A  Bíblia

 

1.     Origem

 

Foi no seio do povo hebreu que nasceu a Bíblia.

A Bíblia é a coleção dos livros que contêm a Palavra de Deus. A Bíblia é uma mensagem que Deus dirigiu e continua a dirigir aos homens, através dos homens.

O termo grego donde provém a palavra Bíblia significava originariamente: os Livros. Em Latim, este termo transformou-se num singular e passou a designar exclusivamente coleção dos textos que formam a Sagrada Escritura.

A Bíblia completa contêm 69 escritos (71 ou 72 - conforme diversas maneiras de contar), obras de numerosos autores, tendo cada um deles caracteres próprios.

Os títulos destes livros lembram por vezes o nome dos seus autores, outras vezes o nome dos seus destinatários ou ainda os assuntos que neles são tratados. É-nos desconhecido o nome de muitos desses autores; alguns escritos são o produto de uma colaboração ou constituem uma coleção de textos antigos compilados posteriormente. Os autores bíblicos viveram em lugares e em ambientes muito diversos: cada um deles imprimiu na sua obra traços muito característicos de sua personalidade.

 

2. As Divisões da Bíblia

 

Divide-se a Bíblia em duas grandes partes, chamadas respectivamente ANTIGO e NOVO TESTAMENTOS, sendo:

1ª parte: Antigo Testamento (AT) - 42 livros

2ª parte: Novo Testamento (NT) - 27 livros

 

Divisões do Antigo Testamento:

1º. grupo: A Lei                         5 livros

2º. grupo: A História                  15 livros

3º. grupo: A Poesia                    5 livros

4º. grupo: As Profecias              17 livros

 

Divisões do Novo Testamento:

1º. grupo: Biografia                    4 Evangelhos

2º. grupo: A História                  Atos dos Apóstolos

3º. grupo: Epístolas                    21 cartas

4º. grupo: Profecias                    Apocalipse

 

 

3. O Antigo Testamento

 

A coleção dos livros do Antigo Testamento originou-se no seio da comunidade dos Judeus que a foram ajuntando no decorrer de sua historia. Dividíramos em três partes:

 

1. A Lei (Torá). Contêm os cinco livros (chamados mais tarde de “O Pentateuco”, que significa os cinco volumes), formando o núcleo fundamental da Bíblia. Esses cinco livros são o Gênesis, o Êxodo, o Levítico, o Números e o Deuteronômío. Escritos por Moisés.

 

2. Os Profetas. Os judeus compreendiam por esse título não somente os livros que hoje são denominados Profetas, mas também a maioria dos escritos que hoje costumamos chamar Livros Históricos.

3. Os Escritos. Os judeus denominavam por este nome os livros dos Salmos, dos Provérbios, de Jó, do Cântico dos Cânticos, de Rute, das lamentações, do Eclesíastes, de Ester, de Daniel, de Esdras e Neemias com as Crônicas.

 

É a essa divisão que se refere o divino Mestre quando mais de uma vez (p. ex. Mat. 22, 40) falou “A Lei e os Profetas”.

Essa coleção já estava terminada no segundo século antes de nossa era.

Nessa mesma época os Judeus já estavam, em parte, dispersos pelo mundo. Uma importante colônia judaica vivia então no Egito, nomeadamente em Alexandria, onde se falava comumente a língua grega. A Bíblia foi então traduzida para o grego. Alguns escritos recentes lhe foram acrescentados sem que os judeus de Jerusalém os reconhecessem como inspirados. São os seguintes livros: Tobias e Judite alguns suplementos dos Livros de Daniel e de Ester os livros da Sabedoria e do Eclesiástico, Baruc e a Carta de Jeremias, que se lê hoje no último capítulo de Baruc. A igreja Cristã admitiu-os como inspirados da mesma forma que aos outros livros.

No tempo da Reforma, os Protestantes, depois de terem hesitado por algum tempo, decidiram não mais admiti-los nas suas Bíblias, pelo simples fato de não fazerem parte da Bíblia hebraica primitiva. Daí a diferença que há ainda hoje entre as edições protestantes e as edições católicas da Bíblia. Quanto ao Novo Testamento não há diferença alguma.

A Bíblia divide os 46 livros do Antigo Testamento do seguinte modo (alguns contam 44 livros, um indo Jeremias, Lamentações e Baruc):

 

1. Pentateuco: Os cinco livros iniciais escritos por Moisés: Gênesis, Êxodo, Levítico, Números, Deuteronômio.

 

2. Os Livros Históricos: Josué, Juizes, Rute, os dois Livros de Samuel, os dois Livros dos Reis, os dois Livros das Crônicas ou Paralipômenos, os dois Livros de Esdras e Neemías, os três livros de Tobias, Judite e Ester e, por fim, os dois Livros dos Macabeus.

 

3. Os Livros Sapienciais: Jó, os Salmos, os Provérbios, o Eclesiastes, o Cântico dos Cânticos, o Livros da Sabedoria e o Eclesiástico.

 

4. Os Livros Proféticos, designados pelo nome dos Profetas: Isaías, Jeremias (ao qual se acrescentam as Lamentações e Baruc), Ezequiel, Daniel, Oséias, Joel, Amós, Abdias, Jonas, Miquéias, Naum, Habacuc, Sofonias, Ageu, Zacarias e Malaquias.

 

 

4.  O Novo Testamento

 

A coleção dos Livros do Novo Testamento começou a formar-se na segunda metade do primeiro século na nossa era.

Seus 27 livros são assim distribuídos:

 

1. Cinco livros Históricos: Os Evangelhos segundo Mateus, Marcos, Lucas e João, e os Atos dos Apóstolos.

 

2. Vinte e uma cartas dos Apóstolos. Paulo escreveu 14 cartas: 1 aos Romanos, 2 aos Coríntios, 1 aos Gálatas, 1 aos Efésisos, 1 aos Filipenses, 1 aos Colossenses, 2 aos Tessalonicenses, 2 a Timóteo, 1 a Tito, 1 a Filemon e 1 aos Hebreus. As outras cartas são as seguintes: 1 de Tiago, 2 de Pedro, 3 de João de Judas.

 

3. Um livro Profético: O Apocalipse de João.

 

As duas coleções que formam a Bíblia foram sendo traduzidas do grego para o latim desde o segundo século da nossa era. Mas a tradução latina mais espalhada é a que fez São Jerônimo, à base dos textos originais hebraicos e gregos, no fim do quarto século, denominada "Vulgata" (Vulgarizada).

 

5. O Sentido Espiritual da Bíblia

 

O Velho e o Novo Testamento

 

Entre o Velho e o Novo Testamento encontram-se diferenças profundas e singulares, que se revelam, muitas vezes, como fortes contrastes aos espíritos observadores, ansiosos pelas equações imediatas da experiência religiosa.

O Velho Testamento é a revelação da Lei. O Novo é a revelação do Amor. O primeiro consubstancia as elevadas experiências dos homens de Deus, que procuravam a visão verdadeira do Pai e de sua Casa de infinitas maravilhas. O segundo representa a mensagem de Deus a todos os que O buscam no caminho do mundo.

Com o primeiro, o homem bateu à porta da moradia paternal, perseguido pelas aflições, que lhes flagelavam a alma, atribulado com os problemas torturantes da vida. O Evangelho é a porta que se abriu, para que os filhos amorosos fossem recebidos. No Velho Testamento, a estrada é longa e, vezes sem conta, as criaturas humanas desfaleceram, entre os sofrimentos e as perplexidade. No Novo, é a estrela da manhã espiritual, resplandecendo de amor infinito, no céu de uma nova compreensão.

No primeiro, é o esforço humano. O Evangelho é a resposta divina.

A Bíblia reúne o Trabalho Santificador e a Coroa da Alegria.

O Profeta é o Operário. Jesus é o Salário na Revelação Maior. Eis porque, com o Cristo, se estabeleceu o caminho depois da procura torturante. E é por esse caminho que a alma do homem se libertará da Babilônia do mal, que sempre lançou o incêndio no mundo, em todos os tempos.

A Bíblia, desse modo, é o divino encontro dos filhos da Terra com o seu Pai. Suas imagens são profundas e sagradas. De suas palavras, nem uma só se perderá.

Um dia, no cimo do monte da redenção, os homens entregar-se-ão, de braços abertos, ao seu Salvador e Mestre. Então, nessa hora sublime, resplandecerá, para todas as consciências da Terra, a Palavra de Deus.

 

(Emmanuel, Francisco Cândido Xavier, Coletânea do Além, O Velho e o Novo Testamento, p. 108)

Caro amigo, na próxima postagem vamos trazer reflexões quanto ao estudo do Evangelho. sds fraternas

beto costa

Exibições: 3217

Respostas a este tópico

Apenas recentemente, no meio espírita, as atenções tem se voltado para a necessidade de estudar a Bíblia. Muitos de nós não sabemos manuseá-la e muito menos conhecer a sua importância e conteúdo Realmente é fundamental este estudo na preparação do trabalhador espírita. Excelente! Paz e Luz! 



Orlando D. Cardoso disse:

Ótima exposiçao, há um movimento "oculto" querendo denigrir a Bíblia baseando em fatos que nao se compreende se nao levar em conta a história, o tempo, as possíveis falhas de traduçao, e principalmente o sentido figurado, a percepçao psicológica das formas alegóricas. Entendo que a Bíblia contém um tesouro, porém precisa "escavar". Parabéns, muita luz.

Linda exposição,obrigada por tão lindo texto,em cima de uma verdade absoluta.não importa se esta verdade está escondida muitas vezes debaixo do manto das letras.O importante é que ela está ao alcance de todos que a busca.

Acho controverso este texto de Emmanuel quando diz " De suas palavras, nem uma só se perderá."

A principio pelos diversos estudos já realizados sabemos dos erros de tradução e da censura imposta nos concílios.

A melhor afirmação que assisti recentemente aqui foi dita por Ademar Faria Jr , em resumo que humanizaram os sentimentos de Deus ao descreve-lo no antigo testamento.

Excelente iniciativa

 Ficarei aguardando  com ansiedade   a continuação  deste estudo.

 Obrigada  Ivete

Muito boa exposição.

Vamos estudar a Espiritualidade Superior quer que os Espiritas estudem a doutrina Espirita
Com Evangelho, estarei estudando Evangelho, pela 1a.vez, esta muito bem explicado.
Retorno a todos que pensem e sendo dado Pelo Beto Braga. Não podemos perder.
Paz de Jesus.Coragem, Forca.

RSS

APLICATIVO RAETV

Nosso aplicativo para download gratuito no Google Play

COLABORE COM A RAE

PRÓXIMOS EVENTOS AO VIVO

Artigos Espíritas

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ? - Nelson Xavier

HÁ AMOR NO QUE VOCÊ FAZ?

“Quanto mais eu escrevo, mais as palavras aparecem. Quanto mais eu vivo, mais a vida me esquece.

Quanto mais eu choro, mais as lágrimas descem. Quanto mais eu amo,…

Reflexões sobre as Leis Naturais.

Reflexões sobre as Leis Naturais.

 

Quando se inicia o estudo da Lei Divina ou Natural, que consta em O Livro dos Espíritos, percebe-se que Kardec, na elaboração das perguntas aos Espíritos, objetiva eliminar as contradições…

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro... (Artigo de Jane Maiolo)

E quando o desequilíbrio da saúde mental destrói o futuro...

 por Jane Maiolo

Por que estamos nós…

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

Por que nos sentimos mal em determinados ambientes?

 

Wellington Balbo – Salvador BA

 

Você já esteve em ambientes em que se sentiu mal, constrangido, pouco à…

Por que estudar O livro dos médiuns? por Simoni Privato Goidanich

Por que estudar O livro dos médiuns?

Simoni Privato Goidanich

Artigo publicado na Revista A senda (nov-dez 2019), da Federação Espírita do Estado do…

Últimas atividades

Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
ontem
Mauro Araújo Matoso de Lima curtiu a postagem no blog Angústias De Um Dirigente Espírita de PATRIZIA GARDONA
ontem
Helena Padilha de Meneses curtiram o perfil de Helena Padilha de Meneses
ontem
Ícone do perfilNilton Cardoso deu um presente para José Ricardo Fernandes
domingo
Nilton Cardoso e José Ricardo Fernandes agora são amigos
domingo
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Hanseníase. Você o conhece? de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"  N.F.P, 23, noiva, não consegue sentir mais os pés, (...) e sua sensibilidade totalmente debilitada. Ela tem hanseníase, doença mais conhecida como lepra. Sua primeira atitude foi querer se suicidar, mas agora,…"
sábado
José Ricardo Fernandes curtiu a postagem no blog Amor antigo - Alma afim. de Nilton Cardoso
sexta-feira
José Ricardo Fernandes curtiram o perfil de Nilton Cardoso
sexta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog TEORIA E PRÁTICA. O QUE É BOM FAZER de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
quinta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog "Especial de Natal" é Repudiado. de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
" A atriz Paris Jackson deve interpretar Jesus como uma mulher lésbica no próximo filme. https://observatoriodemusica.uol.com.br/noticia/filha-de-michael-jackson-vai-interpretar-jesus-em-filme-com-artista-que-fez-porno No Brasil…"
quarta-feira
LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA comentou a postagem no blog Empoderamento da Mulher. O Exemplo de Norberta de LUIZ CARLOS DUARTE FORMIGA
"NASA renomeia sua sede em homenagem à engenheira Mary W. Jackson A primeira engenheira negra da agência espacial norte-americana trabalhou na construção do túnel de pressão supersônico, que…"
1 Jul
Mauro jesus Nascimento curtiu a postagem no blog Fenômenos Mediúnicos, Metapsíquicos e Parapsicológicos de PATRIZIA GARDONA
29 Jun

Regras de uso e de publicação

 

 

© 2020   Criado por Amigo Espírita.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço