REDE AMIGO ESPÍRITA

Divulgando, Instruindo e Unificando!!!

Olá pessoal do rede amigo espírita.

      Faz alguns dias que estou com uma ideia me perturbando e gostaria se saber a opinião de vocês.

      Lembrei-me da passagem "Reconhece-se o verdadeiro Espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações.(Allan Kardec, ESE., XVII, 4)" e me fiz a seguinte indagação: ainda que eu faça um grande esforço para conter minhas imperfeições e isto de certa maneira é fácil quando pensamos no campo físico, como conter as imperfeições no campo mental?

      Coloquemos uma situação: Você acordou num mal dia. Chega ao trabalho e a última coisa que você quer fazer é dar bom dia, mas ainda assim você faz com toda delicadeza. Apesar do seu grande esforço em conter o mal humor e apesar de cumprimentar os colegas, mentalmente você os repulsa.
      Até que ponto a luta entre conter os impulsos e a REAL satisfação de conseguir seu intento não se anulam?
      A partir de que momento, comportamento, sentimento podemos realmente nos considerar verdadeiros espíritas?

Exibições: 1992

Responder esta

Respostas a este tópico

bom eu peso nao temos mal dia , etmos sim mais um dia se acordamos e damos grasas a deus por um mais dia , e pensamos quantos irmazinhos nao cacordaram . asim temos mais um dia e p[or tanto nao vamos estragar o dia dos outros se nao apreciamos o nosso dia dado por deus para nos rasgatarmos nossos eros ,

AMIGOS, 

Porq a necessidade de uma Reforma Íntima? É óbvio que só deve e pode ser reformado aquilo que foi deformado; sendo assim, pergunto: o que foi que deformou nosso íntimo para que agora ele deva ser reformado, e à custa de sofrimentos torturantes, desesperadores e mesmo insuportáveis?


Não sei. Alguém criou este termo e repetimos sem pensar muito. Mas acredito que uma transformação moral é melhor empregada. Reformamos, também, quando existe o desgaste. Reformamos, também, quando alguém, fora de nós estraga 
luis conforti junior disse:

AMIGOS, 

Porq a necessidade de uma Reforma Íntima? É óbvio que só deve e pode ser reformado aquilo que foi deformado; sendo assim, pergunto: o que foi que deformou nosso íntimo para que agora ele deva ser reformado, e à custa de sofrimentos torturantes, desesperadores e mesmo insuportáveis?

Rosangela, 

Pois é essa a pergunta: porq é necessário fazer uma transformação moral? E se, como vc diz, "reformamos qdo existe <desgaste> ou qdo <alguém de fora estraga>, qual é a justificativa, a explicação que a doutrina espírita dá para esses terríveis sofrimentos pelos quais passamos para consertar esse "desgaste", e consertar o que "alguém de fora estragou"? Onde estão aí aquele amor e aquela justiça que a doutrina confere a Deus, se vamos sofrer pelo que não é responsabilidade nossa, mas de outrém?


Luis. A dor é inevitável (porém a ciência encontra, cada dia mais, meios de acabar com ela). Porém o sofrimento é relativo (e esta é outra questão para aprofundarmos em outro momento, pois sofremos devido a importância, demasiada, que damos a determinadas situações. Assim como nos alegramos do mesmo jeito)....Mas eu também me pergunto por que agimos deliberadamente? Pois se fomos criados simples e ignorantes é natural que erramos por agirmos deliberadamente. Como disse Wagner Paixão, neste vídeo...O mal é produto do homem que age deliberadamente. E se não sabemos, temos que experimentar. Ou outros experimentam por nós. Um causo bem interessante é a do macaco que ficou preso em uma jaula e cada vez que tentava pegar uma banana recebia choque. Colocando mais macacos na jaula, cada vez que estes tentassem pegar a banana o primeiro macaco não deixava. Até que a gaiola se encheu de macacos sem que mais nenhum pegasse a banana. o aparelhinho de choque estragou e mesmo assim os macacos nunca tentaram pegar as bananas. Um dia um "macaco doido" inventou de pegar e viu que a banana não dava mais choque...e aí? Por mais que o primeiro macaco queira dizer que ele sentiu choque ao pegar a primeira banana ninguém acreditou nele "este era, então, o macaco doido da hora" rsrsrs   https://www.youtube.com/watch?v=TnvWEmAYPiY
luis conforti junior disse:

Rosangela, 

Pois é essa a pergunta: porq é necessário fazer uma transformação moral? E se, como vc diz, "reformamos qdo existe <desgaste> ou qdo <alguém de fora estraga>, qual é a justificativa, a explicação que a doutrina espírita dá para esses terríveis sofrimentos pelos quais passamos para consertar esse "desgaste", e consertar o que "alguém de fora estragou"? Onde estão aí aquele amor e aquela justiça que a doutrina confere a Deus, se vamos sofrer pelo que não é responsabilidade nossa, mas de outrém?

Rosangela Araujo Pereira ontem

 

Luis: Olá, amiga, vamos raciocinar sobre o que vc escreveu ontem:

 

- primeiro: porq é que vc diz que a dor é inevitável, se a doutrina espírita assegura que só merecem sofrer aqueles que escolhem (de propósito portanto) transgredir as leis de Deus? Porq não evitamos as dores se, como ensina a doutrina, temos com o livre-arbítrio a capacidade de escolher nunca transgredir as leis divinas?

 

- e se, como vc diz, o sofrimento é relativo, isto é, se nós, os homens, sofremos “desigualmente” devido a ações erradas “iguais” que fazemos, porq é assim se, conforme a doutrina, todos somos criados, por Deus, perfeitamente iguais? O que é que desfaz aquela perfeita igualdade inicial, fazendo com que uns sofram mais do que outros, por erros “iguais” que cometem?

 

- Porq uns dão, às mesmas situações ou coisas, mais importâncias do que outros? De onde vem essa desigualdade se, no início, somos todos perfeitamente iguais?

 

 

Rosangela: Mas eu também me pergunto por que agimos deliberadamente? Pois se fomos criados simples e ignorantes é natural que erramos por agirmos deliberadamente.

 

Luis: mas vc considera tb natural que a lei de Deus nos envie sofrimentos devido a errarmos por termos sido criados ignorantes?! Deus nos cria ignorantes e, depois, nos faz sofrer devido a sermos ignorantes, sendo que foi Ele mesmo que nos criou ignorantes?!!!

 

- E vc, minha jovem, concorda com o que disse esse que vc citou, o Wagner Paixão: “que o mal é produto dos homens que agem deliberadamente para produzir o mal”? Como podemos explicar que o homem age “deliberadamente” para produzir o mal, isto é, que ele escolhe produzir o mal, se sempre pode escolher produzir somente o bem? Terá Deus nos criado iguais aos sádicos, que sentem prazer em fazer outros sofrerem?

 

- vc como explicará isso: que mesmo podendo escolher fazer o bem, escolhemos (deliberadamente, portanto) fazer o mal? Vc mesma, se tivesse de fazer uma escolha, porq escolheria fazer o mal se pode sempre escolher fazer o bem?

 

- E, como vc nada respondeu em relação a perguntas que lhe fiz na msg anterior, pergunto de novo: porq é necessário fazer uma transformação moral?

 

- E se, como vc diz, "reformamos qdo existe <desgaste> ou qdo <alguém de "fora" estraga>, qual é a justificativa, a explicação que a doutrina espírita dá para esses terríveis sofrimentos pelos quais passamos para consertar esse "desgaste", e consertar o que "alguém de <fora> estragou"? Onde estão aí aquele amor e aquela justiça que a doutrina confere a Deus, se vamos sofrer pelo que não é responsabilidade nossa, mas de outrem?

.

Responder à discussão

RSS

ASSOCIE-SE E COLABORE

Últimas atividades

leleca curtiu a postagem no blog A Reencarnação da MÃE de Chico Xavier (emocionante história) de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
13 minutos atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/1qviIH5fFA
Twitter42 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/ddRF10JhP2 Chave da Redenção - 67º Estudo do Apocalipse
Twitter52 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/iU1wKEK0WHção íntima - 66º Estudo do Apocalipse
Twitter53 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/WsFQyOloDhórdia e merecimento - 68º Apocalipse
Twitter58 minutos atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/ddB6nQvsA2
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Adicionei um vídeo a uma playlist @YouTube https://t.co/76r4oGXXOzº O Que é o Espiritismo? - "Boa ou má-fé dos Espíritos" com
Twitter1 hora atrás · Responder · Retweet
EliethTavares Castro deu um presente para 20 membros
3 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo está participando do evento de Carlos Pretti - SCEE
Miniatura

“JESUS”, com José Marcelo Gonçalves Coelho em Sociedade Colatinense de Estudos Espíritas

2 julho 2017 de 9 a 10:15
9 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo curtiram o evento “JESUS”, com José Marcelo Gonçalves Coelho de Carlos Pretti - SCEE
9 horas atrás
Elciene Maria Tigre Galindo curtiu o vídeo de Carlos Pretti - SCEE
9 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiram o evento “JESUS”, com José Marcelo Gonçalves Coelho de Carlos Pretti - SCEE
10 horas atrás
Selidalva Santos Oliveira curtiram o perfil de Selidalva Santos Oliveira
10 horas atrás
Selidalva Santos Oliveira curtiram o perfil de Selidalva Santos Oliveira
10 horas atrás
Selidalva Santos Oliveira curtiram o perfil de Selidalva Santos Oliveira
10 horas atrás
Ruth cavalcante gomes curtiu o vídeo de Fernanda Silva Goes
11 horas atrás
Ori Pombal Franco compartilhou o post do blog de ANA MARIA TEODORO MASSUCI em Google +1
11 horas atrás
Ori Pombal Franco curtiu a postagem no blog O QUE SÃO OS MUNDOS DE REGENERAÇÃO? de ANA MARIA TEODORO MASSUCI
11 horas atrás
Ícone do perfil via Twitter
Comecei uma transmissão ao vivo em @YouTube: https://t.co/6ZEh8T6XfF
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet
Ícone do perfil via Twitter
Vem ouvir o meu novo áudio: 2017 - 06 - 27 - Plano Espiritual - Eduardo Mendes - 27 Junho 2017 - 07 - 32 - 54 https://t.co/zU7o1CAOGQ
Twitter11 horas atrás · Responder · Retweet

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2017   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço