.

 

Portanto, nossas escolhas <nunca> são livres; estão sempre, sem exceção de nenhuma, totalmente <presas> ao passado, ao conhecimento, à compreensão anterior, que a vida já nos deu das coisas e do mundo. E se nossas escolhas não são <livres>, como dizer q há <livre>-arbítrio, q nossas escolhas são <livres>?! Todas as escolhas que fazemos, todas as decisões que tomamos estão “totalmente” <presas> ao nosso passado, ao conhecimento que já nos foi ministrado pela “escola do bem e do mal”, q é a vida e, assim, portanto, nunca escolhemos <livres>. Podemos mesmo dizer, sem medo de errar, que é a vida que escolhe por nós.

 

Do mesmo modo acontece em todos os aspectos da vida individual ou coletiva. Sempre, qualquer decisão ou escolha (mesmo para as provas de uma nova vida, como diz a doutrina espírita), depende do conhecimento q já temos pelas experiências anteriormente adquiridas.

 

Nunca escolhemos livremente. Para qualquer escolha, das mais simples e sem possíveis consequências danosas, como a escolha da cor de um lápis, às mais complexas e de consequências imprevisíveis e perigosas, como nos matar, matar um desafeto ou declarar uma guerra, não as fazemos por livre vontade ou livre escolha, mas pelo q as experiências/lições da vida já nos ensinaram o que é o melhor ou o mais conveniente a fazer em qualquer circunstância em que estivermos vivendo.

 

Talvez, por isso o apóstolo Paulo tenha afirmado: “É o Senhor que opera em nós o pensar, o querer e o fazer”. Como consequência dessas palavras, se nem pensamentos, nem desejos, nem o q fazemos são responsabilidade nossa, nossas obras também não são. Tanto q Paulo, talvez para q ninguém estranhasse q sofremos mesmo q as obras más não sejam verdadeiramente nossas, ainda disse: “Não é por vossas obras que sereis salvos, mas pela graça de Deus”.

 

Nesse mesmo sentido mestres e sábios afirmam: “aquele que pensa que escolhe é imaturo; está ainda no jardim da infância das coisas do espirito e, dificilmente, chegara à graduação universitária!”.

 

      Jesus, também, trouxe ensinamentos nesse mesmo sentido, qdo disse: “ninguém vem a mim se o Pai que me enviou não o mandar a mim”, com isso afirmando que, até mesmo pra seguir os ensinamentos de Jesus a escolha não é nossa; e a filosofia da ciência mais bem arquitetada e avançada deste planeta, a física quântica, afirma: "a escolha não é nossa!".

 

 

Luiz,

Já rspondi e respondemos há alguns anos:

LIVRE ARBÍTRIO.

Abs!

João Carlos,

Meu querido amigo, tente se recordar de alguma escolha, uma única que seja, que vc fez, em algum momento de sua vida, que tenha sido livre! E cite-a aqui para que raciocinemos sobre ela.

Querido amigo. Existe sim, o livre Arbítrio.Mas existe, também, a subordinação. Estamos subordinados sempre a quem tem mais poder perante ao que queremos e desejamos. Estamos, também, subordinados a quem é mais evoluído espiritualmente, tembém. Se eu procuro fazer a vontade de Deus é lógico que não tenho o livre arbítrio em tudo. Estou sempre subordinada a alguma coisa maior e mais forte que eu. O LIVRE ARBÍTRIO existe sim e ele é, diante dos homens proporcional ao nosso adiantamento. E, diante de Deus SEMPRE. E que bom sermos regidos por algo superior em bondade e sabedoria.... Porém, até mesmo Deus nos proporciona maior liberdade quanto mais nos aproximamos dele. E só nos aproximamos dele nos LIBERTANDO de nossas imperfeições. Só Deus é perfeito......
luis conforti junior disse:

João Carlos,

Meu querido amigo, tente se recordar de alguma escolha, uma única que seja, que vc fez, em algum momento de sua vida, que tenha sido livre! E cite-a aqui para que raciocinemos sobre ela.

Responder à discussão

RSS

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

Carlus Martel curtiu a postagem no blog “Armar” a população é inútil; “Amar” o povo - eis o caminho da paz (Jorge Hessen) de Casa de Jaco - Lar do idoso
3 horas atrás
Carlus Martel compartilhou o post do blog de Casa de Jaco - Lar do idoso em Facebook
3 horas atrás
Alan Piaui da Costa curtiu a postagem no blog Turbulências - Divaldo Franco de PATY GARDONA
4 horas atrás
Vagner e Carlos Pretti - SCEE agora são amigos
5 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Vem ouvir o meu novo áudio: Quantas Vezes Voltaremos Ao Planeta Terra - Qs 172 A 176 https://t.co/7bEnjVmZMO on #SoundCloud
Twitter5 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/I3X8i0X60m
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
ANA MARIA TEODORO MASSUCI curtiu a postagem no blog A Arte de Elevar-se - Irmão X de PATY GARDONA
7 horas atrás
ANA MARIA TEODORO MASSUCI curtiu a postagem no blog “Armar” a população é inútil; “Amar” o povo - eis o caminho da paz (Jorge Hessen) de Casa de Jaco - Lar do idoso
7 horas atrás
ANA MARIA TEODORO MASSUCI curtiu a postagem no blog Turbulências - Divaldo Franco de PATY GARDONA
7 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/UhrWaY6zD0
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/3TolqRDRnf
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/tKejSi6Y7L
Twitter7 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfilShizuo Yoshida, krislainne chan gaung, Marcus Vinicius fernandes e mais 3 pessoas entraram em REDE AMIGO ESPÍRITA
10 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
"Turbulências - Divaldo Franco" O mundo está em turbulência de todo jaez.: https://t.co/ujOglB0CR2
Twitter10 horas atrás · Responder · Retweet
Posts no blog por PATY GARDONA
11 horas atrás
Bruno Bertolli comentou a página Sites Parceiros de Amigo Espírita
12 horas atrás
Bruno Bertolli comentou a página Sites Parceiros de Amigo Espírita
12 horas atrás
marise teles de oliveira curtiram o perfil de marise teles de oliveira
17 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/f6iwoocIuV
Twitter19 horas atrás · Responder · Retweet
Ronaldo Marcelo Pacce curtiram o perfil de Anete Guimarães
19 horas atrás

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2017   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço